A gente passou trabalho para rodar o seu antecessor, e agora é hora de ver se o Forza Horizon 4 vai dar alguma chance de jogarmos em 60fps em nosso PC de baixo custo! 

Nossos testes já se mostraram de cara mais difíceis que outros games. Apesar da ferramenta de benchmark estar presente e ser feito do jeito ideal, ou seja, usar um trecho que faz parte do jogo e cria uma situação realística de gameplay, infelizmente o software simplesmente bloqueia a atuação do MSI Afterburner e do Riva Tunner, impossibilitando não apenas gerarmos um overlay para o vídeo, mas também impossibilitando captar os dados com o software que costumamos usar para o Baratinho.

Sem funcionar corretamente o Riva Turner, infelizmente não tem como fazer os gráficos de 1% e 0.1% para verificar a estabilidade ao longo do gameplay, porém felizmente a ferramenta de benchmark do jogo traz relatório bastante completo sobre os tempos de quadros para cada frame e até a eficiência do CPU e da placa de vídeo no processo. 

Com esses dados deu para perceber que as placas de entrada até entregam um HD em qualidade média, com a GT 1030 dando uma média acima dos 30fps mas com trechos abaixo disso (algo que inviabiliza jogar um game de corrida) enquanto ao RX 550 vai firme e forte acima dos 30fps. Baixando a qualidade gráfica, até dá pra arriscar um 60fps, com ela.

Na batalha das placas principais para o Baratinho, a vantagem é da Nvidia com 10fps a mais na maior parte dos trechos, mantendo uma taxa de quadros excelente, com quedas que seguram em geral acima dos 50fps. A RX 560 sofreu um pouco mais, mas com os devidos ajustes na qualidade gráfica, baixando a resolução para 900p ou ligando o ajuste automático do jogo para ir reduzindo a qualidade gráfica quando "a coisa aperta", a Radeon também tem condições de entregar o jogo com boa qualidade.

Conseguimos 1080p em qualidade média e bem próximo dos 60fps

O Pentium dá claros sinais que está perto de seu limite, rodando acima dos 80% a maior parte do tempo em nosso gameplay e apresentando eventuais stutterings. Travado a 60fps ele não tem muita margem, mas consegue entregar um bom gameplay. Definitivamente eu recomendo investir um pouco mais em CPU, se possível, para não ficar tão "no limite". Ainda assim, o resultado foi bem melhor que o visto no Forza Horizon 3, onde até CPUs parrudas tinham dificuldades em segurar 60fps.

O Pentium quase não conseguiu segurar o game, mas deu

PC Baratinho em Forza Horizon 4 (pesquisa feita no dia 08/10):

- Combo Pentium G4560 + mainboard + 8GB de RAM - R$ 1070
- Nvidia GeForce GTX 1050 2GB - R$ 725
- HD Seagate Barracuda 1TB - R$ 250
- Fonte de 430W - R$ 190
- Gabinete, monitor, teclado, mouse e licença do Windows reaproveitados de um PC velho - R$ 0

Preço total R$ 2.235