Qual a melhor? GeForce GTX 1060 3GB vs GeForce GTX 1060 6GB

Antes do lançamento oficial da GeForce GTX 1060 vários boatos indicavam dois modelos com o mesmo GPU, um com 3GB e outro com 6GB de memória. Um mês após o lançamento do modelo de 6GB a empresa lançou o modelo com 3GB, porém além da menor quantidade de memória também diminuiu duas outras especificações: quantidade de shaders e unidades de textura, sendo assim naturalmente deve existir alguma diferença de desempenho mesmo em aplicações que não utilizem mais de 3GB de memória, já que o modelo de 6GB tem especificações levemente superiores.

Confira os preços de placas com GeForce GTX 1060 na Pichau

Na tabela abaixo podemos ver as especificações completa dos dois modelos e da diferença entre eles. É importante deixar claro que os modelos utilizados tem como principal diferença o tamanho do PCB e sistema de cooler, porem utilizam as mesmas especificações que as referência, por lógica entregam desempenho semelhante.

Site oficial da placa PNY GeForce GTX 1060 3GB

Site oficial da placa ZOTAC GeForce GTX 1060 Mini 6GB

Comparativo


ZOTAC GeForce GTX 1060 Mini 6GB

PNY GeForce GTX 1060 3GB

Preços

Preço no lançamentoU$ 249,00 U$ 199,00
Preço atualizadoR$ 1.100,00 R$ 900,00

Especificações da GPU

Processo de fabricação16nm FinFET 16nm FinFET
ChipPascal GP106 Pascal GP106
Clock do GPU1506 MHz1506 MHz
Clock do GPU (Turbo)1709 MHz1708 MHz

Especificações das Memórias

Tecnologia da RAMGDDR5 GDDR5
Interface de largura de BUS192 bit 192 bit
Quantidade de RAM|6GB| 3GB
Clock das memóriass2002 MHz2002 MHz
Clock efetivo8008 MHz8008 MHz
Largura de banda192.2 192.2

Características Gerais

Shading Units1280 1152
TMUs80 72
ROPs48 48
Pixel Rate72.3 GPixel/s72.3 GPixel/s
Texture Rate120.5 GTexel/s108.4 GTexel/s
Performance de pontos flutuantes3855 GFLOPS3.470 GFLOPS

Design

Pinos de alimentação1x 6 pinos 1x 6 pinos
Suporte à combinação de placasSem suporte Sem suporte
Tipo de SlotDual-slot Dual-slot
Comprimento da placa174 mm252 mm
TDP120 W120 W
Fonte recomendada400 W400 W
Conexões de vídeo3x DisplayPort 1.4, 1x HDMI 2.0B, 1xDVI 3x DisplayPort 1.4, 1x HDMI 2.0B, 1xDVI

Recursos

DirectX12.0 12.0
OpenCL1.2 1.2
OpenGL4.5 4.5
Shader5.0 5.0

Extras

ExtrasSistema de cooler com 2 FANs

Fotos


Antes de mostrarmos os testes, temos algumas fotos das placas utilizadas, sendo uma a PNY GeForce GTX 1060 de 3GB, com um sistema de cooler contendo 2 FANs, e a ZOTAC GeForce GTX 1060 Mini de 6GB, que apesar de ter apenas um FAN tem ótima dissipação de calor.


Sistema utilizado


Como de costume, utilizamos uma máquina topo de linha baseada em uma mainboard ASUS Rampage V Extreme, com processador Intel Core i7 5960X para os testes. A ideia é evitar que o sistema seja um limitador para o desempenho das placas de vídeo testadas.

Máquina utilizada nos testes:
- Processador Intel Core i7 5960X 3.0GHz - Análise
- Placa-mãe Asus Rampage V Extreme - Análise
- Kit de memórias Kingston HyperX Predator DDR4 16GB 2133Hz (4x4GB) - Análise
- SSD Kingston HyperX Savage 240GB - Análise
- SSHD Seagate 2TB SATA3 - Análise
- Sistema de refrigeração liquida Cooler Master Nepton 120M - Site oficial
- Fonte de energia Cooler Master V1200 Platinum - Site oficial
- Gabinete Cooler Master HAF EVO XB - Site oficial
- Monitor Samsung U28E590D 4K 60Hz - Site oficial

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 10 Pro 64 Bits com updates
- Nvidia GeForce 378.66

Aplicativos/Games:
- 3DMark (DX11/DX12)
- VRMark (DX11)
- Battlefield 1 (DX11)
- Grand Theft Auto 5 (DX11)
- Hitman (DX12)
- Rise of Tomb Raider (DX11)
- The Division (DX11)
- The Witcher 3 (DX11)

GPU-Z
Abaixo, a tela principal do GPU-Z mostrando algumas das principais características dos dois modelos, de 3GB e 6GB.


Testes

Consumo de Energia
Também fizemos testes de consumo de energia com todas as placas comparadas. Todos os testes foram feitos em cima da máquina utilizada na análise, o que dá a noção exata do que cada VGA consome. Vale destacar que o valor é o consumo total da máquina e não apenas da placa de vídeo. Dessa forma, comparações com testes de outros sites podem dar resultados bem diferentes.

Para o teste de carga, rodamos o 3DMark - aplicativo que exige um pouco mais do sistema e da placa de vídeo do que grande maioria dos games.

OBS #1.: No teste rodando o aplicativo 3DMark, consideramos 10w como margem de erro, devido a variação que acontece testando uma mesma placa.


Temperatura
Iniciamos nossa bateria de testes com um critério muito importante: a temperatura do chip, tanto em modo ocioso como em uso contínuo.

É importante destacar que algumas placas possuem um sistema que desliga os fans quando a GPU não está sendo exigida, como ao executar tarefas simples do Windows ou mesmo games mais simples. Por isso, exitem temperaturas consideravelmente acima de alguns modelos nessa situação, mas que na prática não comprometem a placa. De acordo com as fabricantes, esse recurso aumenta o tempo de vida útil além de consumir menos energia. Sendo assim, podem existir diferenças grandes na temperatura do modo ocioso, o que não caracteriza uma placa ruim caso a temperatura seja alta.

Primeiro vamos ao teste das placas com o sistema em modo ocioso:

Para o teste da placa em uso, medimos o pico de temperatura durante os testes do 3DMark rodando em modo contínuo.


Testes sintéticos
Começamos pelos testes sintéticos, utilizando aplicativos específicos para medir o desempenho das placas.

3DMark
Rodamos a versão mais recente do aplicativo da Futuremark com três testes, o Fire Strike em modo normal e também em modo 4K além do novo Time Spy baseado em API DirectX 12. Abaixo, os resultados:

Agora o resultado em modo 4K: 

Abaixo o novo teste Time Spy que roda sobre a API DirectX 12:

VRMark
O teste VRMark consiste e ver como o sistema se comporta quando rodando cenas em Realidade Virtual. Caso o score atinja 5.000 pontos ou mais o sistema está apto para em teoria rodar bem games com essa tecnologia.


Testes em games


Agora vamos ao que realmente importa: os testes de desempenho em alguns dos principais games do mercado.

Para ajudar a entender os gráficos a seguir: acima de 60FPS é o ideal para monitores que operam nessa frequência. Quanto mais próximo dos 30FPS, pior vai ficando a fluidez e, abaixo dos 30, o jogo começa a ficar "não jogável"


Battlefield 1
Como um dos games com a melhor qualidade gráfica já lançados, não teria como deixar ele de fora de nossa bateria de testes, sendo assim abaixo o comportamento das placas rodando o novo game da DICE.


Grand Theft Auto V
O game "GTA V" para PC está entre os maiores sucessos dos últimos anos, trazendo entre seus destaques ótima qualidade gráfica. Confiram abaixo o comportamento das placas rodando o game:


Hitman
A franquia clássica ganhou mais um episódio em 2016, com desenvolvimento por conta da I/O Interactive e distribuição da Square Enix. Entre os destaques do game está o uso da API DirectX 12 já em seu lançamento, sendo um dos primeiros jogos a já contar com essa tecnologia. Com fases complexas, com até 300 personagens em cada cenário, o game é um interessante desafio para o hardware.


Rise of Tomb Raider
O mais recente game da franquia de Lara Croft, "Rise of Tomb Raider" trouxe um grande salto na qualidade sobre a versão anterior, prometendo exigir muito das placas de vídeo, mesmo os modelos de alta performance. O game também tem suporte a DirectX 12, mas ainda não consegue tirar proveito dessa API de forma que justifique seu uso(sendo assim não fizemos os testes com essa versão da API), mesma situação de "Hitman", sendo assim os testes são em DirectX 11.


Tom Clancy's: The Division
O game da Ubisoft é uma proposta bastante ambiciosa de criar uma Nova Iorque "viva" em partidas com multiplayer totalmente online. The Division usa um motor gráfico próprio desenvolvido pela Ubisoft Massive, e precisa lidar com cenários complexos e grandes quantidades de partículas na tela, com destaque para a neve que ocasionalmente cai em alguns momentos.


The Witcher 3: Wild Hunt
"The Witcher 3" chegou como nova referência em qualidade gráfica para PC, sendo um dos games mais interessantes da atualidade para medir desempenho de placas de vídeo.


Conclusão


Mesmo com as reduções, foi possível notar ao longo dos testes que o impacto de desempenho em média é mínimo, representando em torno de 10% na maioria dos casos. Em contrapartida, nos preços temos diferenças maiores: a GTX 1060 3GB custa R$ 200 a menos, algo que representa em torno de 20% de redução comparado aos R$ 1.1 mil que costumam ser cobrados na versão de 6GB. Sempre é bom lembrar que o mercado brasileiro tem muitas flutuações nos valores, logo se a diferença estreitar para menos de 10% é mais interessante partir para a versão de 6GB.

A diferença de performance é menor que a de preço, valendo mais a pena a GTX 1060 3GB

E a memória? Em nossos testes percebemos que games em qualidade Ultra e resolução FullHD costumam lidar bem com 4GB de memória de vídeo ou mais. Exceções acontecem em games que possuem pacotes de texturas de alta definição, mas seu uso compensa pouco em resoluções que não forem superiores a 1080p. E 3GB?

3GB pode ser um problema em alguns games em 1080p, mas reduzir algumas texturas resolve a questão

Qual é melhor: GeForce GTX 1060 x Radeon RX 480?

Essa quantidade de memória entra em um patamar um pouco mais arriscado. A grande maioria dos games não terão problemas, e vão conseguir rodar em boa taxa de FPS mesmo com essa quantidade menor de memória disponível. Nos casos que não for possível, o remédio não é "tão amargo": basta reduzir as texturas do "Alto" para o "Médio" para conseguir voltar a ter boa performance na maioria dos casos. Isso não acontece com frequência, atualmente, e nos games que essa medida for necessária a perda de qualidade gráfica não é comprometedora. Para quem quer se garantir mais em relação a memórias, é bom ficar de olho na concorrência Radeon: há placas RX 470 e 480 com 4GB, e podem ser as melhores opções dependendo dos preços que forem encontradas.

Confira os preços de placas GeForce GTX 1060 na Pichau

Uma boa dica na hora de pesquisar o preço de placas de vídeo é ficar de olho no Adrenaline FOR SALE, tópico no forum onde os usuários compartilham as melhores ofertas.

  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Mundo Conectado é responsável pelas análise de drones e alguns gadgets relacionados a fotos e vídeo, como Action Cams.