Adrenaline: Fonte de informação sobre Tecnologia e Jogos

PlaystationGames

BGS 2018: Days Gone mostra muito capricho no desenvolvimento, mas nem tanto na originalidade

BGS 2018: Days Gone mostra muito capricho no desenvolvimento, mas nem tanto na originalidade

12/10/2018 16:06 | | @joao_gan | Reportar erro

12/10/2018 16:06 | | @joao_gan | Reportar erro





Share on Google+

A Sony trouxe para o pessoal jogar na BGS 2018 seu próximo game exclusivo para o PS4, Days Gone. O título conta com um trecho um tanto curto para jogar que mostra um pouco da mecânica de furtividade e, principalmente, da ambientação do universo pós-apocalíptico de zumbis que o game também aborda.

Até pelo trecho ser tão pequeno, é difícil fazer uma avaliação justa do game. A demo aqui disponível poderia ser até de The Last of Us se tivesse fungos no corpo dos zumbis. O jogo mostra muita qualidade técnica, com gráficos excelentes, texturas detalhadas e animações de primeira linha, que são responsivas e integradas ao gameplay. O gameplay é no estilo tiro e combate corpo a corpo, exatamente igual The Last of Us, o que já mostrou que funciona muito bem, mas começa a dar sinais de fadiga quando é simplesmente transposto para outro game, que deveria ser uma nova IP, mas que segue uma temática tão parecida.

O trecho do game que eu joguei consistia em invadir uma garagem numa área de perigo para conseguir alguma peça que o protagonista precisava. A ênfase aqui era na furtividade, para conseguir entrar no local se livrando apenas dos zumbis no caminho, sem atrair mais atenção do que o necessário. Em determinado momento cometi um erro e disparei o alarme de um carro, o qeu começou a atrair inimigos até que eu o desligasse. É interessante, no entanto, que depois que eu consegui desligar o alarme, meus tiros para matar os contaminados remanescentes, muito mais altos que o barulho do carro, não chamaram a atenção de mais nenhum. Nem mesmo de um zumbi que estava logo ao lado, pacificamente agachado comendo um pedaço de pé. 

No finalzinho da demo enfrentamos também alguns inimigos humanos, de uma facção de malucos estilo Mad Max. São apenas três que não dão nem pro começo, mas mostra que também enfrentaremos pessoas normais no jogo, armadas e, espero, com uma inteligência artificial melhor.

Não é justo julgar muito o game pela pequena demo que experimentei aqui, que não lhe parece fazer justiça. Days Gone parece que vai investir bastante na história, com elementos importantes de exploração e criação de itens. O trecho linear disponível aqui não deixa nenhum desses elementos brilhar e temos apenas uma missão simples em ainda mais um shooter genérico de zumbis. Ainda assim, o jogo mostrou potencial e, quem ainda não se cansou da temática, vai ter um prato cheio no dia 22 de fevereiro de 2019, quando o game for lançado no PS4.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Adrenaline. Se achar algo que viole nossas condições de uso, denuncie através do link de report de erro do conteúdo.

Comentários que não são pertinentes a discussão, com caráter ofensivo, com xingamentos etc., serão deletados sem aviso prévio e os usuários serão BANIDOS. Não iremos fazer análises de reclamações sobre banimentos, então pedimos a colaboração para evitar inconvenientes.

* Esse é um espaço de troca de conhecimentos e opiniões, use-o para esses propósitos *