Age of Empires 2 Definitive Edition é muito mais que "um tapa no visual"

Veja nossas impressões e gameplay em 4K!
Por Diego Kerber 13/11/2019 21:00 | atualizado 14/11/2019 14:47 Comentários Reportar erro

Eu não posso nem começar essa análise com o clichê do "revisitando um clássico", pois não deve fazer três meses da última vez que eu joguei Age of Empires 2. O game originalmente lançado em 1999 simplesmente parece indestrutível a passagem do tempo, ganhou recentemente uma versão HD e também uma série de expansões, com mais civilizações, unidades e mapas. Então o que há mais para se fazer nele?

Site oficial de compra na loja Xbox
Site de compra no Steam

Acredite se quiser, Definitive Edition mostra que ainda havia bastante a ser melhorado, sem correr o risco de perder a essência do jogo original. A primeira melhoria já enche os olhos assim que você abre o jogo. Todos os gráficos, texturas e interfaces foram refeitos para dar suporte a altas resoluções, ou como dá para ver no nosso gameplay abaixo, até dar conta do 4K.

Não é uma pequena mudança em texturas ou modelagem. Os personagens ganharam um tratamento caprichado com melhorias notáveis tanto nas artes quanto nas animações. Construções caindo, personagens batendo ou até recursos sendo coletados ganharam novas artes muito mais fluidas e em alguns momentos até intuitivas para o gameplay, como as florestas de alimentos ficando sem frutas quando está acabando o recurso disponível. Construções também ganharam novas animações, indicando quando estão trabalhando na evolução de uma tecnologia, por exemplo. 

Mecânicas básicas do jogo receberam excelentes correções

Mas se há um motivo pelo qual acredito que a versão definitiva de Age 2 vale a pena são as melhorias nos controles e correções no gameplay. ATÉ QUE ENFIM foi colocado um botão que torna automático a criação de uma nova fazenda quando o aldeão termina a exploração da anterior, disponível pelo botão de atalho "T". É o fim daquele exército de aldeões ociosos olhando pro nada sobre terrenos totalmente explorados, e uma coisa a menos pra ficar perdendo tempo administrando durante o gameplay.

Outras melhorias importantes facilitam a produção de unidades e tecnologias. Agora dá para deixar múltiplas tecnologias em desenvolvimento em uma construção, que irá automaticamente para a próxima ao finalizar a anterior. Também dá para criar uma fila com múltiplas tecnologias e unidades militares para produção. Quando você seleciona múltiplas construções militares, dar o comando para produzir tropas irá distribuir igualmente entre as duas a produção, otimizando o tempo. 

 

A interface ganhou pequenas melhorias bem-vindas, além do suporte a resoluções maiores

Outra pequena mudança mas que ajuda muito no gerenciamento é uma novidade na interface. No topo esquerdo aparecem ícones indicando cada uma das unidades e tecnologias em desenvolvimento, dando uma visão clara da produção de sua civilização em todos os momentos do jogo. 

Falando em conteúdo, a versão definitiva do game traz todos os conteúdos adicionados ao longo dos 20 anos da franquia e mais a última expansão introduzida com essa lançamento, a "The Last of Khans". Com 4 novas civilizações e novas campanhas, temos um total de 35 povos para jogar e algo em torno de 200 horas de gameplay só no modo história. Para o online, o jogo ganha servidores dedicados, melhorando a qualidade das partidas e não dependendo mais do peer-to-peer, o que torna o multiplayer mais robusto e garante por mais tempo sua disponibilidade.

Com melhorias nos gráficos, nas mecânicas e adição de conteúdos, Age of Empires 2 Definitive Edition é a desculpa perfeita para revistar um dos grandes clássicos dos RTS

Com novos conteúdos e mecânicas importante melhoradas, acredito que o Age of Empires 2 Definitive Edition merece ser revisitado pelos fãs da franquia, especialmente para aqueles que precisavam de uma desculpa para voltar a jogar o tradicional Age. Para quem não conhece, é interessante para conhecer de perto esse clássico dos games dos PCs. O preço convidativo de R$ 36 e, especialmente, a inclusão no Game Pass, facilitam bastante incentivar a compra do jogo, e assim ter a chance de bater em fazendas até elas pegarem fogo, novamente.

  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O novo visual do Xbox Serie X