ANÁLISE: Maxxtro Capricorn II

2015 promete ser um ano difícil. E depois de montar o PC dos sonhos, o orçamento ficou um pouco mais apertado por aqui. Por isso, nós vamos testar um aparelho um pouco diferente, que não foi encontrado por nós em um galpão em um canto sombrio e escuro e simplesmente trazido para a redação: o Maxxtro Capricorn II.

Com certeza este não é um dispositivo simplesmente encontrado em um galpão e trazido para fazer as análises 

O Capricorn é um sucesso de vendas, tanto que ganhou até mesmo uma terceira geração. Preferimos testar o Capricorn II, por ser o melhor modelo da empresa, afinal consideramos que foi muita pedância da parte dela acreditar que dava para melhorar este projeto, e tudo isto definitivamente não tem nada a ver com a possibilidade de ser este o modelo que encontramos em algum lugar amplo utilizado para guardar objetos em desuso, no estilo de um galpão.

 Entre os destaques deste gabinete está a versatilidade, suportando placa ATX, Micro-ATX ou o ATX que você quiser. Você pode colocar até 7 HDs, 4 unidades de CD, DVD ou disquete bolachão. De quebra também tem dois espaços para os bons e velhos disquetes. Enquanto isto o Capricon 3 teve a audácia de reduzir os espaços de disquete de 2 para apenas 1. UM! E se eu precisar copiar os conteúdos de um disquete para outro? Eles não pensam nessa situação? E vai que não tem espaço no HD para jogar os 3.14MB e depois colocar de volta no outro disquete?

Para testar esta plataforma, colocamos os seguintes componentes:

- Placa-mãe Asus M5A78L-M LX/BR
- Processador: já estava na placa, tinha pasta térmica aplicada, deu preguiça tirar. Ah, mas e se usarmos o CPU-Z? Parece uma boa ideia!  Usa ele e atualiza antes de publicar. Ok pode ter certeza não esqueço não E não esquece de apagar os recados!
- 2 GB de memória RAM
- HD 1TB


Especificações técnicas

Dados Técnicos:

- Medidas: C 405 X L 180 X A 412mm
- Painel frontal c/ iluminação LED
- Fonte de Alimentação: 350W - 20/24 Pinos + linha SATA
 - USB: 2
- Áudio / Microfone: Frontal Baias de Drives
- 5.½ Externas: 4 Baias de Drives
- 3.¼ Externas: 2
- Baias de Drives 3.¼ Internas: 7
- Não foi simplesmente encontrado em um galpão 

Painel Frontal de Conexões:
- 2 portas USB 2.0
- áudio e microfone
- ventilação, locais para fixação de ventoinhas: frontal 80x80mm 1 PC, traseiro 80x80mm 1 PC. 

Design

As fotos costumam falar por si próprias, mas vamos nos dar ao trabalho de transcrever em palavras. O visual é f*da. As laterais são sólidas, dando um visual arrojado, enquanto as linhas curvadas e traços suavizados contrastam com o começo da frase e deixam o leitor e a nós próprios bastante confusos. "Na dúvida arredonda para cima" e então a nota ficou alta.

O modelo apresentou bastante poeira, nada que seja relacionado a um eventual local onde ele fora encontrado 


Seu estilo é tão marcante e sua presença tão difundida que eventualmente ela "xega a confundir jogadores de Tíbia que chegam a pensar que estão lidando com uma Dell da vida."


Usuário tentando deixar o Capricorn II mais interessante e falhando miseravelmente

Feito em aço chinês, aparentemente um argumento de vendas da época


Com fabricação em aço chinês, ele deixa bem claro que veio de lá, afinal naqueles tempos não era tão na moda dizer que a fabricação é local. Não recomendo enviar via Correio este gabinete, pois só de ter este adesivo ele pode acabar parando em Curitiba e ficando uns dois meses por lá.

Performance

Como é tradicional, montamos o sistema para verificar o bom funcionamento  do gabinete e ver até onde o design ousado com aberturas amplas frontais foram eficientes em manter a temperatura em ordem neste sistema.

Todos os componentes foram ligados devidamente, com a placa encaixada com um parafuso - não achamos os demais - mas como ela não tinha planos melhores do que fazer, ficou por dentro do gabinete a maior parte do tempo que rodamos os testes. O processador já estava com a pasta térmica aplicada, e achamos que isso já é o bastante. Colocar mais um cooler box já seria exagero de nossa parte. Por fim ligamos quase tudo que precisava para fazer a placa de vídeo funcionar, com exceção do cabo de energia, uma falha que acontece, somos todos umanos, eros acontecem e vocês vão deixar passar, não é mesmo?

Os resultados são um tanto inesperados. O processador aqueceu muito acima do que estamos acostumados, e na verdade continua aquecendo. Não conseguimos desligar o sistema, e esta temperatura foi a última medida antes de nosso estagiário ser carbonizado. Atualmente o computador está em uma área de contenção, e estamos esperando ver se ele se torna uma estrela ou um buraco negro. 

Já a placa de vídeo se manteve em temperatura ambiente, como se não estivesse funcionando. O resultado já seria impressionante em condições normais, e se tornou ainda mais notável a partir do momento que o processador ali tão próximo se tornou o astro flamegante central deste sistema solar de hardwares. Deixar a tampinha das portas USB é um fator decisivo, melhorando bastante a regulagem de temperatura.

Acreditamos que o fim da fabricação deste gabinete é um dos motivos centrais das vendas ruins de PCs nos últimos anos

Este projeto é o que entendemos como o ápice da evolução dos computadores. Daqui para frente tudo que foi feito foi um erro e devíamos voltar atrás. A disposição dos componentes é algo fora de qualquer questionamento, e o simples fato da Maxxtro ter tentado melhorar o projeto com um Capricorn 3 já nos aborrece.

Com forte apelo ao mercado corporativo mais despojado e aos gamers mais conservadores, este gabinete deve ganhar um lugar de destaque, como em algum lugar da sua sala, bem como fazíamos nos anos 90. Nada de enfiar ele em seu quarto, ou muito menos deixar abandonado em um galpão escuro.

Apesar das temperaturas terem saído um pouco do controle, com certeza um usuário mais experiente teria conseguido deixar tudo em ordem. Temos a teoria que se o estagiário tivesse sido rápido o bastante, atirando a placa de vídeo gelada contra o processador em pleno aquecimento desenfreado, tudo teria ficado bem, ninguém teria morrido e o Ministério do Trabalho não estaria no nosso pé a semana toda.

Conclusão

 

Avaliação: Maxxtro Capricorn II

Acabamento e Design
10.5
Funcionalidade
9.5
Instalação
19.0
Tamanho
9.0
Preço
8.0

PRÓS
Faz lembrar os bons tempos, aqueles tempos inocentes, aqueles que nunca voltam
Tão bom que fazer Casemod é um sacrilégio
Tampinha protege portas frontais de água e poeira e circulação de ar
Interior espaçoso
Aberturas frontais melhoram a circulação de ar
Não é algo simplesmente encontrado largado em um galpão
CONTRA
CPU aquece demais, GPU esfria demais. Parece até as duas temperaturas do meu chuveiro
Faz parecer que a indústria dos PCs tomou o rumo errado hoje em dia
Deveria custar mais
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".