PC GAMER de R$ 1.500, R$ 2.500, R$ 3.500 e R$ 5.000 - agosto de 2019

Hora de renovar "as armas" do PC da Crise, PC Baratinho, PC Ideal e um estreante!

Já rolou muita coisa desde março, com lançamentos e também mudanças de preços, então já é hora de atualizar aquele nosso artigo com diferentes patamares de preços e hardwares. As principais novidades incluem a chegada da série 3000 dos Ryzen, as placas Super da Nvidia e as placas da série RX 5000.

Uma novidade dessa edição é que em parceria com a Pichau, teremos máquinas montadas com configurações semelhantes a essas que criamos, tanto em peças quanto preços. Fãs do DIY vão ter ainda por aqui peça a peça descrita e links indicando onde encontramos por esses valores, mas quem prefere a praticidade de recebera máquina prontinha também pode conferir os links com as configurações montadas ao longo do artigo.


Até R$ 1.500

O nosso PC de preço mais limitado tem uma novidade importante: chegou a atualização das APUs da AMD. Com um preço tão apertado, não tem como investir em uma placa de vídeo dedicada, então hardwares como o Ryzen 3 3200G conseguem resolver dois problemas em um: é o processador e o chip gráfico desse computador.

PC da Crise tem capacidade de rodar games leves com boa taxa de quadros

Apesar de novidades trazerem custos mais altos, por apenas 10% mais caro que o 2200G, temos alguns benefícios como microarquitetura um pouco mais moderna e frequências mais altas. Apesar de ser um pequeno refresh, faz sentido já que o gasto não é muito mais alto.

A placa-mãe B350 é relevante por possibilitar overclock tanto no processador quanto no chip Vega, algo que dá margem para extrair um pouquinho mais de desempenho desse sistema.

Com todas essas limitações de preço, esse computador é indicado para games mais leves, como League of Legends, DoTA 2, Counter Strike e PUBG Lite, por exemplo. Games pesados até podem ser "arriscados", mas é preciso estar pronto para resolução HD e qualidade baixa, em alguns casos travado a 30fps.

- Ryzen 3 3200G - R$ 550
- 2x4GB DDR4 2666MHz - 2x R$ 126
- Placa-mãe B350 - R$ 360
- Fonte (praticamente qualquer uma serve para dar conta de uma APU sozinha) - R$ 180
- HD 1TB - R$ 220

Total: R$ 1.582

LINK COM O PC DE R$ 1.500 NA PICHAU


Até R$ 2.500

O nosso bom e velho PC Baratinho tem um herói, e ela se chama Radeon RX 570. Com um preço muito baixo, essa placa garante um salto de qualidade gráfica sobre as (péssimas) GTX 1050 e RX 560, placas que em geral vem equipadas com apenas 2GB e performance insuficiente para o 1080p. 

O PC Baratinho encara com tranquilidade jogos em qualidade alta e resolução FullHD

Com folga no orçamento, temos espaço para um processador mais consistente. Tanto o Ryzen 5 2600 quanto o Core i5-9400F podem cumprir bem essa função na casa dos 850 reais, porém vamos dar a preferência ao modelo da Intel nessa montagem. O motivo é simples: apesar do Ryzen ter especificações melhores, com mais threads e possibilidade de overclock, como o foco aqui é games o modelo da Intel se sai melhor.

- Intel Core i5-9400F - R$ 850
- 2x4GB DDR4 2666MHz - 2x R$ 126
- Placa-mãe H310 - R$ 370
- Placa de vídeo AMD Radeon RX 570 4GB - R$ 670
- HD 1TB - R$ 220 
- Fonte 450W - R$ 215

Total: R$ 2.577

LINK COM O PC DE R$ 2.500 NA PICHAU


Até R$ 3.500

Chegamos ao patamar que situamos o PC Ideal, aquela altura em que temos tudo "na medida", não gastando demais nem "de menos" e alcançando um excelente nível de performance para jogar. Com o Core i5 ainda dando conta de placas do segmento intermediário, mantivemos o processador da Intel, porém demos mais margem de longevidade para o sistema subindo a quantidade de RAM para 16GB.

O PC Ideal encara sem problemas 1080p no ultra e dá conta até de QuadHD em qualidade alta

O restante do orçamento é "torrado" em duas frentes: colocar um SSD, que não é mais opcional, esse é para ser um bom computador e sem isso ele não será. E o que sobrou vai tudo na placa de vídeo. Tudinho. Quanto mais performance aqui, melhor para viabilizar mais qualidade.

Com o orçamento "cabendo", subimos da dupla RX 580/GTX 1060 para a mais potente GeForce GTX 1660 Ti, placa que sobra em 1080p para altíssima qualidade e até arrisca uns QuadHD em qualidade alta ou em games mais leves.

- Intel Core i5-9400F - R$ 850
- 2x8GB DDR4 2666MHz - 2x R$ 200
- Placa-mãe H310 - R$ 370
- Placa de vídeo Nvidia GeForce GTX 1660 Ti - R$ 1250
- HD 1TB - R$ 220 
- SSD 120GB - R$ 120 
- Fonte 450W - R$ 215

Total: R$ 3.425

LINK COM O PC DE R$ 3.500 NA PICHAU


Até R$ 5.000

E se a grana tá sobrando? Atendendo a pedidos feitos no artigo anterior, ampliamos o orçamento e imaginamos um computador gamer com o belo orçamento de R$ 5.000. E para onde ele vai?

Com folga no orçamento, o PC (ainda sem apelido) dá conta de qualquer jogo em alta qualidade, com alta taxa de quadros em 2,5K, até conseguindo 4K em algumas franquias. Também já tem hardware para arriscar o Ray Tracing

Para várias frentes. Primeiro para o processador: colocamos o bastante competente Ryzen 5 3600, modelo com excelente desempenho em games, desbloqueado para overclock e compatível com memórias mais rápidas mesmo na plataforma B350. As memórias continuaram em 16GB, mas embalamos elas para os 3200MHz para ganhar mais desempenho.

O resto vai para subir a fonte para uma de maior capacidade, para dar conta da estrela desse PC: a GeForce RTX 2070. Aqui falamos de uma placa que sobra pra QuadHD e até arrisca um 4K dependendo do quanto o game é pesado ou da configuração gráfica usada.

- AMD Ryzen 5 3600 - R$ 1099
- 2x8GB DDR4 3200MHz - R$ 719
- Placa-mãe B350 - R$ 360
- Placa de vídeo Nvidia GeForce RTX 2070 - R$ 2230
- HD 1TB - R$ 220 
- SSD 120GB - R$ 120 
- Fonte 600W - R$ 260
- Um bom gabinete - R$ 200

Total: R$ 5.205

LINK COM O PC DE R$ 5.000 NA PICHAU

  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Você se importa com a temperatura da série RX 5700?