ANÁLISE: Microcool Banchetto 101

ANÁLISE: Microcool Banchetto 101

Fundada em 2003, a Microcool iniciou suas atividades com o cooler para chipset (northbridge) NorthPole, e aí começou a desenvolver alguns produtos para esse segmento de mercado.

Recebemos hÁ alguns dias para review o "gabinete" Banchetto 101, sensação em gabinetes abertos e destinado a usuÁrios entusiastas que procuram um produto que facilite o acesso às peças do computador, jÁ que ele é todo aberto, além de modular. Na review a seguir iremos detalhar o "gabinete".

Banchetto 101
Desenvolvido visando facilitar a vida de usuÁrios que precisam mexer muito com as peças do sistema, o Banchetto 101 é ideal para ser utilizado em bancada de testes, como em nosso laboratório aqui na Adrenaline, sendo uma boa opção também a overclockers e usuÁrios que possuem peças com bom acabamento, afinal de que adianta ter algo bonito se fica escondido dentro do gabinete? :) 

Abaixo algumas de suas principais características:
•    Leve, compacto e transparente
•    Totalmente modular (pode-se adicionar e remover partes do gabinete)
•    Acesso rÁpido a placa mãe, placa de vídeo, etc.
•    Suporte para radiador (com 3 ventoinhas)
•    Encaixe universal para bandejas e bombas de water coolers
•    Suporta a 2 FANs de 92mm
•    Baias universais de HD, CD/DVD
•    Botões de Power e Reset


{break::Características}O Banchetto 101 foi desenvolvido visando agradar usuÁrios exigentes quando o assunto é equipamento para entusiastas, possuindo inclusive suporte à sistema de Water Cooling.

Abaixo temos as características técnicas do gabinete, além de algumas fotos enviadas pela empresa onde vemos um sistema com water cooling montado sobre o gabinete.

Características técnicas:

  • Modelo: Banchetto 101
  • Dimensões: 400(L) x 350(W) x 362(H) mm
  • Peso: 5.3 Kg
  • Materiais: Acrílico de 8mm, racks de Alumínio de 1.2mm, Parafusos e presilhas cromados
  • Cores: Transparente(acrílico), Preto e Cromado
  • Mainboards compatíveis: ATX e Micro ATX
  • Slots de expansão: suporte a sete placas add-on
  • Baias 5.25: três com rack removível
  • Baias 3.5: quatro com rack removível
  • Baia para Fonte de Energia: Padrão ATX PS2 com rack removível
  • Baia para Water Cooling: Desenvolvido para radiadores com fans, com rack removível
  • Sistema de cooler: Adaptador dual Fan de 92mm


{break::Fotos}Tiramos uma série de fotos de ângulos diferentes do gabinete, mostrando sua estrutura feita, em sua maioria, em acrílico (no modelo que recebemos, jÁ que também hÁ outros dois). O Banchetto 101 é praticamente todo modular.

Podemos destacar acima de tudo o excelente projeto, mostrando que foi algo bastante pensado e que deve ter passado por diversas anÁlises e revisões até ser colocado em produção. Essa versão que recebemos é a revisão 1.2, isso jÁ do projeto colocado no mercado.

Muitos detalhes, como as "aberturas" para passar cabos de força e de dados, mostram que o projeto foi desenvolvido com bastante cuidado e pensando da melhor forma possível no que diz respeito a funcionalidade e visual, afinal, por ser um gabinete aberto, é necessÁrio uma forma de organizar todos os cabos para deixar o sistema bonito e imponente, logicamente com a ajuda do usuÁrio.

Como destacamos na pÁgina anterior, vale ressaltar que ele possui 4 baias 3.5(HD´s), 3 baias 5.25(CD, DVD, Blu-ray etc), e uma baia para fonte de energia padrão ATA.

{break::Instalação}Não tem nenhum mistério para instalar as peças no gabinete. Como destacamos, ele é todo modular, então você pode remover a base da placa mãe para instalÁ-la, depois basta encaixar sobre a estrutura principal do gabinete.

Tirando a base central onde os drivers de 5.25 são presos, tanto a base dos HD´s(3.25) como a da fonte, são removíveis, então, para facilitar a instalação, o recomendado é remover as bases, fixar o(s) HD e a fonte e depois prender novamente a estrutura principal do gabinete.

Outro detalhe muito importante: além de acompanhar uma base para instalar dois FANs de 92mm, ele vem com suportes horizontais para prender as placas conectadas sobre a placa mãe, ou seja, nada da placa de vídeo ficar "dançando" sobre a mainboard, jÁ que fixando esses suportes, é possível prender uma placa tão firme quanto em um gabinete normal.


Existe aberturas para todos os tipos de cabos, facilitando bastante a organização dos mesmos, sem que eles fiquem perdidos e soltos, dando aquele ar de desorganização.

Uma coisa muito interessante, apesar de um mero detalhe, é que a Microcool envia uma grande quantidade dos dois tipos de parafusos necessÁrios para fixar todos os hardwares a estrutura. Para muitos isso não importa, mas quem não acha um saco ter que ficar indo atrÁs de parafusos? No caso dos enviados pela Microcool, não hÁ necessidade de usar chaves de fenda, jÁ que eles podem ser apertados com as próprias mãos.

{break::Conclusão}Não existe muitas opções desse tipo de gabinete no mercado, pelo menos não comercializados em larga escala. Temos em nosso laboratório um Cooler Master Bench Test v1.0, "gabinete" que segue o mesmo conceito do Banchetto 101, todo aberto e ideal para ser utilizado em uma bancada.

Mas fica injusta a comparação assim que conhecemos melhor o Banchetto 101. O trabalho específico da Microcool em cada detalhe do gabinete foi muito bom, iniciando pelos encaixes bem bolados e posicionados nos lugares ideais, como aberturas para cabos de força, dados ou outros cabos, como os próprios extensores dos botões de power e reset presentes na base da mainboard.

Um detalhe muito importante que sinto falta no Bench Test são os suportes horizontais para prender placas add-on, como placas de vídeo. Alguns modelos de VGA´s maiores e mais pesadas tendem a "deitar" um pouco para um dos lados na mainboard, como o Banchetto 101 possui esses suportes para prender a(s) placa(s), esse problema não acontece.

Seu acabamento em acrílico também é um de seus atrativos, deixando o sistema muito bonito, ainda mais se as peças utilizadas tiverem acabamento diferenciado, ou mesmo se o usuÁrio tiver um water cooling como mostramos no inicio da review.

A instalação dos hardwares do sistema é outro ponto muito favorÁvel do gabinete, primeiro porque, como destacamos, ele possui encaixes e aberturas muito bem pensadas e, segundo, o fato de ser todo modular facilita muito a vida do usuÁrio, ainda mais se tiver mais de um Banchetto 101, pois é possível trocar "partes" de um com outro, como mainboard, HD ou mesmo a fonte, sem ter que fazer muito esforço.

O ponto negativo dele fica por conta do preço. Como jÁ era de se esperar, por ser importado seu custo sobe consideravelmente, variando de R$ 1.000 a R$ 1.200 reais. Como comparação, em mercado internacional seu custo é de cerca de U$ 260 dólares em média, convertendo para reais ficaria pouco abaixo de R$ 450 nos dias de hoje.


PRÓS
CONTRA
Assuntos
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Mundo Conectado é responsável pelas análise de drones e alguns gadgets relacionados a fotos e vídeo, como Action Cams.