Para Crytek, não é tão fácil impressionar gamers com gráficos como era no passado

Os primeiros games das séries Far Cry e Crysis impressionaram os gamers por trazerem um incrível avanço técnico na Área de grÁficos. Ambos foram desenvolvidos pela Crytek, que recentemente criou Ryse: Son of Rome Â– e parece estar tendo problemas para nos impressionar com o visual de seus jogos.

Ao menos é isso que pensa o principal engenheiro de renderização da empresa, Nicolas Schulz. Em entrevista ao site DSOGaming, ele disse que a indústria atingiu um nível de qualidade onde estÁ cada vez mais difícil de impressionar as pessoas. "Dito isso, ainda hÁ Áreas o suficiente para explorar e onde definitivamente conseguiremos empurras os limites o mÁximo possível", ressalta Schulz.

Para completar, ele ainda discutiu as limitações das placas de vídeos dos PCs de alto desempenho, e também das APUs dos consoles da atual geração. Sobre o PC, ele falou que as GPUs high-end ainda estão longe de alcançar os 60 frames por segundo na resolução 4K. "Isso estÁ saturando a largura de banda disponível muito rapidamente".

Sobre os consoles, ele falou da diferença de potência em relação aos computadores. "Os consoles estão claramente atrÁs das GPUs high-end em termo de potência pura. Porém, pensado pelo lado bom, eles compartilham a mesma arquitetura moderna que permite uma gama de técnicas de otimização interessantes".  Via Gamespot.

Assuntos
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual foi o melhor ano para lançamentos de games?