Venda de máquinas de escrever aumenta na Alemanha por medo de espionagem

Com medo de uma possível espionagem americana, os alemães começaram a recorrer a uma velha conhecida: a mÁquina de escrever. De acordo com o Telegraph, os políticos do país encarregados de investigar as atividades da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) começaram a utilizar a mÁquina para protegerem seus dados e a população alemã resolveu fazer o mesmo.

Rolf Bonnen é gerente da fÁbrica Bandermann, uma das que produz os aparelhos. Ele disse que estão "experimentando uma verdadeira corrida pelas mÁquinas". Outra fabricante, a Triumph Adler, aproveitou para se promover com suas mÁquinas "anti-NSA".

O site Vocativ informa, ainda, que outras indústrias se beneficiaram com o medo de espionagem. Uma das companhias foi a Silent Cicle, que produz celulares equipados com tecnologia que criptografa as ligações.

Via Época.

  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Quem você acha que merece o GOTY do The Game Awards?