O que é e os principais recursos do Apple CarPlay, tecnologia que vai ligar seu iPhone ao carro

Que a maioria das pessoas não quer largar o celular nem quando está atrás do volante, isso é muito fácil de constatar. Basta parar num semáforo e olhar para o lado que você muito provavelmente verá alguém num outro carro digitando uma mensagem no Whatsapp ou até mesmo segurando o celular junto ao ouvido. Isso sem contar aqueles que fazem isso com o veículo em movimento.

Artigo: O que é Android Auto, o sistema operacional da Google feito especialmente para automóveis

Artigo: O que é MirrorLink, o mais popular sistema que liga smartphones a automóveis

Mas também é consenso de que essa não é uma prática nem um pouco segura, aumentando consideravelmente a possibilidade de se envolver num acidente. Desde 2009, há uma série de estudos que concluíram haver relação entre o uso de celulares e o aumento na possibilidade de ocorrer um acidente – o que levou vários estados dos EUA a proibirem o uso dos aparelhos ao volante. Em 2011, um estudo relevou que 25% dos acidentes de trânsito no país estavam relacionados ao uso de smartphones, sendo que o número dobrou em 2013. No Brasil, o uso de celulares ao volante é proibido por lei desde 1997.

Acabar com essa prática tão comum em nossas vidas é um dos principais objetivos do Apple CarPlay, um "software" que permite utilizar os recursos de smartphones com iOS nos sistemas multimídias de veículos. Com isso, é possível usar de maneira mais prática e segura alguns aplicativos e funções do seu smartphone enquanto você dirige. Dá para navegar usando o GPS, fazer ligações, enviar e receber mensagens e ouvir músicas, tudo sem precisar tirar as mãos do volante.

O mais interessante é que os aplicativos rodam no próprio smartphone, o que evita a necessidade de ter um processador muito potente instalado no carro. Outra vantagem desta escolha é que não é necessário trocar de carro para rodar aplicativos mais exigentes no futuro, bastando apenas trocar de celular.

É importante notar que, assim como acontece com o Android Auto, é necessário conectar o smartphone com o carro através de um cabo USB. Isso acontece porque uma grande quantidade de informações é transmitida entre celular e veículo.

 

Uma nova filosofia de interação
O processo padrão de usar um smartphone para se comunicar por mensagens com alguém envolve ler o que essa pessoa mandou e digitar para respondê-la, tudo através da tela sensível a toques, método que força o usuário a olhar para o display para realizar os comandos. O CarPlay (e o Android Auto também) muda essa filosofia ao utilizar a Siri para lhe ajudar em basicamente toda as tarefas a serem realizadas. A assistente lê as mensagens que você recebe, toca as mensagens de voz que os outros mandam e até te permite acessar sua caixa postal com apenas dois breves comandos.

Para ativar a Siri e ela começar a ouvir o motorista, basta apertar um botão no volante, que deve ser incluído em todos os carros que suportam o CarPlay de fábrica. A touchscreen do sistema multimídia também possui um botão que ativa a assistente virtual. A interface toda é em português do Brasil, o que facilita bastante a conversa com a Siri, já que parte fundamental do sistema é seu controle por voz.

Os aplicativos
A ideia da Apple era simplificar os aplicativos mais populares do iPhone e disponibilizá-los na tela do sistema multimídia dos veículos. A empresa focou nos apps essenciais de comunicação e navegação e em aplicativos de áudio, que são as coisas que mais fazem sentido de se utilizar num carro. Isso significa que aplicativos padrões da Apple como "Telefone", "Mensagens", "Podcast" e "Música" estão disponíveis. A principal má notícia é que, por enquanto ainda não há suporte para o popular serviço de mensagens Whatsapp no sistema – ao menos não por enquanto.

Para um aplicativo instalado no smartphone ser compatível e rodar na tela do carro, ele precisa ser homologado pelo sistema, sendo que existe uma série de restrições visando a segurança dos passageiros

Mas há compatibilidade com uma série de aplicativos desenvolvidos por terceiros, especialmente os que oferecerem conteúdo em áudio. São apps de streaming de música como Spotify, de podcasts como Stitcher, Overcast e Umano ou de compartilhamento de áudios em geral, como é o caso do Audio Boom. Infelizmente, esses aplicativos ainda não possuem integração com a Siri, o que significa que todo o trabalho de trocar de faixa, de rádios ou de podcasts tem que ser feito usando a touchscreen ou comandos no volante, caso estejam disponíveis.

Caso o usuário queira integração com a Siri, ele estará limitado a aplicativos como Apple Music ou Podcast. Neles, é possível até pedir para ouvir músicas, playlists ou podcasts específicos através da assistente virtual. Mas a omissão mais estranha de todas é que ainda não há integração com o aplicativo Mapas no Brasil. Não há nem a alternativa do Google Maps, que para muitos é a melhor opção no segmento.

Que carros possuem o CarPlay?
Como você já pode imaginar, a adoção do Apple CarPlay ainda está sendo muito lenta por parte das montadoras devido a necessidade de muitos testes e adaptação as legislações de cada país, especialmente no Brasil. Quem se adiantou foi a Volkswagen, a primeira montadora a trazer o sistema para o nosso país. Ele foi implementado no Fox 2016, carro que parte de  R$ 43,8 mil. O pacote de opcionais que traz o CarPlay custa R$ 2,1 mil na versão sem navegação e sem comandos de voz e R$ 2,9 mil na versão completa. Como o Android Auto ainda não está disponível oficialmente no Brasil, a central só pode utilizar o MirrorLink como alternativa ao sistema da Apple, mas ele está instalado e para ser ativado bastará uma atualização assim que for oficializado em nosso país. O Spacefox 2016 foi outro carro brasileiro que ganhou o suporte ao CarPlay recentemente. De acordo com a Volkswagen, a maior parte de seus modelos 2016 vai incluir essas soluções.

De resto, será muito mais fácil encontrar o CarPlay em veículos mais luxuosos e importados do que nos carros montados no Brasil. Por isso, modelos mais caros de montadoras como Audi, BMW e Hyundai são garantias de encontrar o sistema. Mas já podemos esperar a presença de carros um pouco mais baratos nessa lista também, como o novo Honda Civic, que deve chegar no país no segundo semestre de 2016. Além dele, a próxima geração do Chevrolet Cruze vai incluir o CarPlay. A fabricante só não confirmou quando ele chega no Brasil, mas aponta-se que deve ser entre o segundo semestre do ano que vem e o primeiro semestre de 2017. Abaixo você confere a extensa lista de montadoras que confirmaram que estão trabalhando com a Apple, em seguida um vídeo da Honda divulgando sua implementação da tecnologia:

Eu posso instalar o CarPlay no meu carro atual?
Se você não possui e não pretende comprar tão cedo um carro com sistema de infotainment compatível nativamente com o CarPlay, temos uma boa notícia para você. A Pioneer recentemente lançou duas centrais multimídias que possuem o sistema da Apple, chamadas AVIC F970TV e AVIC F70TV. Elas podem ser instaladas em basicamente qualquer carro, mas é preciso ficar atento a alguns detalhes. Caso a moldura do painel do seu carro não seja no formato 2 din, por exemplo, será necessário trocá-la por uma compatível. Também é necessário ficar atento se seu veículo tiver comandos no volante. Afinal, será necessário trocar uma peça chamada chicote e existe a possibilidade de perda de determinadas funções. Fora isso, eles funcionam exatamente como um sistema que veio de fábrica funcionaria.

Conclusão
O Apple CarPlay ainda não é algo plenamente difundido no mercado, mas temos excelentes motivos para acreditar que, num futuro próximo, a maior parte (ou praticamente todos) dos sistemas de infotainment dos veículos o inclua. Afinal, a demanda para utilizar smartphones enquanto se dirige é enorme, e não faz mal fazer isso de uma maneira mais tecnológica e segura. E isso é uma boa notícia para usuários do Android, afinal todos os sistemas com Apple CarPlay também trazem Android Auto junto. O problema é que o sistema da Google ainda não está disponível no Brasil, portanto ainda não é possível habilitá-lo. Mas fique ligado aqui no Adrenaline, pois em breve publicaremos um artigo sobre o Android Auto, para você saber tudo sobre o sistema antes dele chegar no país.

Confira abaixo alguns vídeos oficiais de montadoras sobre o sistema, de GM, Ferrari e Volvo:

 

 

  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.