ANÁLISE: WD TV Live Plus

ANÁLISE: WD TV Live Plus

Depois dos celulares, os televisores aos poucos vão se tornando mais "inteligentes". Com as smart Tvs despontando, utilizando de sistemas operacionais mais complexos instalados, e até tablets como controle remoto, vai se formando uma nova geração de televisores inteligentes.

Com a mudança dos hÁbitos de consumo, resultado de costumes criados com o uso da internet, ver televisão se tornou algo bem diferente do que só escolher o canal. Enquanto esta supergeração de televisores não chega aos nossos lares, jÁ existem outras opções que colocam "um cérebro" em nossas televisões burras.

Nesta review, vamos analisar o WD TV Live Plus, a nova geração de media players para televisores da Western Digital, capaz de rodar diversos formatos de Áudio, vídeo e imagens e, o que justifica minha enrolação nos parÁgrafos anteriores, uma conexão de internet via conexão de rede por cabo ethernet.

Sem mais delongas, vamos ver se esta caixinha cinza minúscula vai adiantar para nossas salas esta revolução dos televisores. Tragam pipoca.

{break::Especificações}O WD TV Live Plus é um aparelho de pequeno, com largura e comprimento aproximado de alguns HD externos compactos, e 4 cm de altura. Roda a maioria dos formatos mais populares de vídeo como MPEG e DIVX, além de outros tipos de mídia como mp3, FLV e JPG.

A conectividade inclui, além das tradicionais saídas de vídeo composto, uma saída HDMI, que garante uma boa qualidade de Áudio e vídeo porém, diferente das outras conexões, não estÁ incluso um cabo no padrão HDMI junto com o produto.

Formatos suportados:

Video - AVI (Xvid, AVC, MPEG1/2/4), MPG/MPEG, VOB, MKV (h.264, x.264, AVC, MPEG1/2/4, VC-1), TS/TP/M2T (MPEG1/2/4, AVC, VC-1), MP4/MOV (MPEG4, h.264), M2TS, WMV9, FLV (h.264)

Foto - JPEG, GIF, TIF/TIFF, BMP, PNG

Áudio - MP3, WAV/PCM/LPCM, WMA, AAC, FLAC, MKA, AIF/AIFF, OGG, Dolby Digital, Playlist - PLS, M3U, WPL

Legendas - SRT, ASS, SSA, SUB, SMI 

Conectividade:

Interface - Ethernet, HDMI, Composite A/V, Component video, USB 2.0

Tamanho(AxLxC)4cm x 12,5cm x 10cm

{break::Fotos}

  
  
  
  
  

{break::Interface#1 - Dispositivo conectado}Ao ligar o TV Live, o layout bem acabado chama a atenção, usando um formato bastante prÁtico para media players, com boas imagens e funcionalidades acessíveis com uso simples das setas do controle. O sistema leva de 40 a 50 segundos para carregar, e todas as funções são facilmente acessíveis do menu principal. O aparelho tem três funções para executar arquivos em um aparelho de armazenamento externo: Vídeo, Áudio e Fotos, para rodar os respectivos formatos de arquivos. Outro menu, chamado Mídias de Internet, compõe a tela inicial, juntamente com um Menu de Configurações e as opções anteriores.

Os players de vídeo, música e fotos não tem mistério. Possuem as funções bÁsicas, com atalhos para execução de arquivos de Áudio e vídeo no próprio controle, como pausar ou avançar, por exemplo. O player de música possui suporte a listas de reprodução como W3U e PLS. JÁ na execução direta dos arquivos, a única opção adicional é ativar o loop contínuo de uma música. Fica devendo botões como o tradicional "shuffle". A navegação pelas pastas é feita com o próprio controle do aparelho, sem dificuldades, e é possível fazer uma varredura nos arquivos presentes na unidade de armazenamento conectada, e organizar as músicas por estilo, Álbum e por autor. A música também pode rodar em segundo plano, enquanto você acessa outras funções como a galeria de imagens.

Os vídeos são organizados de uma forma bem semelhante às músicas, sendo possível procurar nas pastas do dispositivo removível, ou buscar listas como os mais recentes, listas de reprodução ou por data. Explorando as pastas de um dispositivo, surge um thumbnail do vídeo selecionado, ajudando a ver se o vídeo é mesmo o certo (ótimo para quem não organiza direito seus arquivos). Também é capaz de ativar legendas, em formatos populares como o SRT e o SUB, além de configurar o tamanho e cor de fonte. Os controles do vídeo são bem simples, com vÁrios atalhos disponíveis jÁ no controle remoto, como acontece nas músicas.

A galeria de fotos também é bastante funcional, e pode ser utilizada sem problemas com apenas as setas e o botão enter do controle remoto. Algumas opções adicionais possibilitam rotacionar a fotos, além dos tradicionais "zoom in" e "zoom out". Seguem uma organização bastante semelhante ao das músicas e dos vídeos, com uma boa curva de aprendizado devido a este padrão de funcionamento em todas as seções, bastante prÁtico. Ajuda neste processo o aparelho possuir uma configuração para o português brasileiro.

Para estas funções é preciso conectar um dispositivo de armazenamento, como HDs externos ou um pen drive, transformando o Media Player em, praticamente, um Media Center. Mas a porta ethernet tem também seus usos.

{break::Interface#2 - Conexão em rede}A novidade do TV Live em relação aos modelos anteriores da Western Digital é uma conexão via cabo de rede, para acesso a arquivos na rede local e via internet. Nas funções Áudio, Vídeo e Fotos, é possível acessar, além do dispositivo conectado via USB, arquivos em computadores da rede local. Assim torna fÁcil baixar um arquivo em seu computador, e visualizar em sua televisão, sem ficar copiando arquivos.

 

Claro que, colocando o cabo de rede, o mais interessante não seria ficar restrito a sua rede local. E e aí que entra a outra opção do menu: Mídias de Internet. LÁ é possível acessar 12 plataformas de conteúdo online, incluindo serviços muito populares como o YouTube, Facebook e Flirck, e infelizmente alguns que nem sequer funcionam no Brasil, casos do NetFlix e do Pandora.


As interfaces foram muito bem adaptadas na maioria destas plataformas, para as limitações do acesso através do controle remoto. É fÁcil navegar e abrir os vídeo no YouTube Vídeos, ou ver as últimas atualizações no Facebook. A dificuldade começa quando começamos a digitar algo, jÁ que é trabalhoso "catar" as letras na base das setinhas do controle. Para escapar do martírio, felizmente, é possível conectar um teclado em uma das portas USB do TV Live, o ideal é utilizar em conjunto com ele um teclado sem fio, ainda mais no contexto de uma sala, onde ninguém quer ficar levantando toda vez que buscar um vídeo, por exemplo.

{break::Desempenho}No geral o TV Live opera muito bem, com respostas rÁpidas nos menus e nas configurações. Algumas funções são um pouco mais lentas, como ao abrir a opção de músicas ou galeria de fotos, quando hÁ muitos arquivos na mídia de armazenamento. Isto acontece porque o aparelho leva um tempo para vasculhar o disco removível e então organizar os conteúdos, mas é somente no primeiro acesso, e depois o processo jÁ melhora.

Na execução de vídeos, o desempenho foi bom, com poucos problemas. Em alguns vídeos em 1080p houve um framerate baixo em alguns instantes, porém voltou ao normal logo na sequência. A queda de desempenho foi sutil e durou pouco, não comprometendo em praticamente nada a experiência de ver vídeos em FullHD.

Os vídeos no Youtube não alcançaram uma boa resolução. Mesmo rodando alguns que sabíamos estar disponíveis em 1080p, o sistema aparentemente escolhia uma resolução inferior, possivelmente 480p. Não é possível mudar a configuração, então os vídeos apresentaram uma qualidade ruim, agravada pela dimensão da tela (testamos em um televisor de 60 polegadas).

A conexão por rede local se saiu muito bem, inclusive rodando vídeos em FullHD perfeitamente, sem nenhuma queda no número de quadros por segundo. Via internet, os aplicativos também funcionaram de forma adequada, exceto pelos vídeos do YouTube que rodaram em qualidade baixa.

Para atualizar o aparelho, o procedimento também não é complicado, bastanto baixar a nova versão de firmware do site da Western Digital, instalando em uma mídia removível e conectando ao aparelho, em poucos minutos o TV Live estÁ pronto para o uso novamente. O kit do produto também acompanha um CD de instalação, que traz alguns recursos para configurar a conexão entre o computador e o WD TV Live. Não foi necessÁrio a instalação do software para acessar os arquivos, disponíveis em uma rede local entre o aparelho e computadores com sistema operacional Windows 7.

{break::Conclusão}A revolução nos televisores ainda não chegou, mas progressivamente vem aparecendo modelos com mais funções, como abrir arquivos em cartões SD e também de HD´s externos. Ainda vai um bom tempo até se tornar popular TVs com sistema operacional, apps e tudo mais, ao estilo dos smartphones. Pra quem jÁ quer estes recursos, o TV Live Plus é um aparelho interessante, principalmente pelo suporte a grande variedades de extensões e codecs.

Ele se mostrou um media player bastante versÁtil, especialmente através da conexão de rede, possibilitando acessar seus arquivos do computador remotamente, além de assistir na sala conteúdos disponíveis na internet. A interface foi bem adaptada ao uso com o controle, com a maioria das funções acessíveis de forma prÁtica com os direcionais do controle remoto.

 As duas entradas USB 2.0 garantem boa conectividade para mídias removíveis e até acessórios como um teclado, algo muito útil especialmente para acessar as plataformas online, jÁ que digitar com o direcional do controle é muito trabalhoso. Um teclado QWERTY sem fio seria um acessório interessante para o WD TV Live, jÁ que alguns programas como o YouTube e o Facebook fariam um bom uso dele, porém o controle "jÁ quebra um galho".

Conectando um HD ou outro tipo de mídia de armazenamento, o TV Live vira praticamente um Media Center, com acesso aos arquivos de forma rÁpida e confortÁvel. O aparelho não possui memória interna, e sem conectar algum outro dispositivo, você fica dependente do que "puxa" pela rede ou assiste da internet. Para os que sentiram falta deste recurso, existe outro modelo da Western Digital, um pouco mais caro e com um 1T de espaço. Como as conexões no Brasil nem sempre garantem uma boa experiência para assistir vídeos por streaming, uma memória interna cairia bem, para comprar conteúdos e guardar no próprio aparelho, sem depender de algum outro dispositivo conectado.

A falta de memória interna provavelmente influencia em outro fator: não hÁ aplicativos para o WD TV Live Plus. JÁ hÁ diversas funcionalidades instaladas, como o Facebook, rÁdios online e até previsão do tempo, mas ter suporte a instalação de outros aplicativos aumentaria as possibilidades de uso.

Apesar de não instalar outros apps, o TV Live Plus é media player com que jÁ possuí muitas funções, e excelente na organização e visualização de diversas mídias, estejam elas disponíveis em HDs e pen drives, na rede local, ou na Intenet.


PRÓS
Compacto
Roda FullHD
Aceita diversos formatos
Conexão com internet
CONTRAS
Não acompanha cabo HDMI
Baixa qualidade no YouTube
Não instala outros apps
Assuntos
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.