ANÁLISE: ZOWIE ZA12

Um dos mouses mais leves e precisos do mercado, mas, será que vale o preço?

Diego Kerber: Para os entusiastas de periféricos gamers, o wetto dispensa apresentações. O Wellington Diesel, mais conhecido como "wetto", é uma das principais referências na comunidade quando o assunto é análise de mouses, teclados e headset, especialmente os focados em games, e vocês podem conferir algumas de suas excelentes postagens anteriores no forum Adrenaline nesse link aqui. Além do forum, agora o wetto vai atuar como colaborador no site Adrenaline, trazendo toda sua experiência na análise de produtos por aqui também!


ZOWIE ZA12 é o mouse intermediário da série ZA, sendo um dos maiores sucessos em vendas da marca, mas qual será a razão disso? O que este mouse gamer tem de tão interessante? Qual a razão de tanta gente gostar dos mouses da ZOWIE, sendo que são tão simples? Isto, é o que veremos em seguida.

Veja as especificações técnicas no site oficial da ZOWIE

Ergonomia e Construção Externa


ZOWIE ZA12 é um mouse com um visual bastante sóbrio, com quase todo o seu acabamento na cor preta e apenas o logotipo da ZOWIE em vermelho. Uma aparência simples, mas ao mesmo tempo elegante.

Antes de continuarmos, é necessário que o leitor saiba que existem formas que usuários podem manusear seus mouses, estas que chamamos de pegadas. As três principais são:

ZOWIE ZA12 é o mouse intermediário da série ZA, tendo inspiração no antigo Microsoft Intellimouse 1.1 e em mouses da Steelseries, com um tamanho médio (124mm de comprimento, 64mm de largura e 39mm de altura), conforme podemos verificar comparando ele com o Logitech G302 (pequeno) e Zowie EC1-A (grande).

Tal formato acaba auxiliando pessoas com as pegadas Claw/Fingertip com mãos grandes/médias, sendo também possível usar como Palm com mãos pequenas. O formato dele também permite o uso por destros canhotos.



Seus enormes pés de teflon, aliados ao peso de apenas 85 gramas (sem o cabo), fazem este mouse ser extremamente ágil e um dos favoritos por quem tem preferência por mouses leves.

Embora seus botões laterais, presentes em ambos os lados, deem a impressão que possam prejudicar alguns usuários, na prática os mesmos não atrapalham o uso, especialmente pelo fato de estarem deslocados e exigirem uma quantia razoável de força para acionar, diferente de seus irmãos EC1-A e EC2-A, cujos botões laterais são frouxos e leves demais.

Também, estes mesmos botões laterais podem ser ajustados, sendo possível ligar apenas um dos dois lados. Não é possível ter todos os botões disponíveis simultaneamente ou configurar estes botões adicionais para outras funções.

Aliás, este mouse não possui software

Uma das principais diferenças das novas linhas de mouses ambidestros da ZOWIE em comparação com modelos anteriores, é que o scroll transparente fora substituído por um modelo preto emborrachado.

Tal mudança acabou aprimorando o visual destes mouses da marca, tendo uma aparência bem sóbria e que não acaba descombinando com o restante do setup de alguns usuários (rosa do meu ZOWIE EC1-A que o diga).

O ZOWIE ZA12 utiliza um acabamento levemente emborrachado em toda a sua superfície, enquanto os botões laterais tem um acabamento glossy. Embora este proporcione uma boa aderência, ele também adere sujeiras e impressões digitais, sendo que é muito fácil sujar este mouse. Quem tem mania por limpeza, vai ter dores de cabeça com os mouses da ZOWIE.

Construção Interna


A construção interna é maior responsável pela durabilidade de um mouse. Se forem utilizados bons componentes no interior do mouse, a probabilidade de problemas será pequena. Se forem utilizados componentes de baixa qualidade, seja para economizar ou como obsolescência programada, usuários deste mouse terão uma chance muito maior de terem problemas com o tempo.

Vamos então resumir os componentes usados neste mouse e também a qualidade destes.

Os botões principais do ZOWIE ZA12 são da marca HUANO, são um pouco mais rígidos que botões OMRON utilizados por outras marcas, mas há uma boa razão para isto: a maior rigidez de suas peças evita que a tensão entre os mecanismos internos diminua com o tempo, o que ocasiona o famoso problema de "Double-Click". 

A princípio, a ZOWIE até fez um lote de mouses com botões OMRON no final de 2015 após pressão do público, mas efetuou o recall deste lote após os casos de "Double-Click" terem aumentado exponencialmente.

Outra peça interessante utilizada pelos mouses da ZOWIE é o codificador ótico. Esta, é a peça responsável por registrar a movimentação do scroll do mouse e também pela fluidez do mesmo. É uma espécie de potenciômetro. Um codificador ótico de qualidade, costuma apresentar uma durabilidade superior a codificadores mecânicos, que são usados em quase todos os mouses do mercado.

A melhor solução de codificador ótico do mercado, é patenteada pela Logitech e infelizmente a ZOWIE faz uso de um sistema inferior e similar ao utilizado pelos antigos mouses Microsoft Intellimouse 1.1 e 3.0, tendo então uma menor precisão e também alguns problemas de durabilidade que os codificadores da Logitech não possuem.

Ah, e não vamos esquecer: ele é barulhento.

Infelizmente não faltam relatos de problemas no scroll de mouses da ZOWIE na Internet, tanto por usuários comuns, como também por jogadores que fazem uso dos mesmos (meu amigo FalleN que o diga). Enfim, a construção interna do ZOWIE ZA12 é até bem-feita, todos os seus botões são de alta qualidade, mas é inferior à de alguns concorrentes da faixa de preço devido ao codificador de scroll utilizado.

Desempenho


O ZOWIE ZA12 é um mouse que utiliza o sensor topo de linha Pixart PMW 3310 e possui 3.200 DPI, tendo quatro diferentes níveis: 400, 800, 1.600 e 3.200, que são exatamente algumas das principais DPIs usadas por jogadores.

Pode parecer estranho que um mouse considerado topo de linha tenha "apenas" 3.200 DPIs, mas há um bom motivo por trás disso.

O PMW 3310 tem a capacidade de alcançar até 7.000 DPIs em alguns mouses, mas a partir de 4.000 DPIs ele vai perdendo precisão e os resultados em valores como 6.500 ou 7.000, são horríveis, como podemos ver neste Steelseries Rival:

ZOWIE decidiu manter apenas as DPIs que dariam o melhor resultado a seus usuários, e por isso ela é tão "baixa".

Começando, todos os testes foram realizados utilizando um mousepad G.FalleN Major Dream, o qual possui estampas (que podem dificultar o rastreio, mas esse é justamente o objetivo) e tem um nível de qualidade similar ao Razer Goliathus Speed.

O primeiro teste é realizado no MS-Paint no modo Lápis, com as configurações do mouse no Windows com sensibilidade 6/11 (default) e a opção de "Aprimorar a precisão do cursor" desligada, pois tudo o que ela faz é maquiar os dados, algo que não queremos.

O rastreio em todos os valores é excelente, não há distorções ou correção de trajetória.

Continuando, temos o teste de consistência de rastreio. Basicamente, ele testa o que o nome diz, mostrando se por acaso há distorções no rastreio do mouse.

Para realizar ele, é usado uma ferramenta chamada MouseTester.

Já neste teste, o ZOWIE ZA12 apresentou resultados perfeitos em todas as suas DPIs.

 

E por último, temos o teste de aceleração, também feito no MouseTester, onde verificamos se há diferenças no rastreio quando o mouse é deslocado rapidamente, e lentamente. 

O ideal sempre, é que se o mouse for movido rapidamente 10cm para a direita, ele tenha o mesmo resultado que teria se fosse deslocado lentamente a mesma distância. 

Caso o mouse for mais longe do que o necessário no movimento rápido, é dito que o mesmo tem aceleração positiva. Caso a distância que ele percorreu seja menor no movimento rápido, ele tem aceleração negativa.

E se o mouse parou no mesmo lugar que antes, ele não tem aceleração nenhuma, o que caracteriza um resultado perfeito.

Sendo que este foi o resultado do ZOWIE ZA12:

Ou seja, um resultado perfeito e esperado de um mouse que é considerado topo de linha.

Outro ponto a ser considerado, é o Lift Off Distance (LOD), o que nada mais é do que a altura na qual o sensor para de rastrear.

Jogadores de FPS, tem preferência por mouses onde esta altura seja a menor possível, especialmente devido às "remadas" que fazem. E os mouses da ZOWIE são otimizados justamente para este público, tendo um LOD inferior à altura de 1 CD em mousepads de pano. É um dos menores que já vi em um mouse.

O problema, é que quanto menor o LOD de um mouse, mais difícil se torna para o sensor do mouse rastrear em superfícies irregulares

Infelizmente o ZOWIE ZA12 tem incompatibilidade com certas superfícies devido ao seu LOD, especialmente mousepads com material do tipo Control, incluindo ironicamente o próprio ZOWIE GTF-X e também concorrentes como o Razer Goliathus Control.

Tais problemas não são verificados em mousepads do tipo Speed, tal como o ZOWIE G-SR, ZOWIE P-TF, Razer Goliathus Speed, Steelseries Qck e outros mousepads genéricos deste tipo. Também, o ajuste de LOD pelas configurações do mouse não resolve o problema, apenas ameniza.

De acordo com a própria ZOWIE, tal problema ocorre devido a lotes de mouses da série ZA que foram produzidos com um LOD menor do que o ideal. As unidades comercializadas no mercado Brasileiro (incluindo esta), assim como boa parte dos novos modelos comercializados no exterior, possuem este problema.

Ou seja, quem tem preferência por mousepads do tipo Control deve evitar a compra de um mouse da série ZA por enquanto. Outros modelos, tal como o EC1-A, não apresentam este problema.

Conclusão

 

Avaliação: ZOWIE ZA12

Construção Externa
9
Construção Interna
8
Desempenho
8.5
Preço
6.5

O ZOWIE ZA12 é um mouse de alta qualidade, cujo formato simples e ergonômico para as pegadas Claw/Fingertip, aliado ao fato de ser extremamente leve e ao ótimo desempenho do seu sensor, o torna um dos mouses de maior sucesso da marca. Desde o momento que o retirei da caixa, este mouse se tornou um dos meus favoritos.

Porém, isto não quer dizer que não existam falhas no mesmo, tal como a qualidade de seu scroll e problemas de compatibilidade com certas superfícies, chegando ao ponto de falhar em mousepads do tipo Control da própria ZOWIE e em modelos de concorrentes. Alie isto ao valor de R$ 449,00 e temos aqui um brinquedo para poucos.

O custo do ZA12 é bastante elevado comparado ao de concorrentes

Infelizmente, ele acaba não justificando o seu preço, especialmente quando há concorrentes com um nível de qualidade similar, sem problemas de compatibilidade e com mais recursos por um preço menor, tal como o Cougar 550M, Corsair Sabre Optical, EVGA TorQ X5 Optical, Logitech G502, Steelseries Rival 300...

O único porém, é que nenhum concorrente oferece esta variedade em ergonomia que apenas a ZOWIE possui. Quem optar por mouses ZOWIE pode ter certeza que, algum dos vários modelos, vai acabar encaixando perfeitamente na sua mão, o que pode ser mais importante do que opiniões técnicas.

Não tenho medo de afirmar que prefiro utilizar o ZOWIE ZA12 do que o meu Logitech G502, que é tecnicamente superior a ele. Mas, o ZOWIE ZA12 é um mouse cujo preço me impede de recomendar com maior frequência, o que é uma pena.

PRÓS
Boa Construção Externa, plástico de boa qualidade e um excelente deslize
Boa Construção Interna
Excelente formato e peso, ideal para quem tem preferência por mouses leves e ágeis
Excelente rastreio e um dos LODs mais baixos do mercado
CONTRA
A qualidade de seu scroll não é das melhores
Preço
Problemas de compatibilidade com certas superfícies
  • Redator: Wellington Diesel

    Wellington Diesel

    Formado em Redes de Computadores, o "wetto" é um entusiasta do ramo de Periféricos. Autor do Guia do Teclado Mecânico, ele carrega consigo mais de 150 análises de mouses, teclados e headsets publicadas, além de diversos Guias e Artigos sobre teclados, mouses e headsets. Respeitado pela comunidade do Adrenaline, ele trabalha à distância como colaborador.