Preço do Switch desaponta investidores e ações da Nintendo fecham em queda

Se você ficou desapontado com o valor não muito convidativo de US$ 300 pelo Switch, saiba que não foi o único. Investidores e acionistas se mostraram descontentes com o preço sugerido do novo console da Nintendo, resultando numa queda de ações da companhia logo depois de sua apresentação, com ela fechando num dos menores valores nos últimos dois meses no Japão.

"A máquina pode ser usada tanto como um console doméstico, como um dispositivo portátil, então o preço mais alto é compreensível até certo ponto, mas não há realmente títulos de software suficientes para justificar esse preço inicial."
Fumio Matsumoto, gerente de fundos sênior do Dalton Captial no Japão

A quantidade de jogos que efetivamente virão para o console continua sendo a principal preocupação de investidores, herança dos problemas enfrentados pelo Wii U. Enquanto a nova arquitetura do Switch promete ser mais amigável para desenvolvedores, eles ainda vão precisar bolar maneiras inventivas de usar os controles diferenciados do vídeo game, o que pode desencorajar o investimento de tempo e dinheiro para isso. Um valor mais atrativo garantiria uma popularização maior do aparelho, ótimo incentivo para querer ter seus jogos nele.

A Nintendo pretende vender 2 milhões de unidades do Switch logo em seu primeiro mês.

Fonte: Reuters
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Você se importa com a temperatura da série RX 5700?