ANÁLISE: Seagate Personal Cloud (3TB)

Por Fabio Feyh 08/05/2015 20:05 | atualizado 15/08/2019 20:37 comentários Reportar erro

O Seagate Personal Cloud é um dispositivo do tipo NAS (Network Attached Storage) com o objetivo de ser o centralizador de todos seus arquivos e backups da rede. Para isso, traz uma interface intuitiva e simplificada, além de performance ágil e promessa de baixo consumo, tudo para garantir sua funcionalidade em tempo integral.

Comparativo


Seagate Personal Cloud (3TB)

WD My Cloud (2TB)

Synology DS213

Conexões

Cartão microSDNão possui Não possui até 32GB
Ethernet10/100/1000 (Gigabit) 10/100/1000 (Gigabit) 10/100/1000 (Gigabit)
USB 2.0Não possui Não possui 1
USB 3.01 1 2

Armazenamento

Capacidades|3TB||4TB||5TB| |2TB||3TB||4TB||6TB| |Não acompanha HD|
eSATANão Não Sim
Número de Baias 3.51 1 2

Tecnologias

Instalação de appsSim Não Sim
Memória RAMNão informado Não informado 512MB
Sistema OperacionalNão informado Não informado DiskStation Manager
ProcessadorNão informado ARM Cortex-A9 650Mhz 2.0Ghz single-core

Características Físicas

Dimensões235,15 x 119 x 48 mm 170,6 x 139,3 x 49 mm 165 X 108 X 233.2 mm
Peso1380g 960g 1250g

Design

Como é "mandatório" nos NAS, o Seagate Personal Cloud tem um visual compacto e discreto, pronto para ser configurado e esquecido em algum canto de seu hack ou armário. Com todo o corpo na cor preta, é interessante como a Seagate deu um jeito de dar um visual atraente ao aparelho, que alterna entre o preto piano e um plástico fosco. Linhas retas e mudanças bruscas em seus traços tiram o aparelho da "mesmice". 

WD My Book Live DUO, WD My Cloud e Seagate Personal Cloud 

O Personal Cloud é, ao mesmo tempo, discreto e com um visual interessante

 

Os únicos detalhes são o logo da Seagate em prata, na parte frontal, e uma discretíssima luz branca voltada para cima. Este LED foi um excelente acerto da Seagate: se direcionado para frente, seria mais uma luz irritante piscando em sua sala, caso fosse posicionado junto com outros eletrônicos em seu hack, e ao ser voltado para cima, a luz se torna praticamente imperceptível.

O posicionamento do cabo USB também foi bem acertado. Colocado na lateral, ele não fica "estragando a estética" na parte da frente, mas também não foi "enfiado lá para trás". Na lateral ele fica facilmente acessível, e é bem prático conectar um HD externo ou pendrive por ali. Quem pretende manter um dispositivo USB sempre conectado pode preferir utilizar a porta na parte traseira, para não ficar com o dispositivo e o cabo sempre aparecendo, ao lado, O porém é que na parte traseira a conexão é USB 2.0, e não 3.0 como a lateral, o que pode impactar na performance.

Como outros aparelhos de sua categoria, este NAS não foi pensado para facilitar o acesso aos HDs, algo que dificulta bastante algum eventual reparo ou upgrade no armazenamento. Apesar de ser uma política semelhante ao de seu concorrente direto, o WD My Cloud, que considera este um produto do tipo "fechado" e que não será modificado, seria interessante um aparelho que desse facilidade ao consumidor de acessar o armazenamento interno e, se desejar, substituí-lo por algo de mais capacidade ou novo.

Instalação e software

A instalação do Seagate Personal Cloud é bem prática. Você precisa conectá-lo na energia e via cabo a seu roteador, e o restante é feito no PC através do software SCloud, que pode ser baixado gratuitamente através deste link. A instalação é rápida e eficiente, e em poucos minutos você tem o NAS configurado da forma que deseja.


Passada a configuração inicial, temos acesso à ajustes mais avançados, feitos pelo navegador. O Personal Cloud traz ajustes básicos como criação de usuários e níveis de acesso, gerenciamento de dados e energia e instalação de aplicativos. A possibilidade de incorporar novos apps é um recurso importante, já que abre novas capacidades ao NAS.

A biblioteca de apps não é muito ampla, mas tem softwares importantes como um cliente Torrent, um serviço interno de WordPress e o BitTorrent Sync, um aplicativo bem interessante que usa o P2P dentro de usa rede para sincronizar e fazer backup dos dados de múltiplos dispositivos na rede. Comparado ao Disk Manager da Synology, o Personal Cloud não possui tantos ajustes ou apps, mas focando em um usuário doméstico ele atende muito bem as necessidades deste consumidor. Outro app muito interessante disponível é o Plex, que está sendo lançado para uma grande quantidade de Smart TVs, possibilitando assim a comunização entre os dispositivos de forma eficiente através deste padrão.

Além de PCs, o NAS é compatível com outros dispositivos, como tablets e smartphone, através de apps como o Seagate Media. O aplicativo consegue executar em seu dispositivo mobile as multimídias no NAS através de streaming na rede e, apesar de cumprir usa função, não tem uma interface das mais práticas e tem bugs com alguns aparelhos, notavelmente com dispositivos com o Android 5.0, o que causa sua "morna" nota 3.7 no Google Play. Além do sistema da Google, a Seagate desenvolveu versões do app para dispositivos iOS e Windows Phone.

Performance e consumo

Testamos a performance dos dispositivos comparados de formas: através de softwares de performance especializados, caso do LAN Speed Test, e também um teste prático: movemos um arquivo do tipo .ISO de 7.47GB para os dispositivos e depois fizemos a cópia dele de volta para o PC.





No quesito desempenho, o Personal Cloud equilibrou bastante a disputa como Western Digital My Cloud, alternando com este NAS a primeira posição. Um arquivo de quase 8GB levou 92 segundos para ser copiado para o Personal Cloud, e 76 segundos para ser copiado do NAS para o computador, uma velocidade de transferência bastante aceitável e que possibilita ações como o streaming de vídeo em alta qualidade através da rede - caso você não sature ela com outras transferências paralelas. Vale destacar que utilizamos um switch Gigabit em todos os dispositivos, dando a possibilidade de que aparelhos compatíveis com esta tecnologia de rede explorem todo seu potencial.



Na hora de avaliara o consumo de energia, algo muito importante para um dispositivo que deve ficar ativo 24/7 em tempos de conta elétrica cara, o modelo da Seagate foi um dos mais eficientes que já testamos, com consumo de apenas 9 watts quando ocioso e com uma leve subida para 11 watts quando realizando transferências. Neste comparativo é importante considerar que o My Book Live DUO possui dois HDs, algo determinante para seu maior consumo.

O Personal Cloud é um dispositivo que cumpre bem o papel de um centralizador de seus arquivos e backups na rede. Com baixo consumo de energia e excelente performance nas transferências de dados, ele traz todos os recursos básicos que esperamos de um NAS, além de contar com adicionais importantes como uma conexão USB 3.0 para deixar um dispositivo disponível na rede.

Na hora das configurações e ajustes, ele cumpre bem as funções essenciais e ainda traz uma biblioteca de apps que, apesar de pequena, tem softwares interessantes e úteis, um grande diferencial sobre os modelos da WD. Este aparelho não está em par com NAS mais avançados, normalmente voltados ao segmento corporativo, mas irá atender as demandas de um usuário doméstico e conta com a vantagem de não custar uma pequena fortuna, como os aparelhos mais avançados. Entre os aplicativos, soluções para download de arquivos torrent, servidor WordPress e gerenciadores de conteúdo multimídia, como o Plex, sendo ele um dos mais atrativos, já que hoje a grande maioria das Smart TVs traz o suporte a esse aplicativo que está entre os melhores do gênero.

Falando em preço, este NAS começa a chegar na casa de preço que torna viável sua aquisição. Com custo próximo dos 700 reais, temos um preço bastante competitivo para um dispositivo com 3TB de capacidade. Para quem necessitar de mais, até existem opções no exterior ou mesmo da versão com 2 baias, que pode chegar a 8TB, mas aí o preço não é tão atraente.

O Personal Cloud é uma boa pedida para quem precisa de um centralizador de seus arquivos por um preço convidativo e que não precisa de gerenciamento avançado

Conclusão

 

Avaliação: Seagate Personal Cloud (3TB)

Tecnologia
8.0
Capacidade
8.0
Desempenho
9.5
Preço
9.0

PRÓS
Ótimo design
Boa performance
Interface intuitiva de configuração
Possibilita instalação de aplicativos
Suporte à Android/iOS/WP
Plex e DLNA
CONTRA
Design não dá acesso aos HDs (fisicamente falando)
Biblioteca limitada de apps para instalar
Aplicativos para smartphones tem espaço para melhorias
Fonte de energia com conectores no padrão antigo
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Mundo Conectado é responsável pelas análise de drones e alguns gadgets relacionados a fotos e vídeo, como Action Cams.