Dia das mães: vamos valorizar 5 mães menos reconhecidas nos jogos

Hoje é um bom dia para, mais do que presentear, nos lembrar da importância de nossas mães em nossas vidas, seja ou não por vínculo biológico, e dar valor ao sacrifício dessas pessoas ao enfrentar o imenso desafio que é criar e educar um pequeno ser humano. E é interessante que, por mais importante que elas sejam, as mães são um tanto ausentes do mundo dos jogos.

É por isso que nessa coluna vamos valorizar algumas das mães que "passam batido" nos games! Enquanto grandes mães como a The Boss da série Metal Gear e Bayonetta (que é meio que uma mãe de Schroedinger) já costumam ter algum destaque, temos algumas personagens que merecem ser mais conhecidas e reconhecidas em sua maternidade!

5 - C. Viper


Street Fighter 4

Começamos a lista com C. Viper, uma personagem que é bem conhecida por quem se interessa por jogos de luta, mas nem todos se lembram que a executiva fria e calculista de Street Fighter 4 é também uma mãe amorosa e dedicada.

C. Viper tem um trabalho difícil e violento, que ela executa com maestria e sem perder a pose. Tudo isso mantendo sua vida pessoal privada e sua filha Lauren protegida de toda a violência e é por isso que ela merece reconhecimento na sua habilidade não apenas de chutar bundas, mas também de ser mãe.

4 - Drª. Brigid Tenenbaum


BioShock

A Drª Tenenbaum nem sempre foi um exemplo de maternidade. Na verdade, por muito tempo, ela não poderia ser considerada nem um exemplo de bom ser humano. Foi ela quem descobriu a substância ADAM e avançou suas pesquisas que resultaram na criação das "Little Sisters", que podemos resgatar ou não em BioShock.

Mas, eventualmente percebendo os problemas que causou e, principalmente, como estava destruindo a vida de crianças, Tenenbaum passou a dedicar sua vida em resgatar as pequenas e assustadoras coletoras de ADAM. E é aí que ela se tornou uma verdadeira mãe, adotando e cuidando das crianças como se fossem suas próprias filhas.

Com Rapture se desfazendo em caos num cenário pós-apocalíptico, Tenenbaum continua lá, lutando para resgatar o maior número possível de Little Sisters e implorando ao jogador para ajudá-la. Essa dedicação total às crianças ajuda em sua redenção e faz a doutora merecer aparecer por aqui. Se grande parte do problema não fosse culpa dela, estaria numa posição mais elevada nessa lista.

3 - Nicole Pearce


Watch Dogs

Nicole Pearce é uma personagem incrível que merecia estar num jogo bem melhor do que Watch Dogs. Enquanto o jogo foca em Aiden, não paramos muito pra pensar em como essa mulher é forte e dá de 10 a 0 no irmão mais velho. Foi ela quem perdeu uma filha por causa de uma confusão com a qual não tinha nada a ver. Ela que criava duas crianças sendo uma mulher divorciada e que agora precisa se virar pelo seu filho Jackson, enquanto lida com o próprio luto. Nicole, aliás, supera a morte da filha muito melhor que Aiden, que segue em busca de uma vingança que ela não aprova e que só traz mais problemas ainda para a família.

No fim do jogo ela faz ainda mais um sacrifício por culpa de seu irmão Aiden, que é deixar sua cidade natal, Chicago, onde ela adorava viver, para construir uma vida nova com uma nova identidade. Tudo isso para proteger seu filho. Resumindo, Nicole Pearce teve que lidar com um divórcio, a perda de uma filha, criar um filho sozinha e ainda enfrentar problemas causados por um irmão perturbado e louco. Essa mulher sim merecia protagonizar um jogo.


A imagem acima é um mod, infelizmente

2 - Abigail Marston


Red Dead Redemption (1 e 2)

Se houvesse um universo compartilhado dos games, Abigail Marston talvez seria ancestral de Nicole Pearce. Mas essa mulher merece estar numa posição mais à frente na lista porque mostrava toda sua fibra e perseverança em tempos em que mulheres eram muito menos valorizadas.

Abigail vive como fora da lei sem medo, lutando para oferecer não apenas o melhor para seu filho Jack, mas também para tornar seu marido John um cidadão respeitável. Ela sonha em ter uma vida tranquila, onde pode criar Jack com dignidade e oferecer uma vida melhor para a criança do que ela teve, e este é um desejo comum no coração da maioria das boas mães. Mas a Sra. Marston garante seu lugar nesta lista porque não se contenta em apenas sonhar, ela luta por isso, tomando decisões e atitudes que possam lhe garantir esse futuro.

Essa é uma personagem muito bem executada, que inspira quem está à sua volta a serem pessoas melhores, como John e Arthur Morgan. Ela merecia um destino melhor do que o fim trágico que sempre esperamos nos faroestes.

1 - Yumi Sawamura


Yakuza (Kiwami)

AVISO: Pequenos spoilers sobre Yakuza a seguir.

Temos uma visão bastante "beatificada" de nossas mães e às vezes é fácil esquecer que elas são, também, humanas, mulheres com suas próprias vidas e ambições. E é por isso que Yumi Sawamura aparece no topo da lista, porque o roteiro de Yakuza caracteriza essa personagem muito bem, não a resumindo ao seu papel de mãe. 

Yumi é uma mãe incrível, que faz de tudo para proteger a própria filha, inclusive assumindo uma nova identidade para garantir sua segurança. Mas ela foi também uma jovem inocente e apaixonada, e já fez o papel de vítima. Agora é uma mulher que não vai parar para proteger a filha e o homem que ama, inclusive causando caos e colocando a máfia japonesa de joelhos.

Gostaria de ver mais personagens como Yumi nos jogos e gostaria que mais pessoas experimentassem a série Yakuza. Essa personagem consegue perfeitamente demonstrar amor materno, ao mesmo tempo em que não abre mão de sua feminilidade e de seus sonhos. E o final do jogo certamente garante que ela merece aparecer no topo dessa lista.

  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual melhor lançamento de game em outubro de 2019?