Kaspersky patenteia antivírus via hardware

Um sistema que pode ser mais eficiente na busca por malwares, jÁ que não sofre influência do sistema operacional, foi patenteado pela Kaspersky Labs.

A ideia é implantar um ativírus  através do hardware, aprimorando sua precisão, jÁ que as soluções via software podem sofrer influência dos malwares, ficando, até mesmo, desativadas.


A patente, de número 7657941, descreve a invenção como um sistema antivírus instalado entre um drive (que pode ser um disco rígido ou um SSD) e a unidade computacional (CPU e RAM), conectado ao barramento do sistema ou integrado ao controlador de disco.

O antivírus, então, bloqueia a escrita de dados no disco e, através de  um utilitÁrio de controle instalado no PC, dispara alertas de ameaças e informações sobre quais ações o   usuÁrio pode realizar.

O CrunchGear lembra, porém, que a Kaspersky não deixou clara a forma com a qual esse sistema farÁ a comunicação com a web para conseguir atualizar sua base de dados. Ou seja, os updates, provavelmente, serão feitos a partir de software, que também pode acabar vulnerÁvel.

Claro que, por enquanto, tudo isso é apenas uma ideia, ainda sem aplicação prÁtica nem previsão de disponibilidade. Portanto, até o sistema ser implementado, mais informações devem aparecer.

Assuntos
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.