Museu do Videogame Itinerante está na final do Prêmio Brasil Criativo, do Ministério da Cultura

O Museu do Videogame Itinerante estÁ na final, na categoria Museus, do Prêmio Brasil Criativo, promovido pelo Ministério da Cultura. O projeto, o primeiro do gênero no país a ser mapeado pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) foi o mais votado pela internet na categoria. O vencedor serÁ anunciado em uma cerimônia que acontecerÁ no dia 3 de dezembro, no auditório do Ibirapuera, em São Paulo, e transmitida via streaming no endereço www.premiobrasilcriativo.com.br.

Criado em Campo Grande-MS, o Museu do Videogame Itinerante conta com um acervo com mais de 200 consoles para exposição e outros 30 disponíveis para os visitantes jogarem e relembrarem quatro décadas de evolução dos videogames. Em quatro anos, funcionando apenas durante 15 dias por ano, o museu recebeu cerca de 450 mil visitantes. Em 2014, no Shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande, foram 162 mil visitantes em 16 dias.


Tour em 2015

Em 2015, o Museu do Videogame percorrerÁ shoppings e eventos de vÁrias cidades do país. JÁ estão confirmadas exposições em Recife (PE), Fortaleza (CE), Belém (PA), Campo Grande (MS), Pelotas (RS) e estão previstas exposições em Salvador (BA), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Vitória (ES) e Florianópolis (SC).


Acervo

Entre as relíquias do museu estão o primeiro console fabricado no mundo, o Magnavox Odyssey, de 1972; o Atari Pong (primeiro console doméstico da Atari), de 1976; Fairchild Channel F, de 1976 (primeiro console a usar cartuchos de jogos); o Telejogo Philco Ford, de 1977 (o primeiro videogame fabricado no Brasil); o Nintendo Virtual Boy, de 1995 (portÁtil da Nintendo que rodava jogos 3D); o Vectrex, de 1982 (console com jogos vetoriais que jÁ vinha com monitor); o Microvision (primeiro portÁtil a usar cartucho), de 1979 e o R.O.B (robozinho lançado juntamente com o Nintendo 8 bits, em 1985).

Um dos diferenciais do Museu do Videogame Itinerante é que, além de conhecer consoles e jogos raros, os visitantes também podem jogar em alguns videogames que fizeram história, tais como o Telejogo Philco-Ford (1977), Atari 2600 (1976), Nintendinho 8 bits (1985), Master System (1986), Mega Drive (1988), Super Nintendo (1990), Nintendo 64 (1996), Game Cube (2001), Sega Dreamcast (1998), Xbox (2001), Playstation 1 (1994), entre outros.

Saiba mais sobre o Museu do Videogame Itinerante na pÁgina oficial do Facebook

  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Quem você acha que merece o GOTY do The Game Awards?