Intel pode substituir o "Tick-Tock" por novo modelo com sua linha de processadores Kaby Lake

A Intel estaria próxima de acabar com o modelo de evolução de seus processadores conhecido como Tick-Tock, onde todo "tick" é o processo tecnológico de encolhimento da microarquitetura anterior e todo "tock" é uma nova microarquitetura. Segundo o PcPer, o tradicional modelo de negócios, utilizado pela empresa há uma década, será abandonado com os processadores Kaby Lake, que não adotarão o processo de fabricação de 10nm e continuarão nos 14nm.

De acordo com o site, a mudança é justificada pelo novo modelo de negócio da companhia, onde mais uma etapa será adicionada a evolução dos processadores: a otimização. Ou seja, os chips da Intel serão lançados com uma nova microarquitetura, depois um novo processo de fabricação e, em seguida, uma versão otimizada, assim como o Kaby Lake.


Adeus tick-tock; olá processo-arquitetura-otimização

A Intel ainda não confirmou oficialmente o novo modelo, mas com a lei de Moore batendo em sua porta, o método de evolução "processo-arquitetura-otimização" parece uma boa saída. Além disso, a novidade também poderá trazer mais tempo de compatibilidade com os soquetes, já que não teremos alterações na litografia durante mais tempo.

Os processadores Kaby Lake devem ser lançados ainda este ano e os chips Cannonlake, com 10nm, podem aparecer em 2017.

{via}PcPer|http://www.pcper.com/news/Processors/Intel-officially-ends-era-tick-tock-processor-production{/via} 

  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Meu nome é Mateus Mognon. Depois de viver 16 anos sem internet no interior de Lagoa Vermelha-RS, eu vim até Florianópolis com apenas um objetivo: sobreviver. Para isso, eu comecei a estudar Jornalismo na UFSC e trabalhar no Adrenaline, onde produzo conteúdos e notícias da forma mais ágil possível. Com pouco salário e muito trabalho, eu sou... O Antigo Estagiário (agora colaborador!)

Você se importa com a temperatura da série RX 5700?