Documentos revelam "poder" das GPUs GM200 (Maxwell) e GP200 (Pascal) da NVIDIA

Um documento intitulado "Suitability of NVIDIA GPUs for SKA1-Low" (em tradução livre: Adequação das GPUs NVIDIA para SKA1-Low) de carÁter acadêmico onde trata da otimização e adequação no processamento grÁfico e publicado pela Universidade de Cornell, quase passou desapercebido da comunidade gamemaníaca, não fosse por um detalhe: a participação de Mike Clark, engenheiro de computação de desenvolvimento tecnológico da NVIDIA na referida publicação.

No documento, hÁ detalhes da GM200 (arquitetura Maxwell), que substituirÁ a GeForce TITAN Black, além da geração seguinte, a GP100 (Pascal), que pode dar vida à TITAN 3.

De acordo com o material, a GPU GM200 chegaria ao mercado ainda em 2014, trazendo o dobro de eficiência em relação ao GK110. É bom esclarecer que a GPU não terÁ o dobro de desempenho em jogos em relação à TITAN, mas sim, que, com o mesmo consumo de energia, ela serÁ 108% mais rÁpida em testes sintéticos. O GM200 encontra-se ainda em estÁgio de desenvolvimento, devendo ser lançado em novembro, após a chegada do GM204 (GeForce GTX 880), previsto para setembro.

JÁ o GP100, que serÁ baseada na arquitetura Pascal, terÁ eficiência energética 3 vezes maior que a GK110, valor 40% melhor que a GM200. Segundo a publicação, a geração Pascal serÁ lançada em 2016, provavelmente com litografia em 16nm FinFET.

De acordo com alguns rumores, o GP100 terÁ um novo sistema de nomenclatura, visto que a NVIDIA iria utilizar os nomes GTX 800 e GTX 900 para o Maxwell.

Assuntos
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Quem você acha que merece o GOTY do The Game Awards?