Linha do Tempo Adrenaline: conheça os games da franquia Far Cry

A Ubisoft é uma das grandes produtoras no mundo dos games cujas séries são, ano após ano, continuamente adoradas pelo seu público mais fiel. Junto aos clássicos "Prince of Persia", "Assassin's Creed" e "Splinter Cell", "Far Cry" é mais um destes exemplos. A franquia sempre se destacou por trazer uma jogabilidade em mundo aberto, cenários paradisíacos e muita liberdade de ação para o jogador.

Aproveitamos, então, que "Far Cry Primal" acabou de ser lançado para elaborar uma Linha do Tempo Adrenaline sobre a saga. Serve tanto para relembrar quem já jogou todos (ou algum) os jogos da série quanto para conhecer pela primeira vez e poder se localizar melhor quem pretende embarcar na nova aventura. No final, tem uma enquete. ;)


Far Cry (Crytek | 2004 | PC)
Site oficial

Em 2004, a produtora Crytek, que mais tarde seria mundialmente conhecida pela série "Crysis", foi a responsável pelo ponta-pé inicial com "Far Cry". Na época, o game logo encantou por sua trama intrigante colocando-os numa ilha paradisíaca rodeada por mistérios sobre experiências monstruosas.

Além disso, a jogabilidade era bem mais livre do que a maioria dos títulos do gênero e os gráficos, desenvolvidos com a primeira versão da CryEngine, seduziu os jogadores de PC. Fora que também havia um multiplayer online que, com três modos clássicos (Deathmatch, Team Deathmatch e Assault), garantiu horas adicionais de diversão aos fãs. Vendas: 3 milhões.


Far Cry Instincts (Ubisoft | 2005 | Xbox)

Apenas para Xbox, "Far Cry Instincts" é um relançamento da versão para PC do primeiro jogo para o console da Microsoft, com pequenos ajustes gráficos e menor liberdade na jogabilidade, já que o videogame tinha menor poder de processamento. As maiores novidades ficam para novos modos de jogo e um inédito editor de mapas para o multiplayer online, jogado através da Xbox Live. O título ainda recebeu a continuação "Far Cry Instincts: Evolution" na plataforma e foi portado mais tarde no Xbox 360 com o subtítulo "Far Cry Instincts: Predator", que também trazia a sequência no mesmo pacote, mas com novos refinamentos no visual. Vendas: informação desconhecida.


Far Cry 2 (Ubisoft | 2008 | PC, PS3 e X360)
Análise Adrenaline | Site oficial

A aguardada sequência chegou 4 anos mais tarde (2008). "Far Cry 2" abandonou a proposta de ficção científica do episódio anterior e levou o jogador para explorar os matagais secos e as densas savanas da África Central. A jogabilidade expandiu o conceito de mundo aberto com missões não-lineares e atividades extras para cumprir, podendo agir como um atirador impiedoso ou ir se infiltrando nas instalações inimigas e assassinando cada algo que surgir pela frente. O jogador tinha em mãos um poderoso arsenal de armas e veículos para acabar com a Guerra Civil da região, além de poder escolher entre 9 personagens para iniciar a aventura. Os gráficos, desenvolvidos com a engine Dunia, trouxeram cenários destrutíveis e efeitos especiais que impressionavam com transições entre dia e noite e mudanças climáticas dinâmicas. Vendas: 4 milhões.


Far Cry 3 (Ubisoft | 2012 | PC, PS3 e X360)
Análise Adrenaline | Site oficial

"Far Cry 3" se tornou um clássico instantâneo assim que foi lançado em 2012. Na trama, o protagonista Jason Brody e seus amigos vão parar numa ilha aparentemente deserta e acabam capturados por Vaas, o vilão mais destemido da saga e um dos mais memoráveis já criados para um jogo eletrônico. O jogador precisa explorar uma série de lugares e descobrir os segredos da organização opressora que controla o local. Tudo no game transmitia um desenvolvimento caprichado e pensado cuidadosamente para entreter o jogador.

O mapa era gigantesco, lotado de áreas secretas e com muitas atividades coerentes para fazer. Caçar animais, além de prazeroso, era essencial para criar equipamentos e poder sobreviver. Os gráficos eram riquíssimos em detalhes e traziam as paisagens mais paradisíacas da série. E o sistema de habilidades era tão completo que permitia aos jogadores desenvolver o herói da maneira que quisessem. Não é à toa que "Far Cr 3" é considerado por muitos o melhor da saga. Vendas: 9.5 milhões.


Far Cry 3: Blood Dragon
(Ubisoft | 2013 | PC, PS3 e X360)
Site oficial

A Ubisoft aproveitou o sucesso estrondoso de "Far Cry 3" para no ano seguinte lançar "Far Cry 3: Blood Dragon", episódio paralelo que acontece num universo pós-apocalíptico cibernético. Os gráficos misturam elementos futuristas com aspectos retrô dos anos 80, incluindo chuvas de efeitos especiais, luzes em neon e máquinas de destruição em massa para usar como armamento. No controle do super soldado Rex Colt, o jogador experimenta uma jogabilidade mais linear e um sistema de nível de habilidades mais simples, sem as árvores de opções dos outros títulos. O modo de criação de itens e de ferramentas foi abandonado; em compensação, pode-se continuar usando veículos, caçando animais e salvar reféns nas missões secundárias. Vendas: 1.5 milhão. 


Far Cry 4 (Ubisoft | 2014 | PC, PS4, XOne, PS3 e X360)
Análise Adrenaline | Site oficial

Dois anos mais tarde e já na nova geração de consoles, "Far Cry 4" levou a liberdade de ação em mundo aberto para as regiões mais geladas do Himalaia. No controle de Ajay Gale, que volta a sua terra natal Kyrat, o jogador deve combater o ditador Pagan Min. Só que, para isso, precisa conquistar uma série de territórios, caçar animais e reunir itens para fabricar seus próprios equipamentos e explorar os cantos mais obscuros do local, que traz uma cultura carregada de segredos místicos e crenças religiosas.   

O game chegou acompanhado de muita expectativa e um certo grau de desconfiança. Além de ser a sequência natural da franquia, o que acarreta exigências de ter novidades realmente inovadoras, o jogo acabou entregando a soma de refinamentos na mecânica com as óbvias melhorias gráficas das novas plataformas. Longe de ser ruim ou mediana, a experiência era bastante completa e contemplava os principais destaques do episódio anterior. O resultado é que a crítica acolheu bem a proposta e os fãs se divertiram bastante resolvendo os mistérios junto ao Pé-GrandeVendas: 8 milhões.


Far Cry Primal (Ubisoft | 2016 | PC, PS4 e XOne)
Site oficial | Gameplay Adrenaline

A Ubisoft junta toda a sua experiência acumulada com a franquia e resolve apostar numa temática sobre a Idade da Pedra. "Far Cry Primal" coloca os jogadores frente a frente com manadas de Mamutes, em enrascadas suicidas diante dos ferozes Tigres-Dentes-de-Sabre e em contato direto com tribos ancestrais que mal falavam, mas que já precisavam construir seus próprios equipamentos e caçar para ter alguma chance de sobreviver aos taques de outros povos mais desenvolvidos. Como de costume, a jogabilidade promete trazer bastante liberdade, com muitos locais para explorar, missões secundárias para diversificar a experiência e gráficos de ponta com ambientes bastante característicos da época. 

Qual seu jogo favorito da série Far Cry?

Far Cry 3 (2012)
70.95%
Far Cry (2004)
18.5%
Far Cry 2 (2008)
6.27%
Far Cry 3: Blood Dragon (2013)
4.28%

Total de 957 votos

  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.