Google vai montar seus próprios carros que dirigem sozinhos


A cara mais amigÁvel é pra fazer com que as pessoas aceitem mais facilmente a tecnologia

Ao invés de adaptar carros de outras montadoras, o Google vai começar a fabricar seus próprios automóveis que dirigem sozinhos.  Com capacidade para duas pessoas, o carro não vai ter pedals e volante, apenas um botão de partida e parada. A empresa anunciou que o veículo jÁ percorre mais de 1.100 quilômetros de vias públicas no modo autônomo e que os primeiros modelos devem ser vistos nas ruas dentro de um ano. A velocidade mÁxima que ele alcança é de 40km/h.

Para guiar sozinho, o carro elétrico utiliza uma combinação de sensores de laser, radar e uma câmera instalada no teto do veículo. Imagens divulgadas pelo Google mostram que o automóvel não tem capô na frente e as rodas são mais afastadas para os lados. A dianteira é fabricada em material macio, semelhante a uma espuma, para proteção dos pedestres em um possível atropelamento. E o para-brisa também é mais flexível.

A companhia pretende montar uma frota de 200 carros que dirigem sozinhos. Eles serão testados em Detroit e, nesta fase, ainda vão ter sistemas adicionais para que o motorista possa assumir o controle caso ocorra algum problema.

De acordo com a BBC Brasil, enquanto alguns pesquisadores acreditam que os veículos autônomos podem piorar o trânsito das cidades, os defensores do projeto veem nele o potencial para revolucionar o transporte, tornando as estradas mais seguras, diminuindo o trânsito e a poluição.

Assuntos
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Qual foi o melhor ano para lançamentos de games?