Lula adia decisão sobre Plano Nacional de Banda Larga

Depois de duas horas reunido com ministros e técnicos do governo federal, o presidente Luiz InÁcio Lula da Silva pediu mais estudos antes de definir o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

Durante o encontro realizado na tarde desta quarta-feira (10/2), no gabinete provisório da Presidência da República no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, foram apresentados vÁrios cenÁrios para implantação do PNBL no País. Os trabalhos foram coordenados pelo assessor especial da Presidência da República, Cezar Alvarez, e a secretÁria da Casa Civil, Erenice Guerra.

O presidente Lula gostou do que viu, mas segundo o Blog do Planalto decidiu dar mais tempo para que os ministérios e órgãos envolvidos possam discutir melhor as propostas para o programa, que terÁ a missão de massificar a banda larga no Brasil. A equipe deve apresentar novas propostas em uma reunião agendada para março.


"O trabalho foi muito bem feito, mas como ele é complexo, obviamente vai precisar de um tempo para que os ministérios e a Anatel possam discuti-lo", afirmou o presidente ao Blog do Planalto

Segundo informação publicada em seu Twitter, logo após a reunião, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse que os debates continuam. "Estamos de acordo sobre a estrutura geral e objetivos."

Participaram do encontro de hoje 11 ministros e mais representantes Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da Advocacia Geral da União.

Fonte: ComputerWorld.

Assuntos
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.