Google está criando motoristas e não carros autônomos, explica companhia

A Google está trabalhando forte para desenvolver a tecnologia de carros autônomos, mas isso não quer dizer que a companhia vá se tornar uma fabricante de automóveis algum dia. Ao invés disso, eles estão entrando no negócio de "criação de motoristas super-humanos", segundo o diretor de tecnologia autônoma da Google, Dmitri Dolgov.

Em entrevista ao site Recode, Dolgov explicou o motivo disso. Segundo ele, a companhia precisa desenvolver o software para que ele seja capaz de detectar coisas como sinais feitos com as mãos. Com isso, é possível detectar que existe um ciclista na frente do carro sinalizando com os braços que vai fazer uma curva e reagir de acordo.

Na visão da equipe da empresa, desenvolver o motorista ideal significa criar um conjunto de sensores e de software que pode ser utilizado em qualquer lugar e que possa ser instalado em qualquer veículo, independente da montadora.

"Não importa", falou Dolgov. "Nós estamos criando um motorista. Nós trabalhamos com o Prius, com a Lexus, nós temos nosso próprio protótipo e agora estamos trabalhando com a Fiat Chrysler numa nova plataforma".

"No nosso software, é a mesma coisa", continua o diretor de tecnologia autônoma da Google. "É como você entrando num outro carro. Você aluga um – talvez seja um pouco maior, e ele não irá se comportar da mesma maneira na estrada que o seu próprio carro. Leva um tempo para se acostumar, mas as tarefas principais se transferem".

Confira abaixo a entrevista na íntegra (em inglês):

 

Fonte: Recode
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.