BGS 2014: CoD: Advanced Warfare evolui na mecânica, mas deixa a desejar graficamente

Como acontece todos os anos desde 2007, "Call of Duty" sempre aparece no topo dos games mais vendidos a cada novo game lançado. Com a nova versão "Advanced Warfare" não deve ser diferente: o jogo é um dos mais procurados pelos visitantes da BGS 2014 - e nós tivemos a oportunidade de testar o seu multiplayer online m primeira mão. Abaixo, seguem as impressões.

Quem jÁ conhece a série, todo aquele teor frenético dos tiroteios em rede continua intocÁvel. Agora, contudo, as principais novidades implementadas na franquia estão todas relacionadas ao exoesqueleto, uma espécie de armadura militar poderosíssima que concede habilidades de superpulos e deslocamentos laterais Ágeis. O que isso interfere na mecânica? Simples: a verticalização dos cenÁrios, com possibilidade de movimentos rÁpidos e estratégias para jogadores que gostam tanto de combates mais próximos quanto os de longa distância.

Isso definitivamente adiciona camadas verticais na jogabilidade, possibilitando o alcance a vÁrios andares dos cenÁrios sem a necessidade de percorrer escadas inteiras, priorizando a ação do momento, inclusive, enquanto o jogador estÁ no ar. Não é possível dar pulos duplos, apenas um por vez e, com isso, jÁ atingir Áreas superiores Por isso, agora também é sempre necessÁrio também prestar atenção no perigo que pode estar acima, e não apenas à frente ou atrÁs.

Para o deslocamento lateral, os ganhos na jogabilidade permitem agora desviar de tiros simples a projéteis ao mesmo tempo em que confunde o oponente com uma movimentação imprevisível de sacar, para qualquer lado. O mesmo acontece em vice-versa, obviamente: é possível errar todo um pente de balas no adversÁrio com um único tipo deslocamento dele. Além disso, o exoesqueleto ainda permite criar um campo de força ao redor do jogador e protegê-lo temporariamente de qualquer ataque possível, incluindo os causados por perks que costumam destruir tudo o que estiver na Área escolhida para o ataque.


Visual decepciona

Para os adoradores de grÁficos, uma notícia não muto boa: mesmo hÁ três aos em desenvolvimento, "Call of Duty: Advanecd Warfare" não impressiona em nenhum momento. É claro, as texturas estão melhores do que qualquer outra versão da franquia anterior, hÁ mais detalhes e partículas planando pelos cenÁrios, mas não é algo que chame a atenção ou que faça jus a um titulo pensado para a nova geração de consoles. Pelo menos não na porção online do game. Não serÁ desta vez que "CoD" irÁ concorrer de igual para igual ou ser melhor que "Battlefield" ou "Crysis" em termos grÁficos, embora continue vendendo o dobro dos outros dois jogos concorrentes combinados.

"CoD: Advanced Warfare" sai para PC, PS4, XOne e consoles da geração passada em 4 de novembro. 

  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Quem você acha que merece o GOTY do The Game Awards?