ANÁLISE: Asus Maximus IX Formula

Placa-mãe é uma das melhores e mais bonitas do mundo para processadores Intel socket LGA 1151

Com a chegada dos novos processadores Kaby Lake da Intel, também acontece o lançamento dos chipsets série 200 (socket LGA 1151) e de uma série de novas placas-mãe. Recebemos da Asus a Maximus IX Formula, um dos melhores modelos da empresa para processadores socket LGA 1151. Como concluímos na versão anterior desse modelo, é também uma das placas mais desejadas do mundo pelo seu projeto muito acima da média tanto na parte visual como em acabamento e quantidade de tecnologias.

A cada nova versão desse modelo, temos uma placa mais refinada, com mais tecnologias e também com maior apelo visual. A Maximus IX Formula se destaca pela sua carcaça protetora que cobre boa parte da placa (na parte de cima e também na parte de baixo através de um backplate), muitos LEDs e tudo que existe de mais recente em tecnologia. É o modelo ideal para usuários entusiastas que querem o que tem de melhor nesse tipo de hardware.

Site oficial da placa-mãe Asus Maximus IX Formula

Em cenário internacional a placa foi lançada custando U$ 396 dólares. Já no Brasil, ainda não existe a confirmação de quando e por quanto ela chegará, mas não esperem valor abaixo de R$ 2.000 com o dólar atual.

Tecnologias


Abaixo podemos ver em destaque o layout da placa com algumas de suas principais tecnologias. Em sequência vemos o que a Asus destaca como algumas das principais características da placa.

Atualmente a Maximus IX Formula é uma das
placas-mãe mais completas do mercado

CrossChill EK II
O cooler híbrido CrossChill da Republic of Gamers foi desenvolvido para aguentar refrigeração líquida e a ar. A função líquida não necessariamente precisa ser utilizada, mas o cooler funciona melhor quando você faz isso, já que líquido é mais eficiente para absorver e transferir calor. O novo CrossChill EK II foi desenvolvido em um design que garante maior área de contato para refrigerar com mais eficiência - até 4º abaixo da geração anterior. 

A Maximus IX Formula também possui o sistema ROG Water Cooling Zone, que ajuda a monitorar o resfriamento líquido por meio de sensores distribuídos pela placa.


USB 3.1 frontal para gabinetes
A Maximux IX Formula é primeira placa-mãe a implantar um conector frontal USB 3.1 tipo-C para utilizá-lo com gabinetes. O USB 3.1 frontal trabalha em velocidades de 10Gbps.
A Asus ROG também fez uma parceria com as empresas Lian-Li e In-Win, e os gabinetes dessas marcas compatíveis com a conexão devem chegar ao mercado próximo à data de lançamento da geração KabyLake, da Intel. 


 

Abaixo, a performance do USB 3.1 na Maximus IX Formula:

AURA RGB
Como de costume nas placas-mãe mais recentes, ela possui zonas com iluminação de LED que podem ser personalizada usando o ASUS Aura, um software de controle de iluminação intuitiva. Também há uma conexão (5) para as tiras RGB built-in de LEDs. As configurações de iluminação podem ser sincronizadas em todo o sistema, incluindo outros dispositivos Asus e as luzes nos cabos extras em RGB. 


Além de oferecer um upgrade estético de luzes, a placa também traz a opção de personalizá-la com peças impressas em 3D. É possível criar placas de identificação personalizadas com cores combinadas, e depois juntá-las à tecnologia de iluminação ASUS para um espectro infinito de combinações de cores.

ASUS Z170 PRO Gaming/Aura e o recurso de personalização 3D

O projeto patenteado de montagem dá a liberdade exclusiva para montar peças impressas em 3D com entradas M.2. Os modelos para personalizar sua placa-mãe estão disponíveis no fórum da Republic of Gamers ou em ASUS.com.

SupremeFX ASUS e softwares de áudio
A tecnologia SupremeFX minimiza a interferência eletromagnética e os componentes premium oferecem áudio de melhor qualidade, inclusive, que o das placas de som dedicadas. Ela também normaliza o volume do microfone para uma gravação estável e reduz os ruídos do ambiente. Inclui o codec S1220 - ESS Premier Stereo High Definition DAC ES9023, para maximizar o desempenho acústico e eliminar a interferência. A placa-mãe ainda traz os softwares Sonic Radar III e Sonic Studio III prometendo áudio de melhor qualidade em jogos.

Painel I/O integrado e conexões M.2
A Maximus IX Formula possui o painel I/O integrado. O design garante mais resistência, além oferecer instalação e manutenção mais fáceis. Graças ao contato mais próximo, a resiliência das conexões é 2,5 vezes mais efetiva.


Sistema FanXpert 4
O Fan Xpert 4 permite uma refrigeração personalizada com a capacidade de detectar os fans PWM/DC em todos os pontos, possibilitando usar ventiladores de alta amperagem e de controlar as bombas de refrigeração líquida tanto no software quanto via BIOS.

Intel I219-V Gigabit Ethernet e Onboard LANGuard
A placa-mãe ROG Maximus IX Formula possui a mais recente tecnologia Intel Ethernet (I219-V). Ela conta com a tecnologia LANGuard em seu chipset para proteger a placa de danos causados por eletricidade estática que pode prejudicar os componentes. O Onboard LANGuard oferece uma proteção 1.5X maior em sobretensão e 1.9X maior em tolerância de eletricidade estática do que placas-mãe convencionais.

Esta placa-mãe vem com um exclusivo módulo Wi-Fi (MU-MIMO) no padrão 802.11 a / b / g / n / que suporta frequência dual-band de 2.4 / 5 GHz. É compatível com redes sem fio e Bluetooth.

Tecnologia Alloy Power + Black Plate
A tecnologia abrange três componentes - transistores MOSFET, capacitores e chokes - que são fabricados de uma forma especial. Construídos com uma liga metálica própria, eles são projetados para ser altamente magnéticos, mais resistentes a calor e anticorrosivos.

A Asus ainda adicionou um backplate para garantir maior resiliência da placa. O backplate ajuda na dissipação do calor para os componentes soldados na parte de trás da placa, ajuda a evitar que poeira se acumule nessa mesma região, alivia o estresse/torção/flexão no PCB da placa e também contribui para a estética dela.

O que é M.2 e para que ele serve

Fotos


Há poucas semanas analisamos a placa-mãe Rampage V Edition 10 da Asus, uma placa-mãe sensacional voltada aos processadores Core Extreme (socket LGA 2011-v3) da Intel. Na review dela destacamos como um dos melhores projetos de placas já desenvolvidos. Mas quando falamos de placas-mãe isso muda tão rápido quanto placa de vídeo, já que na placa-mãe vem integrado uma série de tecnologias que não estão relacionadas apenas ao chipset, mas sim no que as empresas buscam se destacar. Estamos falando isso porque a Maximus IX Formula é uma placa ainda mais bonita e com mais recursos do que a Edition 10, tendo como diferencial o suporte a diferentes processadores.

A nova "Formula" é um modelo destinado a quem ainda quer o que existe de mais avançado em tecnologias, mas não precisa do que existe de mais rápido em processamento. Logicamente sem deixar de lado o alto desempenho que os melhores Core i7 socket LGA 1151 oferecem.

O que chama bastante a atenção na placa é sua carcaça sobre boa parte do PCB, tanto na parte de cima onde ficam as conexões, como sobre a parte de baixo através de um backplate. Além da "carcaça", também fica bem evidente o block para cooler líquido, agora "assinado" pela EK, empresa líder do mercado nesse tipo de solução e uma das mais respeitadas do mundo.

Botões de acesso fácil não faltam na placa, desde os tradicionais ligar e reset a outros que ativam funções exclusivas da Asus. Suporte a uma série de conexões para drives de armazenamento, em especial SSDs, já que ela possui conexões M.2, U.2 e Sata são os destaques para quem procura esse tipo de suporte em uma placa-mãe. Sempre lembrando que agora também com suporte aos futuros SSDs com tecnologia Intel Optane.

O painel traseiro é outro destaque desse modelo. Assim como a Rampage V Edition 10, o painel vem quase todo fixo na placa sendo necessário apenas a "moldura" que faz o encaixe no gabinete. Esse tipo de solução dá um acabamento visual muito mais bonito, mas além disso facilita bastante a instalação. E por ser "perfeitamente" encaixado de fábrica, evita o acúmulo de poeira interna entre as conexões e o espelho tradicional da maioria dos modelos.

Outro detalhe que merece destaque é a aparição da conexões USB 3.1 frontal, ainda limitada a poucos modelos com chipset Z270. Essa conexão visa adicionar portas USB de alto desempenho em gabinetes com suporte a esse tipo de conexão. De acordo com a Asus, empresas como a Lian-Li e a In-Win estão lançando modelos em paralelo junto com as novas mainboards. Vale destacar que além da série Formula a série Strix da Asus também traz essa conexão.

BIOS
Mantendo a mesma interface das últimas gerações de placas-mãe, a BIOS das novas placas com chipset série 200 da Asus continuam excelentes. O fato de não ter mudança, até porque já tinha uma interface muito boa, deixa mais fácil para quem já está habituado com a interface da Asus.

Empresa manteve a excelente interface de gerações anteriores

Como todo modelo com características voltadas a usuários entusiastas e overclockers, ela possui algumas funções mais avançadas do que modelos tradicionais, especialmente relacionadas a overclock e de suas tecnologias exclusivas como LEDs, Wifi etc.

Abaixo algumas telas da BIOS da placa.

Abaixo um vídeo que publicamos em nossa conta no Instagram mostrando os efeitos de LED da placa:

Sistema Utilizado


Abaixo, detalhes sobre o sistema que utilizamos em todas as análise de placas-mãe com mesma série de chipset, além de drivers e aplicações utilizadas nos testes.

Mas antes, mais algumas fotos do sistema montado:

Máquinas utilizadas nos testes:
Todas os sistemas utilizaram os mesmos hardwares para os testes:

- Processador: Intel Core i7 7700K
- Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 1080 (referência)
- Memórias: 8 GB Kingston HyperX Predator @ 2122/3000MHz (2x4GB)
- SSD: Kingston HyperX 3K 240GB Sata 6Gb/s
- HD: Seagate Barracuda 2TB 7200RPM Sata 6Gb/s
- Cooler: Noctua NH-U12S
- Fonte de energia (PSU): Thermaltake Toughpower 850W GOLD PSU

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 10 64 Bits com Updates
- GeForce 376.33

Aplicativos/Games:
- AIDA 5.xx
- AS SSD Benchmark 1.9.x
- CPU-Z Bench
- wPrime 2.10
- WinRAR 5.4x
- 3DMark (DX11)
- Grand Theft Auto 5 (DX11)

CPU-Z
Abaixo, telas do CPU-Z mostrando detalhes da placa-mãe e sistema utilizado nos testes.

Overclock
Como sempre colocamos, um dos atrativos dessas plataformas topo de linha é o poder de overclock que elas trazem. Com a Maximus IX Formula não é diferente, sem contar que estamos com o Core i7-7700K, processador que tem promessa de chegar em 5GHz com cooler a ar.

Bom, vamos lá. Primeiro que essa Maximus assim como a nova Maximus IX Extreme estão entre os melhores modelos do mercado para quem deseja montar um sistema pensado em overclock com os novos Kaby Lake. Infelizmente estamos com um modelo de engenharia do 7700K e ele está bem instável quando atinge clocks altos, como o própria 5GHz tanto prometido pela Intel e parceiras.

A própria placa-mãe já traz um perfil colocando o CPU trabalhando em 5GHz. Porém, pelo nosso sample ser de engenharia ele não consegue efetivar o alto clock em resultados, ele permanece estável sem travar o sistema, mas não "traduz" o clock em ganho de desempenho, perdendo o sentido do overclock. Mas nem tudo é noticia ruim, sendo que conseguimos um bom overclock com ele trabalhando em 4.9GHz, entregando um bom ganho de desempenho em vários dos testes. Para os mais entusiastas, como já colocamos acima, essa placa traz clock da EK para alguns componentes que proporciona atingir overlocks mais altos do que os tradicionais quando trabalhando com solução líquida.

Mesmo sem nenhum conhecimento em overclock,
usuário poderá tirar proveito dessa característica através dos perfis pre-programados

É importante destacar que uma placa desse nível pode ir bem além com overclock manual, os perfis pré-programados são um modo simples e seguro, já que passam por testes da própria empresa. Mas uma placa como a Maximus IX Formula é desenvolvida visando atingir o limite da plataforma quando o assunto é overclock.

Abaixo a tela principal do CPU-Z com detalhes do CPU após o overclock aplicado.

Testes

Consumo de energia
Fizemos os testes do sistema em modo ocioso e rodando o 3DMark, aplicativo que exige bastante do sistema. Começamos pelo teste com o sistema em modo ocioso (IDLE).

Reparem que ao setarmos todos os núcleos em 4.2GHz full time, o consumo sobe muito quando comparado ao overclock da X99 Strix (que utilizou um perfil pré-programado de overclock onde a Asus alterna o clock de cada núcleo). 

Rodando o 3DMark
Quando colocamos os sistema com vídeo integrado rodando o 3DMark, temos os seguintes resultados de consumo:

Testes de desempenho
Abaixo temos uma série de testes de desempenho com o sistema, comparando a placa com outros modelos do mercado utilizando os mesmos componentes e fazendo exatamente os mesmos testes; com exceção de overclock, que é diferente em cada placa-mãe/sistema.

CPU-Z Bench
Abaixo o resultado do teste "Multi Thread" do aplicativo CPU-Z.

AIDA64 
Iniciamos os testes de desempenho em aplicações com o AIDA64 e seu teste de memórias, mostrando o resultado de latência, confiram:  

AS SSD Benchmark
Dando sequência, abaixo um teste de desempenho do mesmo SSD utilizado em todas as placas:  

WinRAR
Outro teste indicado que pode ser usado para medir o comportamento do processador é o WinRAR, que consegue fazer bom uso de todos os cores.

wPrime
Rodando o wPrime, teste que estressa todos os cores do processador, temos os resultados abaixo:  

3DMark
Começamos nossos testes com foco em vídeo com o 3DMark, mas por enquanto com a placa de vídeo dedicada.

Grand Theft Auto 5
O game GTA V para PC está entre os mais exigentes da atualidade, trazendo ótima qualidade gráfica. Confiram abaixo o comportamento das placas rodando o game e como fica a diferença entre os processadores:


A Maximus IX Formula é uma daquelas placas-mãe que faz qualquer usuário entusiasta e amante de hardware ficar apaixonado a primeira vista. É um produto bastante diferenciado em seu visual, com sua carcaça chamando bastante atenção por esconder quase todo o PCB e componentes da placa, mantendo evidente apenas as conexões. Mesmo botões de acesso rápido como o power e reset ficam "escondidos". Quando ligamos o sistema, os LEDs deixam o visual ainda mais imponente, por ficarem por baixo da carcaça o efeito é muito mais bonito do que em placas tradicionais que indicam bem onde estão os LEDs sem que eles "dissipem" a luz pelo corpo da placa.

Visual e acabamento fazem dela uma das mais bonitas e bem acabadas do mercado

As placas da série Formula da Asus sempre chegam ao mercado trazendo o que existe de mais atual em tecnologias, e com a Maximus IX Formula não é diferente. A placa é sem sombra de dúvidas um dos modelos mais completos da atualizado, trazendo tudo que existe de mais novo. Tecnologias como o suporte aos SSDs Intel Optane vêm em todas as placas com chipset Z270. Porém tecnologias como Wifi, Bluetooth, block para cooler líquido já são limitadas a modelos que buscam se diferenciar. Outra tecnologia bem interessante é a conexão frontal USB 3.1, que proporciona que fabricantes de gabinetes adicionem uma porta USB de altíssima velocidade na parte frontal de seus gabinetes. Ainda são raros os modelos com essa conexão, limitando-se às novas placas com chipset Z270. Por parte da Asus, as placas da série Formula e Strix trazem essa conexão. A MSI adicionou apenas em seu modelo topo de linha, já Gigabyte e ASRock sequer adicionaram mesmo nos modelos mais caros. Isso é um diferencial para quem pretende montar um sistema atual, mesmo que ainda dependente das fabricantes de gabinetes lançarem novos modelos ou de um "dock" para adicionar nas baias de CD/DVD do gabinete.

Modelo é destinado a usuários entusiastas

Além do visual e tecnologias, a Maximus IX Formula é uma placa com projeto bastante focado em overclock, acima dela temos apenas a Maximus IX Extreme que possui um projeto ainda melhor para essa característica. Mas a Formula já traz muito do que existe de melhor visando atingir o limite da plataforma, vai agradar quem procura pelos novos processadores Kaby Lake da série "K", modelos voltados a essa prática. Como comentamos anteriormente, nosso sample do Core i7-7700K era um modelo de engenharia, consequentemente apresentou problemas.

O momento é de esperar pelos novos processadores AMD
para ai definir o que será melhor investimento

O preço está dentro do esperado para um produto com as características da Maximus IX Formula, U$ 396 dólares nos EUA, sem previsão de preço no Brasil. Agora o que pega é o lançamento dos processadores Ryzen da AMD para o primeiro semestre de 2017, com promessa de alto desempenho e preço competitivo, você se ariscaria a comprar uma placa-mãe Intel de alto desempenho agora?

Conclusão

 

Avaliação: Asus Maximus IX Formula

Tecnologias
10
Acabamento
10
Overclock
10
Preço
7

PRÓS
Excelente acabamento e visual
Componentes de altíssima qualidade
Alto poder de overclock e block EK nativo
Uma das placas mais completadas do mercado quando o assunto é tecnologias suportadas
Suporte a múltiplas placas de vídeo
Suporte a SSDs Intel Optane
Conexões M.2, U.2, USB 3.1
CONTRA
Não tem HDMI 2.0
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Mundo Conectado é responsável pelas análise de drones e alguns gadgets relacionados a fotos e vídeo, como Action Cams.

  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier