A Falácia sobre espaço livre em SSD

bcorreia

Member
Registrado
Mas as memória total dos chips desse SSD sempre vai ser por exemplo: o 500GB vai ser 512GB, o de 480GB vai ser 512GB .. Porque não existe memória de 500GB ou memória de 480GB... . É muito comum os SSDs usarem memórias de menores capacidades, que somadas completam a capacidade total , e com isso , no mesmo exemplo do SSD de 500GB, é possível encontrar o SSD com um chip de 512GB, com 2 chips de 256GB ou 4 Chips de 128GB ... O que importa é que no fim o somatório dos chips deem os 512GB( no caso do exemplo). Com disse anteriormente , a capacidade total dos chips sempre vão ser múltiplos de 8 ( 8, 16, 32, 64, 128, 256, 512, ) .. Assim como acontece com os chips de memória ram .

Lá naquele artigo da Kingston dizia que o valor % do overprovisioning é " (a capacidade física total do chip - a capacidade do usuário)/ pela capacidade do usuário " .. A capacidade do usuário tem que ser aquela que aparece durante o processo da criação da partição e não a fantasiosa criada pelo marketing . Essa é a capacidade que o usuário vai realmente usar. O valor nominal antes fazer a conversões como a conversão que vc citou não pode ser chamado de capacidade para o usuário , se o fabricante estiver usando ela como capacidade para o usuário , ele simplesmente está enganando o consumidor( inclusive enganando a mim) . No artigo citado da Kingston não diz se a capacidade do o usuário é antes ou depois da conversão...( Se eu fiz confusão durante as postagens, foi por causa disso). Mas se esse valor do usuário for antes de fazer a conversão, praticamente , qualquer( todos) SSDs que tiverem capacidade de 128GB, 256GB, 512GB, etc.... Não vão ter a parte da memória reservada para o overprovisioning , o SSD de 500/250GB da samsung não vai ter nem 7% de overprovisioning ... E os que teriam um overprovisioning de +-7% seriam os SSDs de 120GB , 240GB, 480GB, etc... Que são o que aparecem na tabela do artigo da Kingston....

Quanta confusão..kkkkkkkkk Mas é sempre bom trocar umas ideias..


Edit:

Tem um outro artigo, mas esse é do site da Seagate tratando sobre o assunto....

https://www.seagate.com/br/pt/tech-insights/ssd-over-provisioning-benefits-master-ti/
Sim, quanta confusão, isso já é até normatizado pelo IEC da vida, e já deu muita confusão na época que os HDs começaram a usar o espaço informado em base decimal e não binária, por isso a notação pra espaço de armazenamento em base binária virou o GiB (gibibyte). vamos as contas....


500GB em base decimal, transformando para base binária ( os tais múltiplos de 8 e cia que você cita, vou por em múltiplos de kilo, mega e giga pra simplificar, dai os 1024 ao cubo):

(500 * 10^9) / (1024 ^3) = ~465GiB

Esse valor é exatamente o que é mostrado após a formatação, levando em conta que esse drive possui fisicamente 512GiB (binários) de espaço físico, são coisa de 47GiB, coisa de 9% do total que ficam retidos pela controladora, nesse espaço entram os blocos reservas ou ruins, overprovisioning, cache em SLC, não sei o quanto disso é usado como overprovisioning, até porque o turbowrite varia de tamanho.

Quanto aos Kingstons, vamos as contas,

SSD de 480GB (com 512GiB físicos), depois de formatado marcando como 447GiB, mesma continha acima, (480 * 10^9) / (1024^3) = ~447GiB, o que dá coisa de 15% de espaço livre, mas dentro disso teremos uso para cache SLC, overprovisioning, blocos reserva ou ruins, levando em conta que as nands que a Sansung usam tem litografia na casa dos 30nm, que resultam em nands com maior quantidade de ciclos pe do que as de 19/15nm que normalmente são usadas pelas concorrentes, levando em conta que uma das principais funções do overprovisioning é ajudar a aumentar a vida útil do ssd, faz sentido que outras fabricantes sejam mais conservadoras nisso do que a Samsung, né?

Pessoalmente eu tenho o costume de sempre deixar algo entre próximo de 10% a mais de espaço não particionado, mas acho que quem precisa de mais espaço, não precisa se preocupar muito com isso não, até porque com os preços em queda desses drives, vai acabar mudando antes que a unidade fique ruim.
 

zex

Active Member
Registrado
Sim, quanta confusão, isso já é até normatizado pelo IEC da vida, e já deu muita confusão na época que os HDs começaram a usar o espaço informado em base decimal e não binária, por isso a notação pra espaço de armazenamento em base binária virou o GiB (gibibyte). vamos as contas....


500GB em base decimal, transformando para base binária ( os tais múltiplos de 8 e cia que você cita, vou por em múltiplos de kilo, mega e giga pra simplificar, dai os 1024 ao cubo):

(500 * 10^9) / (1024 ^3) = ~465GiB

Esse valor é exatamente o que é mostrado após a formatação, levando em conta que esse drive possui fisicamente 512GiB (binários) de espaço físico, são coisa de 47GiB, coisa de 9% do total que ficam retidos pela controladora, nesse espaço entram os blocos reservas ou ruins, overprovisioning, cache em SLC, não sei o quanto disso é usado como overprovisioning, até porque o turbowrite varia de tamanho.

Quanto aos Kingstons, vamos as contas,

SSD de 480GB (com 512GiB físicos), depois de formatado marcando como 447GiB, mesma continha acima, (480 * 10^9) / (1024^3) = ~447GiB, o que dá coisa de 15% de espaço livre, mas dentro disso teremos uso para cache SLC, overprovisioning, blocos reserva ou ruins, levando em conta que as nands que a Sansung usam tem litografia na casa dos 30nm, que resultam em nands com maior quantidade de ciclos pe do que as de 19/15nm que normalmente são usadas pelas concorrentes, levando em conta que uma das principais funções do overprovisioning é ajudar a aumentar a vida útil do ssd, faz sentido que outras fabricantes sejam mais conservadoras nisso do que a Samsung, né?

Pessoalmente eu tenho o costume de sempre deixar algo entre próximo de 10% a mais de espaço não particionado, mas acho que quem precisa de mais espaço, não precisa se preocupar muito com isso não, até porque com os preços em queda desses drives, vai acabar mudando antes que a unidade fique ruim.
Aquela tabela do artigo da Kingston criou toda confusão ...

A Seagate foi bem mais clara quando fez o gráfico auto explicativo separando tudo, já com o espaço para o usuário realmente definido... Se a Kingston tivesse feito o mesmo.. O tópico teria morrido a uns par de posts atrás .kkkkk

 

seagate surfer

New Member
Registrado
Mas as memória total dos chips desse SSD sempre vai ser por exemplo: o 500GB vai ser 512GB, o de 480GB vai ser 512GB .. Porque não existe memória de 500GB ou memória de 480GB... . É muito comum os SSDs usarem memórias de menores capacidades, que somadas completam a capacidade total , e com isso , no mesmo exemplo do SSD de 500GB, é possível encontrar o SSD com um chip de 512GB, com 2 chips de 256GB ou 4 Chips de 128GB ... O que importa é que no fim o somatório dos chips deem os 512GB( no caso do exemplo). Com disse anteriormente , a capacidade total dos chips sempre vão ser múltiplos de 8 ( 8, 16, 32, 64, 128, 256, 512, ) .. Assim como acontece com os chips de memória ram .

Lá naquele artigo da Kingston dizia que o valor % do overprovisioning é " (a capacidade física total do chip - a capacidade do usuário)/ pela capacidade do usuário " .. A capacidade do usuário tem que ser aquela que aparece durante o processo da criação da partição e não a fantasiosa criada pelo marketing . Essa é a capacidade que o usuário vai realmente usar. O valor nominal antes fazer a conversões como a conversão que vc citou não pode ser chamado de capacidade para o usuário , se o fabricante estiver usando ela como capacidade para o usuário , ele simplesmente está enganando o consumidor( inclusive enganando a mim) . No artigo citado da Kingston não diz se a capacidade do o usuário é antes ou depois da conversão...( Se eu fiz confusão durante as postagens, foi por causa disso). Mas se esse valor do usuário for antes de fazer a conversão, praticamente , qualquer( todos) SSDs que tiverem capacidade de 128GB, 256GB, 512GB, etc.... Não vão ter a parte da memória reservada para o overprovisioning , o SSD de 500/250GB da samsung não vai ter nem 7% de overprovisioning ... E os que teriam um overprovisioning de +-7% seriam os SSDs de 120GB , 240GB, 480GB, etc... Que são o que aparecem na tabela do artigo da Kingston....

Quanta confusão..kkkkkkkkk Mas é sempre bom trocar umas ideias..


Edit:

Tem um outro artigo, mas esse é do site da Seagate tratando sobre o assunto....

https://www.seagate.com/br/pt/tech-insights/ssd-over-provisioning-benefits-master-ti/

Edit:

Pelo que eu entendi do artigo da Seagate é que a diferença entre GiB e o GB é a primeira parte da área da memória reservada para over provisioning , é o over provisioning mínimo, depois vem o over provisioning extra que é definido pelo fabricante do SSD .. E o resto que sobrou é a memória disponível para o usuário , e se sobrar algum espaço vazio, o SSD vai usar ele como over provisioning dinâmico .
Obrigado por compartilhar este link, eu traduzi-o link com a ajuda de São Google Translate caso vocês queiram ler de novo:
 
  • Curtir
Reações: zex

Oriens

New Member
Registrado

zex

Active Member
Registrado
Eu estava citando o op?;)
Sobre o OP... O artigo da Seagate , praticamente confirmou o que eu havia dito anteriormente.. Ou seja, praticamente os SSD com 128, 256, 512, etc... Tem o OP de +-7% que é a diferença entre GiB e GB e os SSDs de 120, 240, 480, etc... Tem o OP de +- 14%, que são: +-7% do OP da diferença da conversão + uns 7% do OP reservado diretamente pelo fabricante. A contagem da capacidade total do chip de memória do SSD é feita igual a dos chips de memória RAM sempre em múltiplos de 8 , por isso que eles sempre seguem a sequencia ( 8, 16, 32, 64, 128, 256, 512, 1024, etc... ) e com isso não vão existir chips cuja a capacidade total da memória não seja em múltiplo de 8 coisa que não acontece com HD comum, cuja a capacidade total do disco depende diretamente da capacidade do prato que é contado linearmente em bits até completar o tamanho físico do prato e as divisões/setores são criados quando disco é formatado.

Agora sobre o SSD ser ou não mais durável quando lotado ou não( excluindo a parte reservada do OP), ai já é uma outra história porque só testes de longa duração em um ambiente controlado é que poderiam confirmar isso e até agora eu não vi nenhum teste do tipo que confirma-se que o OP disponibilizado pelo fabricante é ou não o suficiente para garantir a durabilidade a longo prazo da memória ...Já vi testes de durabilidade do SSD sendo estressado na escrita até estragar a memória, mas não vi nenhum fazendo a comparação citada.
Isso é diferente da queda de desempenho conforme vai lotando o SSD, coisa que pode ser facilmente confirmada por qualquer pessoa..
 
Última edição:

Oriens

New Member
Registrado
Op se refere ao autor do topico... estou andando demais por foruns externos, enfim eu mesmo disse o mesmo sobre ser necessário testes longos e comprovados.
 

zex

Active Member
Registrado
Op se refere ao autor do topico... estou andando demais por foruns externos, enfim eu mesmo disse o mesmo sobre ser necessário testes longos e comprovados.

Okay, entendi...

Por falar em testes de durabilidade comparando o tamanho do OP especificado pelo fabricante e o espaço livre além do OP, eu acho que vai ser muito difícil que alguém faça um teste desse tipo devido o tempo e o custo que vai tomar . Sem contar que é muito difícil de identificar qual parte física do chip que se desgastou mais rápido , o chip pode pifar antes atingir o desgaste máximo, isso complica ainda mais na hora de identificar se a falha foi causada por desgaste ou se foi causada por uma outra falha qualquer . O chip tem uma vida útil estipulada pelo fabricante, mas esse chip pode durar muito além do que o fabricante estipulou e esse tempo de duração infelizmente é desconhecido e não tem um tempo exato para cada chip mesmo que sejam comparado 2 chips iguais e isso faz com isso o resultado de um chip não pode ser replicado aos demais infelizmente..

Um tipo de teste que poderiam fazer é estressar uma quantidade "X" de SSD lotado( descontando o espaço do OP) e uma quantidade "Y "de SSD com meia lotação( um exemplo) e a partir dai daria para tirar uma média dos SSDS que estragaram .. Mas essa quantidade de SSDs tem que ser bem grande( sei lá tipo umas 1000 unidades ou até mais ) para poder afirmar se a memória livre realmente influenciará nos resultados dos testes. Esse tipo de teste em unidades isoladas é impossível de chegar a um resultado conclusivo .. Em fim , com uma metodologia similar ao que pessoal usa para testar os remédios ..
 

klondike

Active Member
Registrado
Hã? Então o desempenho da LEITURA não foi prejudicado? Grande coisa, isso não é surpresa nenhuma, o SSD trabalha com blocos, o problema é lidar com arquivos que precisam ser escritos no disco, ele precisa de espaço livre para essas operações, é o desempenho da ESCRITA que sofre mais com esse problema.
A fim de corroborar o que eu afirmei no começo do tópico, fiz um teste com o CrystalDiskMark6 e o resultado, com apenas 8% de espaço livre ou 92% de ocupação foi o seguinte:


Ou seja, mesmo com 92% do espaço do SSD ocupado, tanto a taxa de escrita, quanto a taxa de leitura se mantém no padrão e, desta forma, tanto o boot quanto a abertura e funcionamento de jogos pesados e aplicativos continuam rápidos e sem quaisquer perdas de performance.

Ao contrário do que muitos dizem por aqui e na gringa de que "novos arquivos e carregamentos exigem espaço livre para que funcionem corretamente. Logo, sem ele o seu sistema ficará muito lento e apresentando falhas constantes. O site AnandTech afirma que pelo menos 25% do espaço total devem ser mantidos livres para evitar problemas — algo parecido com o que era indicado para os HDs comuns".
Mas, isso é balela, puro mito, simples assim...
 
Última edição:

seagate surfer

New Member
Registrado
Nem mesmo preenchendo o SSD a 100%, você poderá ocupar toda a capacidade do SSD em sua totalidade, porque o fabricante sempre coloca espaço reservado que você não pode manipular ou preencher e é exatamente por isso. Por que os SSDs precisam de um espaço livre para funcionar bem, ou seja, sempre haverá um espaço que nunca poderemos acessar.
 

Usuários que estão vendo esse Tópico (Users: 0, Guests: 2)

Topo