ANÁLISE: Xiaomi Redmi 3S

Será que vale a pena importar um smartphone da China?

Enquanto os preços de smartphones por aqui não param de subir, brasileiros têm buscado na importação uma maneira de conseguir um melhor custo x benefícios. Entre os modelos preferidos para se importar está o Xiaomi Redmi 3S que, até o momento dessa análise, poderia ser encontrado por US$ 140 na GearBest, um valor que, mesmo se aplicando os impostos da importação, ainda mantém ele numa faixa bem competitiva de preço para o que ele oferece. Sendo assim, o pessoal da GearBest nos enviou uma unidade para fazermos nossa análises aqui e darmos nossa opinião: será que vale mesmo a pena importar um smartphone da China?

Veja os impostos que você pode pagar ao comprar em sites de outros países

Comparativo


Xiaomi Redmi 3S

LG X Power

Samsung Galaxy J5 Duos

Lenovo Vibe K5

Preços

Preço no lançamentoU$ 139,99 R$ 1.099,00 R$ 1.199,00 R$ 999,00
Preço atualizadoU$ 139,99 R$ 750,00 R$ 800,00 R$ 900,00

Especificações

Armazenamento interno|32GB| |16GB| |16GB| |16GB|
Cartão microSDAté 128GB Até 2TB Até 128GB até 32GB
Memória RAM3GB 2GB 1.5GB 2GB
Número de núcleos8 4 4 8
Portas de conexão|Micro-USB| |Micro-USB| |Micro-USB| |Micro-USB|
Sistema OperacionalAndroid 6.0 Android 6.0 Android 5.1 Android 5.1
Update disponível para o sistemaNão informado Android 6.0 Android 6.0 Android 5.1
ProcessadorSnapdragon 430 MediaTek MT6735 Snapdragon 410 Snapdragon 616
Clock1.4 GHz1.3 GHz1.2 GHz1.5 GHz
GPUAdreno 505 Mali-T720 Adreno 306 Adreno 405
Bateria4.100 mAh4000 mAh2600 mAh2750 mAh
Dimensões139 x 69 x 80 mm148.9 x 74.9 x 7.9 mm142.1 x 71.8 x 7.9 mm142 x 71 x 8.2 mm
Peso143 g142 g146 g142 g

Recursos

GPSSim Sim Sim Sim
Leitor de DigitalSim Não Não Não
LTESim Sim Sim Sim
NFCNão Não Não Não
Número de cartões SIM2 2 2 2
RadioSim Sim Sim Sim
Tipo de cartão SIMMicro e Nano SIM Micro SIM Micro SIM Micro SIM
TV DigitalNão Não Não Não
Bluetooth4.1 4.2 4.1 4.1
ExtrasMIUI 8 Alto-falantes estéreo com Dolby Atmos

Display

Resolução720 x 1280 720 x 1280 720 x 1280 1080 x 1920
Tamanho5 polegadas 5.3 polegadas 5.2 polegadas 5 polegadas
TecnologiaIPS IPS Super AMOLED TFT LCD
ProteçãoGorilla Glass 3 Gorilla Glass 3

Câmera

Vídeos1080p 30 fps 1080p 30 fps 1080p 30 fps 1080p 30 fps
Traseira13 13 13 13
Frontal5 5 5 5

Para determinar com quais smartphones o Redmi 3S iria competir, consideramos o preço dele com impostos de importação aplicados e a cotação do dólar para na data de 03/01/2017 para a conversão.

É bom deixar bem claro uma coisa, TODO produto comprado em sites de venda de outro país pode ser taxado, mas como existe um número muito alto de produtos vindos de fora, alguns passam sem o filtro de taxação de valor, e para sorte do comprador ficam com preço abaixo do que deve ser considerado na hora da compra. Para entender mais como funciona o processo de taxação confira nosso artigo exclusivo com a posição de diversos envolvidos em todo o processo clicando aqui.

Design e Tela


Bonito acabamento em metal com bordas estreitas

O design é um dos grandes destaques do Redmi 3S. O aparelho não é dos mais finos, mas é bastante compacto, ainda mais levando-se em consideração que ele conta com mais de 4.000mAh de bateria. Isso é possibilitado por suas bordas bastante estreitas, que conseguem manter 5'' de tela sem resultar num smartphone muito grande. A leve curvatura das laterais, por fim, garante uma pegada melhor para o aparelho.

A tela, aliás, conta com resolução HD de 1280 x 720, com tecnologia IPS. Isso resulta num display que não cham muito a atenção, mas ainda entrega cores bonitas e uma boa taxa de brilho. A sensibilidade ao toque é bem responsiva e funciona de maneira adequada pra maior parte do uso. Há um recurso, entretanto, de capturar uma screenshot passando três dedos na tela, que nem sempre dá muito certo. Aparentemente algum lag no multitouch do display.

O acabamento em metal da carcaça certamente vai contar pontos positivos para muitos usuários. A coloração é um tanto fosca, o que ajuda o aparelho a não ficar tão espalhafatoso, algo especialmente bem-vindo na sua opção dourada de cor (a que recebemos aqui). A câmera completamente embutia no corpo do smartphone também é digna de elogios, já que isso deixou de ser padrão e passou a ser exceção recentemente.

O leitor de impressões digitais na parte de trás do aparelho é uma excelente decisão para o design e usabilidade do aparelho

Por fim, o Redmi 3S conta com um leitor de impressões digitais, que a Xiaomi optou por colocar na parte de trás do aparelho. Essa é uma ótima decisão, tornando o uso do leitor confortável e sem comprometer a segurança da pegada no smartphone.

Performance


Desempenho satisfatório com memória RAM de sobra

O Redmi 3S entrega uma performance bastante satisfatória e quase isenta de engasgos graças a especificações muito boas para o segmento em que ele se insere. Os 3GB de RAM são bem mais do que suficientes e o grande destaque aqui vai mesmo para o Snapdragon 430, que mostra uma evolução considerável em relação aos seus antepassados, especialmente o 410 que víamos bem mais em aparelhos de entrada. Os benchmarks abaixo incluem o Lenovo Vibe K6, que está fora da faixa de preço, mas que foi incluído no comparativo porque ele também usa o Snapdragon 430 e conta com 3GB de RAM, então é interessante ver como diferentes sistemas impactam nos resultados finais dos testes.

Como é possível ver pelos gráficos, o Redmi 3S tem uma performance bem semelhante ao Vibe K6 e fica na frente dos seus rivais na maioria dos casos. Uma coisa que é importante de se mencionar aqui é um dos pontos negativos de se importar um smartphone da China, em que é importante atentar à ROM instalada no aparelho.

Muitas vezes importar um dispositivo assim vai fazer ele vir com uma interface instável, que trava. No caso do Redmi 3S testado para essa análise, ele chegou a desligar sozinho algumas vezes, mas sua atualização foi automática e ele passou a funcionar normalmente. Algumas pessoas, no entanto, precisam ir atrás na internet de uma nova ROM e fazer a instalação por elas mesmas. Não é nada difícil de se fazer, mas com certeza não é a experiência ideal na compra de um smartphone e certamente vai dificultar muito a vida dos mais leigos.

Autonomia


Aparelho segura um dia inteiro de uso com tranquilidade

De todos os aparelhos no comparativo, o Redmi 3S só perde pro LG X Power, que tem ênfase em bateria até no nome, então isso é um grande feito para a Xiaomi. O smartphone segura um dia inteiro de uso normal com muita tranquilidade e um dia de uso intenso pode até deixar um pouco mais preocupado, mas dificilmente decepciona o usuário.

Uma informação interessante de destacar aqui é que o Snapdragon 430 consome muita bateria. O Redmi 3S tem 4.100mAh de bateria, com uma tela de 5'' e resolução HD. Normalmente uma bateria tão grande nessas configurações deveria segurar pelo menos dois dias sem nenhuma dificuldade, mas não é o caso. A mesma situação foi observada no Vibe K6, que tem hardware semelhante.

Mesmo com o Quick Charge, ele precisa ficar umas boas horas na tomada para alcançar os 100%.

Como a Xiaomi compensou o problema do alto consumo com uma bateria de enorme capacidade, não dá pra contar a autonomia como ponto negativo, afinal, no fim da equação o Redmi 3S fica longe da tomada por um tempo mais do que satisfatório, e isso importa bem mais do que números. O que acaba aparecendo como desvantagem desse exagero de bateria é o aparelho demorar mais pra recarregar. Mesmo com o Quick Charge, ele precisa ficar umas boas horas na tomada para alcançar os 100%.

Câmera


Software ágil que entrega ótimas imagens

A câmera do Redmi 3S está dentro do que se espera para o segmento, mas se destaca por sua agilidade para tirar fotos. Às vezes abrir o software pode acabar não sendo tão rápido, mas no modo automático as fotos são batidas imediatamente, algo sempre muito bem vindo. Além disso, há diversos modos e filtros diferentes, para quem gosta de ficar enfeitando suas imagens.

Confira no comparativo como a câmera se sai:

Boa luz

Pouca luz

Flash

E como não pode faltar em smartphones voltados para o mercado asiático, ela conta com um modo "embelezador". As fotos abaixo foram tiradas com essa configuração ligada nos modos "baixo", "médio" e "alto", respectivamente:

As imagens foram reduzidas para não sobrecarregar a análise. Clique aqui para uma imagem no formato original.

Recursos Extras


Interface bastante customizada pode não agradar a todos

Quem conhece a Xiaomi sabe que eles gostam de mexer bastante no Android. Esse tipo de política é sempre divisivo entre os usuários e certamente muita gente não vai gostar de como a interface do Redmi 3S vem por padrão. 

A MIUI 8, o nome dado à interface, é feita em cima do Android 6.0 Marshmallow e sob muitos aspectos aproxima a usabilidade do smartphone a um dispositivo iOS. Uma das características mais marcantes dessa aproximação é a "gaveta de apps", que é completamente sacrificada. Todo novo app baixado fica diretamente na tela do aparelho e vai acrescentando novas páginas, que não podem ser customizadas. O único jeito de tirar um app da tela é desinstalando ele.

Um grande destaque aqui é para o leitor de impressões digitias, muitíssimo bem posicionado e extremamente responsivo. Como já comentado em outras análises, o leitor de impressões digitais não é como outros recursos que podem ser úteis mesmo que não sejam tão bem implementados. Este sensor precisa ser realmente bom para que seja usado, se não o usuário vai simplesmente optar por um PIN ou qualquer outro método mais conveniente. No caso do Redmi 3S, o leitor de impressões funciona perfeitamente e foi minha opção número um para travar e destravar o celular todas as vezes.

O Redmi 3S é um excelente aparelho e em qualquer outra circunstância recomendá-lo seria imediato e natural. Mas, infelizmente, a Xiaomi não está trazendo esses smartphones para o Brasil, então o Redmi 3S tem um desafio extra para vencer na hora de ser atrativo: fazer valer a pena passar pelos obstáculos de uma importação. E isso pode não ser fácil.

O Redmi 3S não é apenas satisfatório, ele é excelente

Se não incindisse impostos sobre o valor da compra este smartphone seria simplesmente a melhor opção do segmento. É quase impossível encontrar um aparelho por menos de R$ 500 que seja ao menos satisfatório, e o Redmi 3S não é apenas satisfatório, ele é excelente. A encomenda de uma loja, como a GearBest, no entanto, vai resultar em um bom tempo esperando pelo seu aparelho chegar, sendo ele taxado você pode pagar de 60% a 100% do valor da compra de acordo com a sua cidade. No caso da nossa entrega feita pela DHL a taxação foi de 60% sobre o valor final, que era de U$ 129,99, ou seja, no momento da compra a conversão deu R$ 429,99 (dólar a R$ 3,30), mais os 60% o valor finar ficou em R$ 686. A Gear Best nos enviou um cupom de desconto para esse modelo chegar aos U$129,99, o cupom é: RED3SE.

Dá pra dizer que o smartphone vale a pena. A Xiaomi fez um excelente trabalho com o Redmi 3S, oferecendo acabamento premium e uma experiência bastante satisfatória. Para quem pode esperar mais tempo por um aparelho novo talvez seja uma boa apostar na loteria da taxação e acabar saindo o ganhador de um dos melhores custos x benefícios possíveis do segmento.

Conclusão

 

Avaliação: Xiaomi Redmi 3S

Design
8.5
Desempenho
8.0
Autonomia
7.0
Câmera
9.0
Preço
8.5

PRÓS
Ótimo acabamento e proporção tela/corpo
Memória RAM de sobra
Câmera rápida com boas fotos
Leitor de digitais rápido e preciso
CONTRA
Tela não chama a atenção
Usuário ter que se preocupar com a ROM instalada não é o ideal
Enorme bateria não oferece mais autonomia, mas demora mais pra carregar
Só pode ser conseguido por importação
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.