Intel cria chip mais eficiente!

Os engenheiros da Intel anunciaram a contrução de um microprocessador com alto grau de resiliência (conceito oriundo da física, que se refere à propriedade de que são dotados alguns materiais, de acumular energia quando exigidos ou submetidos a estresse sem ocorrer ruptura), capaz de prover até 41% mais taxa de transferência de dados com a mesma quantidade de energia que os atuais chips.

Keith Bowman, pesquisador do Laboratório de Pesquisas de Circuitos da Intel disse que se a tecnologia fosse aplicada aos processadores comerciais, esta design resiliente/adaptÁvel iria prover taxas de transferências mais do que garantidas. Chips de menor desempenho obteriam um resultado muito melhor. Mesmo sob condições abaixos das ideais, a nova tecnologia otimizaria o desempenho e garantiria uma taxa de transferência de dados mais eficiente do que os núcleos das atuais arquiteturas convencionais.


É uma forma de auto-ajuste através de detecção e correção de erros internos. O novo processo necessita de ciclos, mas não tantos quanto pelo método convencional, que depende do ciclo de desperdício dos "buffers", chamado "guardbands".

O resultado prÁtico é uma maior eficiência no processamento. O chip protótipo da Intel inclui circuitos adaptÁveis que eliminam os "guardbands". Em vez disso, estes circuitos detectam erros causados pela tensão, temperatura e fatores de desgates, corrigindo-os de forma instantânea sem a necessidade de ciclos de reserva.

"Isso permite resultados com uma maior taxa de transferência de dados, e/ou um mínimo de exigência de energia, que em qualquer que seja o caso, ultrapassa o desempenho dos processadores convencionais", disse Bowman.

Assuntos
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.