Qual a diferença de performance dos novos drivers R337 da Nvidia?

Hoje a Nvidia fez um anúncio de novos driver versão 337.50 e, claramente, eles vem fazer frente a nova API da AMD, a Mantle. A mensagem é direta: dÁ para ter ganho de performance significativa sem recorrer a nova API da concorrente, tudo no "bom e velho" DirectX.

Em seus comparativos, feitos principalmente na disputa R9 290X vs GTX 780Ti,  a placa da AMD fica para trÁs da GeForce mesmo utilizando a Mantle, e os novos drivers abrem ainda mais a vantagem:

Decidimos colocar à prova o novo driver beta, em dois sistemas: um desktop com uma GTX 780,  e também testamos dois chips de notebooks: uma GTX 660M (Kepler) e um GTX 850Ti na nova arquitetura Maxwell. 

{break::Desktops}Para os testes utilizamos nosso sistema padrão de reviews de placas de vídeo, baseado em um Core i7 3960X com 32GB de RAM trabalhando em 1866MHz.

Usamos uma GeForce GTX 780 referência para os testes. Em se tratando dos testes, adicionamos o Thief, um dos poucos jÁ no mercado que trazem suporte ao Mantle da AMD, que em teoria deve trazer melhores benefícios as placas da AMD, ao menos dos modelos que trazem suporte a essa API. 

 

Com a placa de nossos testes, a GTX 780, temos um cenÁrio bastante comum de updates de drivers: variações modestas nos resultados, com incrementos de no mÁximo 6% em desempenho e vÁrios momentos com empates técnicos entre os scores

{break::Notebooks}Para conferir os efeitos dos drivers em notebooks temos duas situações: um aparelho com a jÁ consolidada placa GTX 660M -  Lenovo Ideapad Y580 - com a arquitetura Kepler, e a recém-lançada GTX 850M - MSI GE Apache - com a nova arquitetura Maxwell, que fez sua estreia hÁ poucos meses com as placas de desktop GTX 750 e 750Ti.

O resultado é bastante positivo para a GTX 850M. Como é comum acontecer, placas mais recentes trazem um incremento muito maior de performance em novos drivers, jÁ que ainda estão em fase de amadurecimento do software, o que resulta em ganhos que vão de 18 a até quase 70%. A GTX 660M, com mais tempo de mercado e algumas melhorias nos drivers em seu currículo sentiu menos impacto da atualização, ficando perto de 6% o incremento de desempenho nas melhores situações.

{break::Conclusão}E então, a Nvidia exagerou na empolgação sobre os novos drivers? Não exatamente. Como jÁ é um costume bem difundido nesta indústria, na hora de mostrar os slides temos os melhores cenÁrios possíveis, com as situações que precisamente temos o mÁximo de incremento. Nestas condições ideais de temperatura e pressão, com alinhamento correto em alguns determinados astros e alguns componentes bem específicos, realmente hÁ saltos considerÁveis em atualizações de software, especialmente em hardware recente e cheio de espaço para melhorias em seu software (e muitas vezes correção de falhas).

 Mais velocidade, sim. Mas sem milagres

Na maioria dos casos, porém, temos uma situação mais realista: os drivers corrigem bugs e até trazem melhorias de performance, mas bem mais modestas. Você não vai sentir como se tivesse "baixado uma nova placa de vídeo". Sendo justo, nossos benchmarks iniciais com a Mantle também não foram tão empolgantes no principio e nos casos que testamos, e a AMD também fez muito barulho com a nova API.

E o update é importante? Com certeza. Muitas vezes estes drivers trazem correções para bugs que mais do que aumentar a performance, solucionam problemas no funcionamento do placa, algo muito bem-vindo. Então não deixe de baixar a nova versão, ou ao menos colocÁ-la em seu PC assim que sair da fase Beta. Mas não vÁ pensando que isto vai mudar o que você conhece como seu computador, pois na frase "até 65% de incremento" tem muito espaço para cinco, quatro ou nada por cento de melhoria.

Assuntos
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Qual foi o melhor ano para lançamentos de games?