"Episódio perdido" de Commander Keen aparece no Steam Greenlight, pronto para atiçar a nostalgia


Quem nunca ouviu falar de Commander Keen, não precisa se culpar: este game antigo não tem a força de títulos como Super Mario Bros ou Sonic. Isto também não significa que não tenha sua importância, afinal este jogo de plataforma side-scroller foi uma das bases para que a id Software se tornasse... a id Software.

Os que tiveram a chance de conhecer este ótimo jogo do início dos anos 90 jÁ tem a oportunidade de revisitar vÁrios capítulos do clÁssico: um bundle com os episódios 1, 2, 3, 4 e 5 estÁ disponível no Steam por R$ 8,99. Mas, no meio do caminho, hÁ um episódio: Keen Dreams, conhecido como o "episódio 3.5", que ficou de fora do Steam. A injustiça vai ser compensada com uma campanh no Greenligh, que tem o objetivo de para trazer o game exótico da franquia para a plataforma.

Keen Dreams é um episódio um pouco diferente dos demais. Ao invés de Billy sair salvando a GalÁxia, o protagonista se recusa a comer vegetais e é mandado para dormir por seus pais, o que resulta em um pesadelo, que é o mote de toda a história. O resto são vÁrias fases em que você precisa desviar de brócolis, berinjelas e coletar chocolates e balas, tudo no estilo eficiente de um bom game de plataforma "das antigas".

A primeira parte da campanha jÁ foi cumprida, o código fonte original do jogo jÁ estÁ disponível para download, por este link, pronto para ser portado para outras plataformas. Agora é esperar para ver se conseguiremos adquirir o game de forma legal - o jogo jÁ circula na internet - e ver se Aliens Ate My Baby Sitter!, outro capítulo que ficou de fora do Steam, também vai sair do ostracismo.

Assuntos
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Quem você acha que merece o GOTY do The Game Awards?