ANÁLISE: Patriot Viper V760

Um novo teclado mecânico RGB para o escasso mercado Brasileiro, mas, será que ele traz novidades?

Assim como várias outras fabricantes de memórias, a Patriot entrou para o ramo de periféricos e lançou neste ano a sua linha de periféricos gamer, a qual inclui o headset Patriot Viper V360, já analisado pelo Carlos, o mouse Patriot Viper V560 e o teclado mecânico Patriot Viper V760, o qual possui iluminação RGB e é o alvo desta análise.

O que a Patriot trouxe neste lançamento? Qual o nível de qualidade deste? Como ele se equipara a teclados de outras concorrentes? E o mais importante, vale o seu preço?

Isto, é o que veremos em seguida

Veja as especificações técnicas no site oficial da Patriot

Construção Externa

O Patriot Viper V760 é um teclado relativamente simples em seu visual, embora alguns detalhes nas suas laterais acabem lhe dando um certo ar de elegância. Bonito sem ser vulgar, eu diria.

Assim como muitos outros teclados mecânicos do mercado, o Viper V760 possui um acabamento externo em alumínio, o que "supostamente" faz este teclado ser mais resistente do que outros teclados mecânicos de plástico, né?

Mas, o que maioria do público não sabe, é que há um "truque" para este tipo de acabamento.


Créditos da imagem para Lepidus do fórum Adrenaline

O que teclados como o Viper V760, modelos da CorsairG.SkillMotospeed e diversas outras marcas fazem, é remover a capa superior de plástico e estilizar a placa de suporte, que existe em quase todos os teclados mecânicos, até mesmo naqueles de "plástico".

A princípio, o resultado deste tipo de escolha de design é apenas estético. Não há nenhum ganho de "durabilidade" em comparação com outros teclados mecânicos que possuem acabamento em plástico, apenas algumas características são adicionadas ao teclado:

  • A limpeza das teclas se torna mais fácil para realizar.

  • As teclas parecem ser mais altas do que realmente são, devido aos switches expostos.

  • Em alguns teclados, o usuário pode levar "choques" ao encostar na parte metálica caso não houver aterramento no seu computador e estiver descalço (acontece muito nos teclados da Corsair).

As suas keycaps (o plástico com algo escrito em cima, popularmente chamadas apenas de "teclas") tem uma boa legibilidade devido à fonte utilizada, que é um pouco estilizada, mas não ao ponto se tornar ilegível como algumas fontes de muitos teclados "gamer". É um teclado que poderia ser utilizado tanto em um computador gamer como também em um escritório, se não fosse o cabo em nylon vermelho, que não combina com o restante do teclado.

Estas keycaps são produzidas pela iOne, são as mesmas que utilizadas nos teclados Razer Blackwidow. A princípio, a qualidade do material delas é razoável e a pintura resistente, mas um dos pontos negativos destas keycaps, é que estas são muito afetadas por umidade e por ácido úrico/suor, então acabam com manchas após pouco tempo de uso, sendo necessário limpar elas. As keycaps de alguns concorrentes são mais resistentes a isto.

No verso do teclado, encontramos uma excelente quantia de borracha para manter este no lugar, enquanto seus pés de inclinação também são emborrachados.

Acompanhando também o teclado, está um apoio para pulso (o de cima, na imagem abaixo), este que se encaixa à parte inferior do teclado usando imãs (gostaria que mais teclados fossem assim!) e é emborrachado:

Embora seja antiaderente e confortável, o uso de material emborrachado desta forma é algo complicado, pois com pouco tempo de uso podem aparecer manchas de uso e desgastes, tal como no apoio para pulso do concorrente CM Storm Trigger Z, também demonstrado na imagem acima.

Enfim, o Patriot Viper V760 é um teclado bem construído, dentro dos padrões que se espera de um teclado mecânico, embora a qualidade de suas keycaps seja apenas regular.

Construção Interna

Antes de dissecarmos o teclado, é bom sabermos que este fora produzido pela Taiwensa iOne, uma empresa que além de produzir sua própria linha de produtos, também é responsável pela produção de teclados mecânicos da Razer, Tesoro, CM Storm (alguns), Rosewill, HyperX e diversas outras marcas.

E em todos os teclados desta OEM (Original Equipment Manufacturer, em português seria algo como "Fabricante Original do Equipamento"), vamos encontrar algumas similaridades.

Em teclados da mesma OEM, encontramos semelhanças.

Abrir um teclado novo, especialmente modelos mais recentes, sempre me traz novidades. E ao abrir o Viper V760, descobri que a iOne está melhorando o seu processo de produção.

Em comparação com teclados como o Tesoro Lobera Supreme e o Razer Blackwidow Chroma, é possível notar que a fabricante está caprichando em teclados mais recentes, além de haver melhorias em seus estabilizadores e no plástico que faz o encaixe com estes.

No caso do Patriot Viper V760, a sua placa está realmente muito bem feita, há indicações para cada um de seus componentes, as soldas estão bem feitas e há um conector USB removível.

O teclado utiliza um chip de processamento ARM HSAK3201 para gerenciar suas funções, realizar macros e se comunicar com o computador, enquanto há quatro chips HSAK021 para seus efeitos de iluminação.

No principal componente de um teclado mecânico, os seus switches, encontramos modelos de switches similares ao Cherry MX, porém produzidos pela Kailh.

A princípio, a Kailh foi uma das primeiras empresas a fazerem clones dos switches da Cherry e foi responsável pelos primeiros teclados mecânicos RGB do mercado, inclusive se não fosse ela, talvez nem teríamos teclados RGB agora em 2016. Mas, ao mesmo tempo, ela possui má fama, pois o seu controle de qualidade não é dos melhores e os materiais utilizados também não.

O último teclado que testei com switches da Kailh, o Tesoro Lobera Supreme, produzido no início de 2014, apresentava falhas esporádicas em algumas teclas.

Talvez a qualidade dos switches de lotes mais recentes da Kailh tenha aumentando, especialmente agora em 2016 que há vários concorrentes, mas o fato é que a Patriot poderia ter escolhido alternativas da Gateron ou Outemu, que são mais respeitadas do que a Kailh e também são mais baratas que a Cherry.

A minha teoria quanto à razão da escolha, seria o fato da iOne ser parceira comercial da Kailh e ter convencido a Patriot a usar componentes dela.

Enfim, o Patriot Viper V760 tem uma construção interna bem feita e switches de qualidade regular, não é um teclado topo de linha, mas tem exatamente o que se espera de um teclado de 100 dólares.

Recursos e Extras

Uma das peculiaridades do Patriot Viper V760, é que assim como muitos outros teclados mecânicos produzidos pela iOne, este usa LEDs 5mm, diferente do restante do mercado que usa LEDs SMD. O resultado disso é simples: uma iluminação mais forte.

Ao comparar o Viper V760 à iluminação de alguns outros teclados mecânicos RGB, fica evidente a sua força o fato de não vazar muita luz entre suas teclas. Em ordem, Patriot Viper V760Corsair Strafe RGB e Ripjaws KM780 RGB:

O teclado possui uma quantia bem respeitável de efeitos de iluminação já embutidos e podem ser configurados tanto manualmente quanto através de um software:

Ao ser gravada, a iluminação do Viper V760 parece ter flickering, mas ao vivo não é assim.

Uma peculiaridade que o Patriot Viper V760 e também outros teclados mecânicos RGB de baixo custo apresentam, é que estes possuem um número limitado de cores para escolher.

O Viper V760 possui um número limitado de cores para escolher.

Estas sendo limitadas apenas a:

  • Vermelho
  • Verde
  • Amarelo
  • Azul
  • Azul Bebê
  • Roxo
  • Branco

Não é possível escolher outras cores através do software. Quem quiser um tom mais escuro de verde ou azul ou deixar o teclado estático na cor laranja por exemplo, não irá conseguir.

Assim como outros, o Patriot Viper V760 apresenta "16.8 Milhões de Cores" apenas em alguns efeitos de iluminação, sendo que o usuário não pode realmente escolher qualquer uma destas cores.

Quanto ao seu software, esta é a sua interface:

Na lateral esquerda podemos escolher as cores do teclado, ajustar o brilho e a velocidade dos efeitos, todas estas são funções que também podem ser realizadas manualmente pelo teclado.

Há como ajustar o tempo de resposta e também a taxa de atualização do teclado, o que diminui o "atraso" na resposta das teclas do teclado, embora sinceramente este tipo de recurso só seja perceptível em mouses.

Abaixo do controle de iluminação há a opção "Macro Management", onde é possível criar, modificar ou deletar macros.

Aqui, notamos alguns erros, não é possível criar macros complexas com a simulação de cliques de mouse (ex: Quick-Scope), não é possível adicionar botões de mouse sem antes ter acrescentado uma tecla do próprio teclado, não é possível adicionar "atrasos" após cliques e tentar "contornar" estes bugs acaba travando o software.

Ao clicar em qualquer uma de suas 104 teclas, é possível reconfigurar ela, seja para que esta cumpra a função de outra tecla, realize uma macro, faça controle multimídia ou abra um programa/arquivo/música.

O software do Viper V760 é limitado em suas capacidades. Além do sistema de macros confuso e com bugs, não há como acrescentar novos efeitos, não há como escolher cores além das pré-definidas, não há efeitos que reajam de acordo com o áudio do computador ou façam sincronização com jogos como em alguns teclados da Steelseries e Razer.

Ele é um software pré-pronto produzido pela própria OEM do teclado e não houve muito esforço por parte da Patriot para modificar este ou acrescentar novos recursos. Mas, para um teclado de US$ 100, valor inferior ao de outros mais "completos", as suas limitações são aceitáveis.

Por último, mas não esquecendo, há uma pequena entrada USB na parte traseira do teclado, a qual é uma extensão, sendo necessário conectar o seu conector específico (o verde) para funcionar.

Conclusão

 

Avaliação: Patriot Viper V760

Construção Externa
8
Construção Interna
8.5
Recursos e Extras
7
Preço
5

O Patriot Viper V760 é um teclado mecânico de qualidade razoável, com uma iluminação forte, uma boa quantia de efeitos de iluminação embutidos, suporte a software com macros, apoio para pulso e uma extensão USB, o que deveria fazer este uma boa escolha.

Porém, se avaliarmos a qualidade de seus recursos e especialmente o seu software, é possível notar que este é inferior a concorrentes da CM Storm, Corsair, Logitech, Steelseries e Razer em suas capacidades. Mas, o seu preço acaba justificando isso.

O Viper V760 é limitado se comparado a alguns concorrentes RGB, mas tem uma justificativa: seu preço

No exterior, o Patriot Viper V760 tem o valor de US$ 100,00 e como competidores tem, por exemplo, o Motospeed CK108 (US$ 80) e o Redragon Vara RGB (US$ 70). E se comparado a estes, ele acaba perdendo em termos de Custo x Benefício e na qualidade de alguns componentes.

Mas, no Brasil a situação fica ainda pior. No momento da análise, o teclado estava custando R$ 979,04, um preço completamente incompatível com a qualidade e os recursos deste teclado. Ele acaba sendo esmagado por concorrentes como o Corsair Gaming Strafe RGB, CM Storm MasterKeys Pro LDucky Shine 5 G.Skill Ripjaws KM780 RGB que estão nesta faixa de preço.

Com o preço atual, o Patriot Viper V760 acaba não sendo uma boa escolha, mas talvez o tempo acabe estabilizando a situação e tornando este uma opção viável, especialmente se cair para a faixa dos R$ 600~700.

PRÓS
Boa Construção Externa
Boa Construção Interna
Extensão USB e Apoio para pulso
Iluminação forte e bem definida
Software para configuração
CONTRAS
Iluminação e software limitados se comparados ao de alguns outros teclados da categoria
Preço
Switches Kailh
  • Redator: Wellington Diesel

    Wellington Diesel

    Formado em Redes de Computadores, o "wetto" é um entusiasta do ramo de Periféricos. Autor do Guia do Teclado Mecânico, ele carrega consigo mais de 150 análises de mouses, teclados e headsets publicadas, além de diversos Guias e Artigos sobre teclados, mouses e headsets. Respeitado pela comunidade do Adrenaline, ele trabalha à distância como colaborador.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.