Adrenaline: Fonte de informação sobre Tecnologia e Jogos

NintendoGames

BGS 2018: testamos o Pokémon Let's Go com a Poké Ball Plus

BGS 2018: testamos o Pokémon Let's Go com a Poké Ball Plus

12/10/2018 10:39 | | @kerberdiego | Reportar erro





Share on Google+

Com a Nintendo voltando a Brasil Game Show 2018, o maior evento de games da América Latina, isso também significa que a mídia nacional também voltou a ter a possibilidade de ter contato com seus games em desenvolvimento, e foi assim que conseguimos a oportunidade de testar o game Pokémon "Let's Go Pikachu"! e "Let's Go Eevee!" e também o novo acessório direcionado ao game, a Poké Ball Plus. Infelizmente não era possível fazer fotos ou vídeos do jogo, por isso ele não aparece em nenhum momento do nosso vídeo de visita ao espaço da Nintendo, e por isso a matéria é ilustrada apenas com imagens oficiais já divulgadas pela própria empresa.

Site oficial Pokémon Let's Go

O game irá revisitar a região de Kanto, localidade onde a série nasceu com os games de Gameboy, mantendo muito das mecânicas originais do mapa, das batalhas contra outros treinadores, gerenciamento de inventário e dos Pokémons. O fator nostalgia vai bater forte na galera que jogou o combo original, com o Pokémon Red/Blue/Green/Yellow, mas a atualização nos gráficos tem potencial para agradar aos gamers que não pegaram essa fase da franquia e querem conhecer a sua origem.

A apresentação é um dos pontos altos do jogo. As animações dos personagens estão caprichadas e muito carismáticas, com direito ao seu companheiro (eu fui na versão Eevee do game) descendo de seu boné e pulando por seu braço para entrar no campo de combate. Usar o rugir ou ataque com a cauda gera animações engraçadinhas, especialmente considerando o porte nada imponente do Eevee. Ver a careta do Pokémon adversário após tomar o dano ou a cara injuriada do NPC adversário depois de perder dão a vivacidade que faltava ao game clássico, limitado a caixas de texto e pequenas deslizadas para o lado para indicar que um ataque foi realizado.

Mas a Game Freak não está se limitando a dar uma nova roupagem ao game original, e está buscando trazer algumas experiências atualizadas com as evoluções da franquia. O grande destaque é uma mescla das possibilidades do Switch e seus controles de movimento e o amplo ecossistema do popular Pokémon Go, game com mais de 20 milhões de jogadores ativos diariamente. No tempo que tive para testar, a grande diferença de Pokémon Let's Go comparado ao original é a mecânica de captura dos monstrinhos, claramente inspirada na mecânica usada no game de smartphone. Você tem os círculos indicando o momento crítico de realizar o movimento com o pulso para lançar a Pokébola, e realizar efeitos como lançar ela com uma curva aumentam as chances de captura. Ficou interessante, mas não nego que sinto falta do aspecto tático do original, onde você vivia no complicado balanço de tentar reduzir o HP e infligir efeitos como adormecer no pokémon para aumentar as chances de capturá-lo, tudo isso com o risco que ele fuja a qualquer momento.

A mecânica de captura nos trás para o acessório Poké Ball Plus, que também pudemos testar. A pequena bolinha fica confortável na mão, mas seu formato atrapalha bastante o uso do analógico. Precisei ficar procurando uma posição ideal para posicionar o analógico em relação ao meu polegar, e para ser sincero nos 10 minutos que joguei não achei uma posição eficiente para usá-lo. Creio que uma mão menor talvez consiga com mais sucesso, mas para mim definitivamente não rolou. Em algumas interfaces tive dificuldade de usar os sensores para selecionar os botões do menu. 

Site oficial Poké Ball Plus

Para captura o controle funciona bem, usando os sensores de movimento para entender quando você arremessou a pokébola e também detectando se você fez isso com um movimento de curva. O auge da experiência é a caixinha de som e efeitos de luz que a bolinha faz quando está naquela indecisão se o pokémon foi pego ou não, e poder ouvir o barulho dele rugindo dentro da bolinha se houve sucesso. Talvez para alguém mais empolgado com a franquia, pode fazer sentido,especialmente se você pretende usá-lo também no smartphone para jogar o Pokémon Go, já que ele traz as interações do Pokémon Go Plus, mas sendo sincero acho que os controle original do Switch já está muito bem, obrigado.

Pokémon Let's Go Pikachu! e Pokémon Let's Go Eevee! chegam exclusivamente ao Switch em 16 de novembro, e estão disponíveis na loja online brasileira e também em cartões com códigos do game disponíveis em varejistas como a Lojas Americanas. A Poké Ball Plus só está disponível no exterior pelo preço de US$ 50 ou saindo por US$ 99 em pacotes com algum dos games Pokémon Let's Go.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Adrenaline. Se achar algo que viole nossas condições de uso, denuncie através do link de report de erro do conteúdo.

Comentários que não são pertinentes a discussão, com caráter ofensivo, com xingamentos etc., serão deletados sem aviso prévio e os usuários serão BANIDOS. Não iremos fazer análises de reclamações sobre banimentos, então pedimos a colaboração para evitar inconvenientes.

* Esse é um espaço de troca de conhecimentos e opiniões, use-o para esses propósitos *