Depois da saída de Kojima da Konami, Guillermo del Toro diz que nunca mais vai tentar fazer um game

"Eu decidi que, para não destruir a vida de mais ninguém, eu nunca mais me envolverei com vídeo games." - Foi isso que Guillermo del Toro disse à Playboy durante entrevista na Comic Con, em San Diego. A informação contradiz diretamente a notícia da IGN de que o cineasta ainda estaria trabalhando com Hideo Kojima em um novo projeto, mas del Toro foi tão enfático em sua entrevista com a tradicional revista masculina que é mais fácil acreditar que ele não vai mais mexer com jogos tão cedo. E seu argumento tem até um tom de superstição:

 Â“Eu mostrei que sou o albatroz dos vídeo games. Eu me juntei à THQ e a THQ faliu. Eu me juntei ao Kojima e o Kojima saiu da Konami. Então eu decidi que, para não destruir a vida de mais ninguém, eu nunca mais vou me envolver com vídeo games. Se não eu vou trabalhar com alguém e a casa dele vai explodir ou alguma coisa, sabe?"

De fato, Silent Hills não foi a primeira experiência de del Toro nos games que deu errado. O projeto da Konami acabou ficando mais conhecido por causa da participação de Kojima, mas muito antes o diretor havia feito uma parceria com a "falecida" THQ para a produção de um game chamado inSane. O jogo ficou só no teaser (que não era nem "playable").

A experiência com a produção de games, entretanto, não foi toda em vão para o cineasta, que afirma ter aprendido muito a respeito de narrativa com sua tentativa de fazer jogos:

"Eu aprendi muito com Kojima, é claro, e eu aprendi muito com minha experiência na THQ. Eu aprendi. Isso mudou o modo que eu vejo uma narrativa. Nós colocamos dois anos de trabalho na THQ com inSane. E o que nós íamos fazer com Silent Hills ia ser inovador e assustador. (...) Mas isso não significa que eu nunca mias vou me envolver no desenvolvimento de um game de nenhuma maneira. Estou aberto em ter desenvolvedores fazendo jogos e eu posso, espero, ser criativo a respeito disso, e eu posso ser educado a respeito disso e conversar a respeito disso numa maneira que os ajude a fazer o game, mas não, eu não posso fazer o jogo eu mesmo."

Então, se de fato sobrou algo da parceria entre Kojima e del Toro, provavelmente é apenas como consultor para um próximo projeto. Mas quem ainda quer muito ver um jogo com a participação direta do grande nome de filmes de terror no desenvolvimento, talvez não precise ficar totalmente sem esperanças. Vai ver ele também aprendeu a dizer "nunca mais" no estilo de Kojima.

{via}Playboy | http://www.playboy.com/articles/after-silent-hills-debacle-del-toro-done-making-video-games{/via} 

Assuntos
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.