[REVIEW] Mouse "Gamer" Multilaser Warrior MO191 - CUIDADO COM "TRAVESTIS GAMER"!

Status
Não esta aberto para novas mensagens.

wetto

Dissecador de Periféricos
Registrado
Se por acaso este texto estiver ruim para ler no seu PC, diminua o tamanho da janela do seu navegador.

Infelizmente o layout atual do Adrenaline está muito ruim para ler textos compridos quando usado em 1920x1080 (ou acima disso), mas fica OK quando usado em celulares, tablets ou PCs com resoluções menores.

---------------------------------------------------------


Ao pessoal que é novato na área, me desculpem, mas normalmente não faço reviews mostrando a caixa (algo que sinceramente, pouco interessa) ou falando o que está lá escrito. A análise do Multilaser Warrior MO191 é uma exceção a esta regra, visto que a sua caixa está cheia de mentiras e por isso vou expor e discutir sobre ela.

Minhas reviews fazem comparações com vários produtos e tem propósito didático, e no caso desta análise, eu quero lhes ensinar a como identificar um "travesti gamer".

Muitos podem pensar:
"wetto, porquê gastar tempo fazendo a análise de um mouse da Multilaser quando qualquer pessoa sensata não perderia tempo com eles?"
O motivo é muito simples: infelizmente, uma boa parte do público gamer não tem conhecimento sobre as armadilhas que existem nesta área, especialmente em mouses de baixo custo que por fora são bonitinhos, cheios de luzes, mas por dentro são vagabundos.

O Multilaser Warrior MO191 é apenas um exemplo deste tipo de mouse, mas espero que esta análise sirva para que pessoas entendam que um verdadeiro mouse gamer não é feito apenas de sua aparência, mas de sua durabilidade e seu desempenho.

Introdução

A Multilaser é uma das marcas mais presentes no ramo de tecnologia Brasileiro, vendendo tablets, celulares, mouses, teclados, fones de ouvido, caixas de som, bolsas, mochilas, GPS, pendrives, câmeras, roteadores, cartuchos de tinta, brinquedos e muito mais.

Atualmente (Dezembro de 2015), a empresa apresenta quase 15 mouses focados para jogos, embora alguns destes sejam apenas variantes com outras cores.


No seu imenso portfólio de produtos, a Multilaser conta com o Warrior MO191, um mouse com fio gamer que possui sensor Laser, alta DPI (3200), 8 botões, cabo em nylon e conector banhado a ouro pelo baixíssimo preço de R$ 65,00. É a Multilaser, orgulho do nosso país, mostrando para grandes marcas e para seu público que é possível fazer mouses de alta qualidade com preço baixo, além de contar com um mousepad de brinde.


Créditos do vídeo para Canal do Otário: https://www.youtube.com/user/OtarioAnonymous
Mas, será mesmo, hein?

Bom, para início de conversa, devo deixar bem claro que o Multilaser Warrior MO191 não foi projetado pela Multilaser. Este, assim como basicamente todos os outros produtos da marca, é uma remarcação. Um produto projetado por uma fabricante chinesa e que tem seu nome estampado pela marca que quiser adquirir ele, seja a Multilaser, C3Tech, Leadsership, Positivo ou quem quiser.

Com a devida quantia de dinheiro, eu ou você podemos lançar um mouse idêntico ao MO191 com o nome "Urubu" e sob a marca "Xing-Ring", caso for da minha ou sua vontade.

No Brasil, o mouse também é comercializado pela X-Trike (que antes era conhecida como Dragon War) sob o nome "X-Trike Leviathan", sendo exatamente o mesmo mouse em termos de componentes.



Ergonomia e Construção Externa

O Multilaser Warrior MO191 é um mouse de tamanho médio, não sendo demasiadamente pequeno como maioria dos mouses genéricos e longe de ter o mesmo tamanho que mouses como o Razer Deathadder, Roccat Kone XTD ou Steelseries Rival.


Ele é um mouse focado nas pegadas Claw e Fingertip, mas que pode ser usado como Palm por quem tiver mãos pequenas.

Embora na verdade este mouse (e uma boa porcentagem dos mouses disponíveis no mercado de hoje) seja baseado em um mouse da Microsoft. Neste caso, o falecido Microsoft Sidewinder X8, que usava a tecnologia de rastreio BlueTrack.


Já a sua construção externa não é nada impressionante e até apresenta uma sensação de fragilidade, em especial quando removido o chumbo do seu interior (que é colocado apenas para dar "impressão" do mouse ser mais resistente do que realmente é) e ao fato de certas partes do mouse terem acabamento glossy (Black Piano), além, é claro, do seu plástico que é relativamente fino.

Construção Interna

A Construção Interna é a principal responsável pelo fato de um mouse ser capaz de durar seis anos ou seis meses. Mouses com excelente construção interna, como o Microsoft Intellimouse Explorer 3.0, são conhecidos por terem uma durabilidade capaz de durar mais de uma década de uso (com exceção do famoso problema do scroll, causado por sujeira na lente do codificador) e uma quantia absurda de jogos e partidas.


Já mouses com componentes internos de baixa qualidade, como o CM Storm Devastator, são conhecidos por terem componentes que falham com pouco tempo de uso. Botões esquerdo e direito que param de funcionar, scroll que não responde mais, botão do meio que não responde...


Enfim, a qualidade dos componentes pode ser avaliada pela empresa que fabricou este componente (ex: OMRON, TTC, Zhij, Kaiche, Kailh, M-10, Pi, Himake, Panasonic, Zippy, ALPS, Huano, Greetech, OTM, Gaote, Cherry...) e pelo modelo.

Existem empresas que são mais respeitadas no ramo de componentes de mouses do que outras, seja devido a ter um controle de qualidade melhor ou ao fato de estarem mais tempo no mercado.

É interessante que vejam esta imagem das estatísticas de uso de um mouse após apenas 4 meses de uso para saberem onde devem ser utilizados componentes de alta qualidade:

1. 206 mil cliques com o botão esquerdo.
2. 28 mil cliques com o botão direito.
3. 8 mil cliques com o botão do meio.
4. 100 cliques com o botão lateral avançar.
5. 730 cliques com o botão lateral retroceder.
6. 19834 ciclos com o scroll (476025 estágios/24 estágios por ciclo = 19834 ciclos)
Mas, agora chega de aula e vamos depenar o mouse.


Dentro do Multilaser Warrior MO191 encontramos:
  • Botões Principais: Switches Cf Black
    - Durabilidade entre 300 mil~1 milhão de cliques.

    Os cliques são um pouco rígidos, e a própria carcaça externa do botão parece enroscar algumas vezes. A Cf é uma marca utilizada por vários fabricantes, mas normalmente apenas em botões laterais ou de DPI, que são botões pouco utilizados.

    Isto ocorre visto que embora seja barata, ela não é uma marca confiável em termos de durabilidade para ser usada nos botões principais de qualquer mouse.

    Aqui, seria preferível utilizar OMRON, Zippy, TTC ou até mesmo Himake e W (antiga Zhij), mas não Cf.
  • Codificador do Scroll: CHB
    - Vida útil desconhecida, fabricante não possui informações na internet.

    A fluidez é razoável, mas o grande problema é que a CHB não é uma marca conhecida pela sua durabilidade, muito pelo contrário, esta não é respeitada no ramo de componentes de mouses e é considerada uma marca de fundo de quintal.
  • Botão do Meio (scroll): Cf Red

    No botão do meio não é muito aconselhável usar switches de baixa qualidade, embora não seja uma falha tão grande quanto usarem nos botões principais.

  • Botões Laterais: Cf Red
    São um tanto quanto leves, é fácil pressionar estes acidentalmente.

    Aqui, é o local onde a utiliza-se normalmente switches da Cr. Para este uso, eles são razoáveis, visto que os botões laterais não são tão pressionados quanto os principais
  • Botões de troca de DPI: Cf Red

    Nos botões de DPI, pode-se utilizar qualquer switch de qualquer fabricante, visto que estes são botões raramente pressionados e não há razão para utilizar botões de alta durabilidade em algo pouco usado.
O Multilaser Warrior MO191 não é o pior mouse da sua categoria (até agora o Devastator vem na liderança), mas é triste o fato que o Logitech M90 de R$ 29 tem componentes de melhor qualidade que ele, além de cabo removível e solda bem feita, o que o faz um mouse muito mais durável mesmo sem ter frescuras como cabo em nylon ou conector pintado de amarelo (ninguém consegue provar que aquilo é ouro, especialmente depois de tudo que vamos ver neste mouse).


Agora, vamos partir para o principal elemento de um mouse: o seu sensor.
Sensor

Segundo a Multilaser, o sensor utilizado no mouse Warrior MO191 é um:
- Sensor Laser.
- Que possui 3200 DPI.
- Projetado para utilização em jogos.
Mas, vamos então analisar a documentação oficial do sensor AVAGO 5050:
http://www.espruino.com/datasheets/ADNS5050.pdf

Já segundo a sua fabricante, ele é um:
- Sensor ótico.
- Capaz de trabalhar nativamente entre 125 até 1375 CPI/DPI.
- Feito para mouses óticos comuns e não consta na categoria de sensores de alta precisão da empresa.
Agora, me digam, será que a criadora deste sensor, a AVAGO, mentiu para todos nós? Ou será que a Multilaser é uma empresa tão avançada tecnologicamente que consegue refazer o trabalho da AVAGO e tornar este sensor projetado para mouses de escritório, em um sensor de alta precisão? É o que veremos agora :)
Os próximos testes são testes técnicos e tentaremos explicar para vocês como eles funcionam, mas para facilitar o entendimento destes, vamos primeiro utilizar exemplos de mouses que não vão bem neles.


Existem várias ferramentas e métodos que podem ser utilizadas para os testes, sendo que avaliamos o uso das seguintes:

1. MS-Paint: A ferramenta mais clássica usada para detecção de prediction (correção de trajetória, o mouse tentando “prever” linhas retas) e jitter (distorções de rastreio).


2. Enotus Mouse Test: Por muitos anos a única ferramenta técnica para realização de diversos testes em mouses, embora foi abandonada por seu desenvolvedor e possui alguns testes que não produzem resultados corretos, como os testes de Precision e Smoothness, assim como também o Rating dado ao mouse.

Todavia, o teste de Speed, utilizado para detectar a taxa de atualização e velocidade máxima do sensor é válido.

Link para Download: http://www.4shared.com/rar/Pj6VVUdyba/Enotus.html

3. MouseTester: A melhor ferramenta disponível ao público para a análise de sensores. Permite detectar variações no rastreio, a velocidade máxima que um sensor pode se movido, a real CPI do mouse... E criar gráficos extremamente interessantes sobre o rastreio.

Link para Download: http://www.4shared.com/zip/iiruWVqOce/MouseTester_v11.html

Antes de tudo, vamos definir que CPI = DPI (embora não seja exatamente assim), pelo menos para melhor explicarmos estes testes.

Vamos começar pelo MS-Paint, mas antes disso, devemos entender que no ramo de mouses, principalmente de baixo custo, existe um recurso que pode ser incluso chamado “correção de trajetória”, ou em inglês conhecido como angle-snapping ou prediction:


O que este recurso faz, é tentar prever quando um usuário está tentando realizar uma linha reta e lhe auxiliar a fazer isto. Em alguns casos, principalmente em programas de edição gráfica, tal recurso pode até ser desejável, porém, em jogos não é.

Como exemplo de mouse que falha por ter este recurso, temos o CM Storm Devastator:


Conforme podem ver na imagem, as linhas retas são praticamente “forçadas”, assim como também acabamos fazendo “quadrados” quando tentamos realizar círculos.

Pensem bem comigo, você quer mirar em um inimigo que está um pouco acima da sua direita. Com um mouse sem este recurso, o cursor vai seguir corretamente o movimento que a sua mão fizer. Já com o Devastator ou outro mouse que tenha correção de trajetória...


Enfim, conforme podemos ver, este tipo de recurso é completamente indesejável em jogos, principalmente FPS, visto que diminui e muito a precisão do usuário.

Para quem trabalha com edição gráfica e achou este recurso vantajoso, saibam que existem mouses onde é possível ativar este recurso quando for da vontade do usuário através das suas configurações no software.

Já outro problema que fica exposto com os testes do MS-Paint, é o jitter. Estas são distorções do rastreio do mouse que ocorrem por razões diversas, desde problemas no sensor, uso de interpolação, problemas com a superfície (mousepad muito colorido por exemplo)...

Um exemplo de mouse com bastante jitter, é o CM Storm Octane quando utilizado em 3500 DPIs, faixa de DPI para a qual o seu sensor AVAGO 3050, que vai até no máximo 2000 DPIs, não foi projetado (sabem o Zoom Digital que câmeras possuem? Mesmo conceito).


O jitter excessivo do mouse CM Storm Octane em 3500 DPIs faz parecer com que o mouse tenha literalmente Mal de Parkinson, tamanha quantia de distorção. E novamente, isto é completamente indesejável em mouses para jogos.

Mas enfim, chegando finalmente ao Multilaser MO191, vale lembrar o que fora discutido antes. Segundo a AVAGO, a DPI máxima deste sensor é de 1350. O resto, é interpolação, por isto ele:

- Opera razoavelmente bem em 800 DPIs
- Opera com algumas distorções em 1600 DPIs (valor interpolado)
- Opera com graves distorções em 2400 DPIs (valor interpolado)
- Adquire Mal de Parkinson em 3200 DPIs, fica um belo lixo.





Sendo que este apresenta correção de trajetória em todas as faixas de DPI, em especial as maiores. A precisão deste mouse diminui demais conforme sua DPI aumenta.

Agora vamos continuar no Enotus Mouse Test. Primeiro, vamos começar com um mouse que reprova nos testes, um mouse genérico de R$ 15,00 vendido pela LG:


Conforme podemos ver, a Polling Speed (frequência com a qual o mouse se comunica com o computador) é de 127 Hz (mais conhecido como 125 Hz), cada comunicação entre o mouse e o computador sempre ocorrendo em intervalos de cerca de 8 milissegundos, o que introduz o famoso “atraso” na comunicação, que é percebida quando se utiliza um mouse de qualidade e um genérico ou sem fio comum.

Outro dado interessante é a Max Speed. Esta é a velocidade máxima que o mouse pode ser movido sem que ele pare de rastrear boa parte do movimento. Ou simplesmente, a velocidade máxima de rastreio. O valor de 0.86m/s é muito baixo, sendo alcançado facilmente em movimentos médios/rápidos realizados no mousepad, tornando este mouse inapropriado para jogos.

Qualquer mouse gamer atual que preste, trabalha em valores pertos de 500 Hz (2ms de atraso) ou 1000 Hz (1ms de atraso), e tem no mínimo 2m/s como velocidade máxima de rastreio.

Estes são os resultados de um bom mouse gamer (Corsair Gaming Sabre Optical):


E estes são os resultados do Multilaser Warrior MO191 e de basicamente qualquer "travesti gamer" que exista no mercado:


Apenas 0.79m/s de velocidade máxima de rastreio, bem abaixo dos 2m/s considerados mínimos para um mouse gamer de entrada e muito abaixo do que é visto em mouses topo de linha.

Também, como é possível ver, o Polling Rate do mouse é de 125 Hz, há 8ms de atraso entre a comunicação do mouse com o computador, o que é simplesmente inaceitável para um mouse gamer atual.

Como podemos ver, o mouse "gamer" da Multilaser obteve o mesmo resultado que o mouse genérico de R$ 15,00. Intrigante, não?

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Agora, partindo para o teste mais interessante, o MouseTester. Embora o nome do programa seja genérico, os resultados não são.

O que o MouseTester faz é analisar os dados do rastreio do mouse para então criar gráficos e através destes demonstrar o que está ocorrendo no rastreio do mouse, incluindo problemas e distorções.

Para realizarmos os testes do MouseTester, decidimos mover cada um dos mouses em velocidade média da esquerda para a direita, de uma ponta do mousepad até a outra, em intervalos de tempo iguais.

Entendam o seguinte:

- Quando o valor é zero (0 xCounts), o mouse está parado.
- Quando o valor é positivo (acima de 0 em xCounts), o mouse está em movimento para a direita.
- Quando o valor é negativo (abaixo de 0 em xCounts), o mouse está em movimento para a esquerda.

Começamos então pelo mouse genérico de R$ 15,00 da LG:


Conforme podemos ver no gráfico acima, cada vez que o desenho do gráfico chega em um dos valores máximos (no caso, 127 contagens, para a esquerda ou direita, positivo ou negativo) ao mover o mouse rapidamente (acima de 0.86m/s, conforme o Enotus mostrou antes), o mouse acaba deixando de rastrear boa parte do movimento realizado pois a velocidade ultrapassa o limite do sensor, o que resulta também em uma tremenda perda de precisão.

Também, conforme podem verificar pelas “bolinhas” (contagens) se distanciando das linhas das médias, há uma quantia bem considerável de distorção no rastreio do mouse. Este mouse realmente não é algo que poderíamos recomendar para a utilização em jogos.

Agora, vamos ver como seria o mesmo teste em um bom mouse (Corsair Gaming Sabre Optical):



Já o Multilaser Warrior MO191 até apresentou resultados medianos em 800 DPIs, com uma quantia considerável de distorção, mas nada exagerado igual o mouse de R$ 15 da LG.


Porém, quando usamos 3200 DPIs (que é interpolada), o resultado foi completamente diferente, mesmo em movimentos não muito rápidos, o mouse alcança o limite da sua velocidade.


Agora, o último teste que vamos realizar: o teste de aceleração. Aceleração, em um mouse, é o aumento ou diminuição indevido dos valores de rastreio, seja devido a uma característica inerente do sensor ou a opções que podem ser configuradas no próprio software do mouse.

A princípio, aceleração é algo indesejável, pois movimentos rápidos são mais rápidos (aceleração positiva) ou lentos (aceleração negativa) do que deveriam ser ou movimentos lentos são mais rápidos ou lentos do que deveriam ser.

Em outras palavras, caso seu mouse tenha aceleração, se você mover seu mouse 10cm lentamente para a direita, o resultado vai ser diferente do que ocorre quando você move ele 10cm rapidamente para a direita, quando na verdade o correto seria ter o mesmo resultado.

O teste realizado funciona da seguinte maneira:
  1. O mouse é posicionado na lateral esquerda do mousepad com um apoio.
  2. Após, ele é movido para a lateral direita rapidamente.
  3. Movemos o mouse um pouco para cima para podermos diferenciar as duas linhas que serão criadas.
  4. Agora, movemos o mouse lentamente para a esquerda até alcançarmos o apoio.
Começamos então com o mouse genérico de R$ 15,00 da LG:


Por incrível que pareça, o mouse deixou de rastrear 3/4 do mousepad quando movemos ele rapidamente. Isso nem é mais questão de aceleração, é a velocidade máxima de rastreio ridícula desse mouse que foi vista nos outros testes entrando em ação, o sensor falhou e feio. E é por isso (e mais outras), meus amigos, que vale a pena investir em um mouse com um bom sensor...

Agora, vamos ver o teste de um mouse com sensor topo de linha (Corsair Gaming Sabre Optical):


Conforme podem ver, o mouse começou em zero e terminou em zero. Não há aceleração alguma a ser verificadas nos testes e o seu sensor é extremamente preciso.

Já no Multilaser Warrior MO191, assim como basicamente todos os travestis gamer:


Para surpresa de ninguém, o Multilaser Warrior MO191 apresentou um resultado muito similar ao do mouse genérico de R$ 15, deixando de rastrear quase todo o mousepad quando movimentos rápidos foram realizados, tanto em 800 DPIs, quanto em 3200 DPIs:


Enfim, com os dados coletados através destes testes e a similaridade dos resultados em comparação com o mouse da LG, podemos comprovar então que o Multilaser MO191 não passa de um travesti, um mouse de R$ 15 enfeitado com luzinhas e cabo em nylon, quando na verdade é um mouse genérico que de gamer só tem o marketing.

A Caixa e suas Mentiras

Normalmente, eu nunca analiso a caixa de mouse algum, visto que maior parte de suas informações são bobagens de marketing, mas se tem algo que eu não aceito, é que uma empresa minta nas suas descrições. E não faltam mentiras na caixa do Multilaser Warrior MO191, embora a minha supostamente seja uma caixa mais recente e na qual já não é mais dito que o sensor deste é "Laser".


A primeira mudança visível na nova caixa, é a troca do "Sensor Laser" que há na caixa do modelo antigo pelo novo nome "BlueTrack", que é uma tecnologia de rastreio proprietário da Microsoft, mas por alguma razão não há nenhuma indicação de Trademark ou menção da Microsoft na sua caixa, o que me faz indagar se a fabricante tem autorização para utilizar este nome.

Aliás, a verdadeira tecnologia BlueTrack é baseada em cima do sensor AVAGO 6010 e não do sensor AVAGO 5050.


Assim como a informação falsa de que o mouse teria um sensor Laser, alegar que ele possui a tecnologia BlueTrack, mesmo não tendo, é um crime e passível de processo não apenas pelos usuários, mas até pela própria Microsoft.


Em seguida, temos a afirmação ridícula de que um conector banhado a ouro proporciona um "melhor tempo de resposta". Bobagem escrita por alguém que não entende coisa alguma, o que proporciona melhor tempo de resposta é um sensor de qualidade e uma controladora capaz de operar acima de 125 Hz, duas coisas que o Multilaser Warrior MO191 não possui.

A razão para banhar um conector com ouro, é para que a aparência do conector não venha a deteriorar com o tempo. O ouro nada acrescenta à performance ou durabilidade do mouse, visto que o que realmente importa não é a parte externa e sim os contatos que fazem a conexão da USB:

O resto, pode enferrujar à vontade ou até mesmo nem existir (existem pendrives que não tem esta parte externa de metal), o que realmente importa são os contatos.

Outra barbaridade é alegar que os pesos embutidos no interior do mouse proporcionam uma "maior sensibilidade de movimento". A única função útil que chumbo pode ter em um mouse, é balancear o peso entre as diversas partes do mouse, embora em quase todos os casos são colocados apenas para disfarçar a fragilidade do mouse em si.

E por último, temos a alegação de que cabos de nylon proporcionam uma "melhor flexibilidade". Pelo amor de Deus, o que parece ser mais flexível?

1. Um cabo de borracha.
2. Um cabo de borracha coberto por Nylon.

O intuito do Nylon é proporcionar uma camada de proteção sobre o cabo de borracha, não aumentar a sua flexibilidade!


Conclusão


Conforme já o chamei disto desde o início até o fim da análise, o Multilaser Warrior MO191 é um travesti gamer. Um mouse que é focado na aparência externa, com vários botões, cabo em nylon, conector banhado a ouro, muita DPI e descrições que supostamente indicam ser um mouse de qualidade.

Porém, ele não passa de um mouse de R$ 15 enfeitado e que não chega aos pés em termos de durabilidade e performance se comparado a um bom mouse feito para jogos.

E infelizmente, este não é o único. O Multilaser Warrior MO191, assim como todos os seguintes mouses (e vários outros que estou esquecendo de mencionar), são travestis gamer e não recomendo a aquisição destes:

- Azio GM2400
- Braview MO-192
- Braview MO-192
- Braview MO-G4
- C3Tech MG-6202
- C3Tech MG-7208
- CM Storm Devastator
- Dazz Atrox
- Dazz Boreal
- Dazz Nue
- Dazz Savanna
- Dazz Thundera
- Dragon War Dragunov
- Dragon War Leviathan
- E-Blue Cobra
- E-Blue Puntuero
- Fortrek Black Hawk
- Fortrek OM701 (Spider)
- Fortrek Spider Venom
- Fortrek Tarantula
- G-Fire MOG015
- Gamdias Demeter
- Gamdias Ourea
- Horbi AWM 012
- Horbi HB 295
- Horbi HB 299
- K-Mex ML-G235
- K-Mex MO-Y135
- Knupp KP-V1
- Knupp KP-V6
- Leadership Tiger
- Mazer Type-R
- Microdigi MS683
- Microdigi MS801
- Microdigi MS898
- Multilaser Fusion MO227
- Multilaser Warrior MO149
- Multilaser Warrior MO190
- Multilaser Warrior MO191
- Multilaser Warrior MO202
- Multilaser Warrior MO203
- Multilaser Warrior MO207
- Multilaser Warrior MO208
- Multilaser Warrior MO218
- Multilaser Warrior MO228
- OEX Action
- OEX Energy
- OEX Hunter
- OEX Vertex
- PCYes Orion
- Razer* Abyssus Mirror P̲I̲R̲A̲T̲A̲ (*entendam: http://goo.gl/PYV7MF)
- Sharkoon Shark Force
- X-Trike Dragunov
- X-Trike Leviathan
- X-Trike Manum
- Zalman ZM-M200
- Zalman ZM-M300
Assim como também grande maioria dos mouses de marcas desconhecidas vendidas na Aliexpress e em outros sites de vendas de produtos chineses. Não vou dizer que são todos, pois existem marcas chinesas que são capazes de fazerem bons mouses (ex: Newmen e a Motospeed, que fazem do Lixo ao Luxo), mas maior parte infelizmente só projeta porcaria feita para enganar o público.


Sabemos que a Multilaser não teve relação no desenvolvimento deste produto e provavelmente nem sabe que maior parte das suas descrições são falsas, visto que apenas repassa ao cliente o que a fabricante diz nas suas especificações, mas vender um produto com descrições falsas não apenas engana o cliente, mas também constitui um crime e acaba por denegrir o nome que já não é respeitado da marca.

Pontos Positivos:

- Boa aparência externa.

- Não é tão ruim quanto o CM Storm Devastator, embora minta bem mais do que ele.

Pontos Negativos:

- Apresenta correção de trajetória sem a opção de desativar-la.

- Baixa qualidade na sua Construção Interna.

- Baixa velocidade máxima de rastreio (o mouse trava em movimentos rápidos).

- Cabos e conectores internos mal soldados, o quê adianta ter nylon e conector pintado de amarelo?

- Mente sobre a sua DPI, alcança nativamente apenas 1350 e promete 3200.

- Mente sobre o seu sensor, fala ser Laser e não é. Na versão mais recente, fala ser BlueTrack e também não é.

- Péssima precisão, especialmente em faixas de DPI acima de 800.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Tecnicamente, o Multilaser Warrior MO191 não é tão ruim quanto o CM Storm Devastator, visto que não é projetado propositalmente para estragar, e por este lado não deveria receber uma nota tão ruim quanto o mesmo.

Todavia, devido às diversas descrições falsas dadas pela fabricante (inclusive passíveis de um processo judicial), as quais nem mesmo o CM Storm Devastator possui, não vejo uma nota mais justa do que esta:



Nota Final: 2/10
 
Última edição:

wetto

Dissecador de Periféricos
Registrado
Artigo ainda sob construção, preciso editar ainda algumas imagens e acrescentar outras, além de organizar partes do texto.
 
Última edição:

melex

Member
Registrado
"mais eu tenho um Multilaser a 5 anos e ....." lol
 

Snayperskaya

Moderador
Moderador
Pela minha experiência com produtos comercializados por "marcas" brasileiras, nenhuma se salva. Leadership/Goldship, Multilaser, Mymax, etc. são todas conhecidas por só trazer produtos de qualidade horrível pro nosso mercado, sendo os produtos bons exceções contada nos dedos de uma mão.
 

wetto

Dissecador de Periféricos
Registrado
Até R$ 100, as únicas coisas que prestam são:

- CM Storm Xornet
- Dazz Smilodon (embora seja OUTRO que minta nas suas descrições)
- Logitech G100S
- Logitech G300

E tem que garimpar, pois do jeito que as coisas estão andando, todos estão sendo vistos acima de R$ 100 em certas lojas :(
 
Última edição:

vinniebr

Yougling da Master Race
Registrado
"você não pode qualificar Wetto porque o Adrenaline tirou essa função."

MELIOR QUE REIZER
 

muldep

New Member
Registrado
Ja tive um desses, e realmente é muito ruim e fragil. Graças e deus ja passei ele pra frente por quase o mesmo preço que paguei então ta tudo ok kkkk
 

WPascarelli

Member
Registrado
Quase comprei uma bomba dessas, mas bem que fui sensato e peguei um G402.
 

Gustavobsx

Parente do zé preto
Registrado
Os reviews do wetto são de qualidade indiscutível. Por causa de uma review dele, me apaixonei pelo alcor tipo BBB Bom bonito e barato.
 

neisantana28

New Member
Registrado
pow cara tenho até vegonha de dizer que comprei o 'metal war' mo207 , queria o g300 mas estou muito sem grana, :/ .
comprei para jogar cs , dos males o menor, sempre utilizo a menor dpi. fiquei triste agora, mas fazer oq...
 

Anderots

Diretor de Marketing em Esner Corp.
Registrado
Show de topico! posso dizer que entrei aqui um noob em mouses e sai um semi-noob mais informado :haha:, preciso aprender muito ainda sobre mouses pois tive a proeza de comprar um black hawk da fortrek so pela aparência :melior:, ainda que não paguei muito caro como esse multilaser.

Como mouse gamer de entrada achei o g300 muito bonito e com um preço acessível para um bom mouse, alem de toda sua construção interna e qualidade logitech.
Aproveitando, ja fez um review sobre algum mouse da cougar?
 

wetto

Dissecador de Periféricos
Registrado
Como mouse gamer de entrada achei o g300 muito bonito e com um preço acessível para um bom mouse, alem de toda sua construção interna e qualidade logitech.
Aproveitando, ja fez um review sobre algum mouse da cougar?
Não, mas se você está querendo comentar sobre o Cougar 200M, o pessoal aqui do fórum já abriu ele e infelizmente os resultados foram desanimadores.



Internamente, o Cougar 200M é um tanto melhor construído que o Multilaser MO191.

Switches OMRON D2FC-F-7N 5M nos principais, codificador da TTC, botão do meio da Cr, laterais da Cr, DPI da Cr, conector removível, solda bem feita e nada de cola quente.

É um mouse realmente feito para durar, o que é um ótimo sinal.

Todavia, o seu sensor infelizmente é o Pixart PAN 3509DH, o mesmo sensor que o CM Storm Devastator usa e este é péssimo em termos de precisão.



Se o Cougar 200M fosse comercializado como mouse de escritório, seria um dos melhores da sua categoria.

Mas, como este é um suposto mouse gamer, o seu desempenho fica muito aquém de outros concorrentes da faixa de preço, tal como o CM Storm Xornet, Logitech G100S, Logitech G300 e Razer Abyssus 1800.
 

Anderots

Diretor de Marketing em Esner Corp.
Registrado
Não, mas se você está querendo comentar sobre o Cougar 200M, o pessoal aqui do fórum já abriu ele e infelizmente os resultados foram desanimadores.



Internamente, o Cougar 200M é um tanto melhor construído que o Multilaser MO191.

Switches OMRON D2FC-F-7N 5M nos principais, codificador da TTC, botão do meio da Cr, laterais da Cr, DPI da Cr, conector removível, solda bem feita e nada de cola quente.

É um mouse realmente feito para durar, o que é um ótimo sinal.

Todavia, o seu sensor infelizmente é o Pixart PAN 3509DH, o mesmo sensor que o CM Storm Devastator usa e este é péssimo em termos de precisão.



Se o Cougar 200M fosse comercializado como mouse de escritório, seria um dos melhores da sua categoria.

Mas, como este é um suposto mouse gamer, o seu desempenho fica muito aquém de outros concorrentes da faixa de preço, tal como o CM Storm Xornet, Logitech G100S, Logitech G300 e Razer Abyssus 1800.
Muito obrigado pela resposta, tirou minhas duvidas. Ja estou estipulando em comprar um G300 futuramente agora.
Me deu uma aula, muito obrigado de novo :joia:.
 

rgfraiz

Member
Registrado
Parabéns pelo review, realmente ajudará os desinformados a não caírem nesse tipo de armadilha..
 
Status
Não esta aberto para novas mensagens.

Usuários que estão vendo esse Tópico (Users: 0, Guests: 1)

Topo