Trump teve que deixar seu smarpthone Android por um "dispositivo mais seguro"

O Twitter pode estar próximo de perder um de seus usuários mais ativos e controversos: com a posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, a figura polêmica teve que "largar mão" de seu smarpthone Android. De acordo com o New York Times, Trump precisou ceder seu aparelho por um "dispositivo encriptado aprovado pelo serviço secreto, com um novo número que poucos possuem".

Além de ser extremamente ativo em sua conta na rede social, o político também ficou conhecido por ser muito "acessível" através do telefone, atendendo ele próprio ligações de repórteres, outros políticos e até mesmo autoridades internacionais. O The Verge relata que o primeiro ministro da Austrália, Malcom Turbull, teria conseguido ligar para Trump após conseguir o número através do jogador profissional de golfe Greg Norman.

Barack Obama em diversas ocasiões teceu reclamações sobre o aparelho que utilizava. Sem nunca identificar claramente qual seria o dispositivo, o ex-presidente utilizava um BlackBerry modificado que ele se referia como "não divertido".

Em 2013 o Pentágono liberou o uso de aparelhos Samsung (por conta da tecnologia Knox) e BlackBerrys por seus funcionários, e posteriormente iPhones e iPads também seriam incluídos entre os dispositivos permitidos na rede segura do quartel-general do Departamento de Defesa Americano. Por questões de segurança, o presidente dos Estados Unidos sofre com limitações ainda maiores em sua conectividade e aparelhos que pode utilizar, sendo que Trump já demonstrou sua preocupação de ficar "isolado do mundo" devido a essas restrições. Sem dúvidas o Twitter (e muito da cobertura jornalística da política amerciana) vai ter um pouco menos de assunto daqui pra frente.

Fonte: New York Times
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.