Update: Após a gravação do vídeo, o Core i3-8100 recebeu uma redução considerável de preço, ficando em torno de 100 reais mais barato que o Ryzen 5 1600.

Hora de encarar mais uma vez o Assassin's Creed, e isso deixa o Pentium tremendo. O game com amplo mapa e muitos NPCs circulando pelas cidades são uma visão do inferno para a indefesa CPU com apenas dois núcleos. A complexidade dos gráficos também não facilitam para a placa de vídeo, e o resultado é que a franquia da Ubisoft costuma ser o terror de nosso PC de baixo custo. E é justamente no pior lugar possível pelas ruas de Atenas, que fizemos nossos testes de desempenho.

Primeiro precisamos normalizar os testes, já que tanto placa de vídeo quanto processador estão sobre alta carga. Então para nossa coparação tivemos que fazer um episódio crossover com o PC ideal (vai ter com ele também) e pegar umas peças mais "parrudas" para conseguir ver a real performance dos componentes testados. Isso quer dizer que o Core i5-8400 foi usado pra testar as placas de vídeo, e a GTX 1060 (não a RX 580, vocês verão no PC Ideal mais sobre isso) foram combinados com os processadores para ver o que dá pra fazer com eles.

E o resultado? Aqui vai ele:

Dá pra jogar em qualidade média e usando uma escala de resolução em 80% do FullHD, algo que deixa a resolução próximo ao dos 900p, usando as placas de entrada. Tanto Radeon quanto GeForce entregam algo suficiente para travar a 30fps, mas a vantagem da GTX 1050 é bastante evidente, garantindo mais de 30 quadros por segundo mesmo na análise das quedas eventuais (1%). Mesmo não sendo o ideal, as quedas para 26 nos 1% da RX 560 mostram que é viável jogar também no modelo da AMD. Com essa margem, deu até para subir para 90% do FullHD com a GTX 1050 e manter a taxa de quadros acima dos 30fps, algo interessante para quem quer aumentar um pouco a qualidade gráfica, já que 60fps não são viáveis com hardwares de entrada, como vocês já vão ver.

A GTX 1050 tem uma clara vantagem sobre a RX 560,
mas ambas dão conta de um 900p no médio a 30fps

Fizemos os testes com um processador bem mais potente por um bom motivo: o Pentium rodou o trecho do testes gritando do primeiro ao último frame, com uso praticamente constante de 100% de seus 4 threads. A taxa de quadro fica beirando os 30fps mesmo combinado com a GTX 1060, as vezes um pouco acima, as vezes um pouco abaixo, com sutterings horrendos surgindo eventualmente. Com esse desempenho ruim, tentei a próxima opção, que seria um Ryzen 3 2200G, uns 100 reais acima do Pentium, mas ele também não deu conta, mesmo overclockando (usamos o Ryzen 3 1200 no lugar porque não temos mais por aqui o 2200G, a AMD pediu de volta). Sem sucesso, isso tornaria o Core i3-8100 a próxima opção, um modelo que além de não termos por aqui para testar, ainda por cima normalmente é vendido por um preço meio próximo do... Ryzen 5 1600! (Update: entre a produção do vídeo e publicação o preço do i3 melhorou, custando na casa dos R$ 650 versus os R$ 750 do Ryzen 5).

O gráfico abaixo resume a catástrofe. A GTX 1060 tem plenas condições de entregar muito mais que os míseros 30fps em média que os testes mostram, e fica ainda mais deprimente ver a incapacidade de manter uma taxa aceitável nas quedas dos 1%. Na prática é só ver o vídeo pra sentir como esse testes está rodando muito mal, e como é impossível jogar assim. Nessa mesma configuração gráfica e com a GTX 1060, o Ryzen 5 1600 manteve 63fps de média, como vamos nos aprofundar no vídeo do PC Ideal.

Sim, o game ferrou nossos processadores de entrada

Sem jeito de economizar em processador pra ganhar estabilidade, o orçamento sobe bastante, e algo que não tem jeito melhor que definir do que essa imagem aqui, com Ryzen 5 na mão e tudo:

PC Baratinho em Assassin's Creed Odyssey (pesquisa feita no dia 24/10):

- AMD Ryzen 5 1600 - R$ 740
- Placa-mãe A320 - R$ 350
- Memórias DDR4 2666MHz - 2x R$ 280
- Nvidia GeForce GTX 1050 2GB - R$ 700
- HD Seagate Barracuda 1TB - R$ 250
- Fonte de 430W - R$ 173
- Gabinete, monitor, teclado, mouse e licença do Windows reaproveitados de um PC velho - R$ 0

Preço total: R$ 2.773

E se piorarmos as coisas e tentarmos no PC da Crise? Algo que ajuda ele é que, acreditem se quiser, ele é melhor que o Baratinho em um aspecto: o processador. Ao invés desse dual-core da linha Pentium, as APUs da AMD trazem quatro núcleos, algo que já ajuda a melhorar o quadro. Na mesma balada também colocamos as placas de entrada GT 1030 e RX 550 pra ver o que dá pra tirar delas (combinadas com o Core i5-8400).

Até dá para encarar um gameplay em qualidade baixa e resolução nos 60% do FullHD, algo que dá ali pela altura da resolução HD. O resultado é feioso, mas nas placas de entrada é suficiente para rodar em 30fps no caso da GT 1030, e quase arriscar um 50fps na RX 550, algo que sabemos ser inviável a menos que invista bastante em processador, também. O PC da Crise se espreme em várias dificuldades juntas: ter que dividir 8GB para CPU e GPU além de ter tanto o chip gráfico quanto o processador em alta carga, e no fim das contas até roda na casa dos 30fps, mas em trechos mais pesados como o usado nos testes dá pra ver que vai ter sérias dificuldades de manter uma boa estabilidade.

Especificações PC da Crise

- Kit com AMD Ryzen 5 2400G placa-mãe AM4 A320 e 8GB de RAM - R$ 1750
- HD de notebook de 2.5" 5400RPM - R$ 160
- Fonte de 300W SFX - R$ 150

Preço total: R$ 2.150

O saldo final é que mais uma vez Assassin's Creed foi um assassino impiedoso e matou também nosso PC da baixo custo. Apesar das placas de vídeo de entrada terem dado conta, o investimento adicional em processador mais que duplica o custo da CPU, e por consequência impacta no orçamento final. E com esse episódio fica a dica: o Pentium G4560 é um processador que temos usado muito ao longo da série, mas é bem limitado, e basta aparecer um game mais exigente para que ele não dê conta. Investir um pouco mais dá uma margem de segurança que será muito bem-vinda em lançamentos pesados, e a galera que preferiu (ou pode pagar) algo na casa do PC Ideal vai ver como isso faz muita diferença, algo que vamos mostrar no próximo vídeo com o Assassin's Creed Odyssey!