Objetivo de Mark Zuckerberg é vender Oculus Rift "pelo menor preço possível"

Quando comprou a Oculus VR, o Facebook garantiu que a empresa continuarÁ desenvolvendo o Oculus Rift de maneira autônoma. Mas isso não quer dizer que Zuckerberg ficarÁ totalmente afastado do dispositivo – ele participarÁ pelo menos na hora de definir o preço. Em entrevista ao site Ars Technica, o CEO da Oculus, Brendan Iribe, disse que o criador do Facebook quer vender o dispositivo "pelo menor preço possível".

Segundo ele, Zuckerberg quer ignorar as margens sempre que possível, e assim baixar o preço do Oculus Rift para o consumidor final. E o CEO da Oculus concorda com esta visão, mas faz uma ressalva. "Mas ao mesmo tempo, pretendemos tocar um negócio, e espero que possamos igualar o custo ou até lucrar com isso, e não que tenhamos um negócio onde se perde dinheiro", alerta o Iribe. "Mark tem muito mais a ideia de 'vamos fazer isto em escala com o produto da melhor qualidade ao menor preço possível", explica.

Mesmo com o Oculus Rift sendo tão comentado, o CEO da Oculus não estÁ tão ambicioso com o projeto. Ele diz imaginar que a primeira versão do produto venderÁ cerca de 1 milhão de unidades. "Não serÁ um mercado do tamanho do que os consoles possuem. Pode até ser, mas esse não é o objetivo", justifica. Via The Verge

  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Quem você acha que merece o GOTY do The Game Awards?