CPUs Zen podem dobrar performance de atuais FX Orochi, vaza possível foto do die

O site SemiAccurate percebeu uma coisa interessante: durante uma apresentação aos seus acionistas, a AMD parece ter mostrado entre as artes utilizadas no evento fotos do die dos futuros processadores da empresa baseados na arquitetura Zen (foto acima).

Novas informações circulando sobre os processadores indicam um ganho de performance 2x comparado a processadores FX Orochi. As imagens mostram um suposto slide da própria AMD mostrando que os processadores Summit Ridge, que equiparão os modelos FX Zen, entregando o dobro do desempenho de modelos anteriores em um teste do Cinebench R15. Colocando em perspectiva, esse suposto salto de desempenho traria a AMD novamente à disputa com os processadores mais potentes da Intel disponíveis hoje:

O Summit Ridge é a plataforma que será utilizada para os processadores de alto desempenho sem gráficos integrados, um equivalente aos atuais FX, com processadores em 14nm FinFET com até oito núcleos. Com a nova litografia e arquitetura, a AMD vem prometendo um salto de 40% no número de instruções por ciclo dos processadores, o que significa que indica que eles possivelmente terão muito mais performance e eficiência energética que os modelos atuais.

As APUs, processadores da AMD que combinam núcleos de processamento com gráficos integrados, devem dar as caras com a arquitetura Zen apenas em 2017, quando também devem ser lançados os modelos para servidores baseados na nova arquitetura da empresa. As APUs serão baseadas em "Bristol Ridge" e utilizarão o mesmo soquete AM4 que os modelos FX da "Summit Ridge", o que signficia que o consumidor poderá migrar de uma APU para um FX, e vice e versa, sem necessidade de trocar de placa-mãe. Além da nova litografia, a nova arquitetura Zen chegará introduzindo a tecnologia de memórias DDR4 aos produtos da AMD.

Os rumores atuais indicam que a AMD vai lançar um processador FX baseado em Zen no mês de outubro

Fonte: SemiAccurate
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.