Supercomputadores a laser compactos podem se tornar realidade em 2020


(Imagem do Supercomputador Titan)

 

Se depender dos esforços dos engenheiros da Optalysys, dentro de poucos os supercomputadores ópticos de dimensões compactas com poder computacional EXAFLOPs, ou seja, capaz de lidar com a execução de quatrilhões de cÁlculos por segundo, se tornarão realidade.

Apesar de animador, a companhia informou que apenas em janeiro de 2015 terÁ condições de demonstrar um protótipo do supercomputador, que inicialmente, serÁ capaz de lidar com 346 GIGAFLOPs.

De acordo com a Optalysys, lasers de baixa intensidade são irradiados através de camadas de grades de cristal líquido, que mudam a intensidade da luz com base nos dados inseridos pelo usuÁrio. Os padrões de interferência resultantes podem ser usados ​​para resolver equações matemÁticas e executar outras tarefas. Ao dividir o feixe através de múltiplas grades, o sistema pode calcular em paralelo com muito mais eficiência do que os supercomputadores de multiprocessamento padrão.

A companhia informou que após o lançamento do protótipo do sistema, o passou seguintes é a construção de dois produtos: um coprocessador óptico para ligar com o fluxo de grandes dados e que pode trabalhar com os atuais supercomputadores; e um supercomputador óptico autônomo.

Assuntos
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Quem você acha que merece o GOTY do The Game Awards?