Primeiro de tudo, o Diego já fez análise do primeiro Corsair Void Wireless há quase 3 anos atrás, mas o que temos aqui é o novo Corsair Void Pro Wireless, uma nova versão supostamente com upgrades no áudio e especialmente no microfone em comparação com o modelo anterior. Sim, a aparência é basicamente a mesma, mas o fone é realmente diferente.

O Corsair Void Pro Wireless é vendido em três cores diferentes, preto, branco e amarelo. Muita gente (eu incluso) não gosta da aparência do modelo amarelo, que foi a primeira cor disponibiliza quando lançaram o Void antigo, e é bom ver que há variedade neste novo modelo desde o lançamento.

Infelizmente nunca tive contato com o primeiro modelo do Void Wireless, então não vou poder opinar sobre em quais pontos ele melhorou, mas de acordo com a própria Corsair, houveram melhorias no microfone, que é agora um microfone direcional de qualidade superior ao modelo antigo, e no áudio, embora estas melhorias de áudio não foram detalhadas.

Fica então a dúvida, como o Corsair Void Pro Wireless se compara com alguns dos novos headsets que foram lançados desde que seu antecessor chegou ao mercado? Ele é capaz de competir com fones com fio da mesma faixa de preço?

É o que vamos ver a seguir.

Construção Externa

Resumidamente a construção do Corsair Void Pro Wireless é fantástica. É um dos únicos fones com ear-cups giráveis que não passa nenhuma impressão de fragilidade graças à estrutura de metal do engate, o plástico usado no fone é de altíssima qualidade e as almofadas são feitas em uma "malha esportiva" com um recheio extremamente confortável.

Não há dúvida nenhuma, o Void Pro Wireless dá uma surra na estrutura de fones como o Logitech G933 e Sony Platinum, além de ser mais caprichada que a do SteelSeries Arctis 7. E é por isso que a Corsair não mexeu na estrutura e aparência deste fone ao lançar o novo modelo, ela já era fantástica.

Mas enfim, vamos olhar mais de perto como é a construção deste fone de ouvido, a começar pelas almofadas:

Estas são almofadas de "malha esportiva", similares às que o SteelSeries Arctis 5 utiliza e superiores em qualidade às do Logitech G633/G933. São almofadas extremamente confortáveis, laváveis e que permitem um bom nível de ventilação, mas ao mesmo tempo que um pouco de ar passa por elas, um pouco de som também vaza, o que em combinação com a ausência de clamping (força que o fone exerce na cabeça), faz com que ele não tenha muito isolamento acústico.

O Corsair Void Pro Wireless priorizou conforto ao invés de isolamento acústico, e embora eu ache esta escolha muito boa, há quem realmente precisa de muito isolamento devido a ambientes barulhentos, e o Void Pro Wireless vai acabar deixando esta pessoa na mão.

O arco do Corsair Void Pro Wireless também é estofado com o mesmo material e é ridiculamente confortável.

Agora, falando sobre o arco, o Corsair Void Pro Wireless é um dos fones com os maiores ajustes que já vi em um fone de ouvido. Eu não tenho vergonha de dizer que tenho uma "cabeça XGG" e em maioria dos fones que possuo, acabo tendo que colocar os ajustes no limite, incluindo o HyperX Cloud Alpha, Logitech G933 e SteelSeries Arctis 5.

Não é o caso do Corsair Void Pro Wireless. No ajuste "5" já fica bastante confortável, embora o fone é capaz de alcançar "9", ajuste no qual acaba ficando frouxo na minha cabeça, algo que não vejo com outros fones.

Ou seja, o Corsair Void Pro Wireless é um fone pensado justamente para comportar até mesmo os maiores "cabeçudos" que existirem por aí. E isso também acaba sendo um problema...

O Corsair Void Pro Wireless é um fone projetado para "cabeçudos", e isso é bom e ruim ao mesmo tempo

Ao mesmo tempo que o Void Pro Wireless é um dos únicos fones realmente projetados para quem possua uma cabeça "XGG", uma das críticas mais comuns é de pessoas com cabeças menores falando que até mesmo no menor ajuste (1) este fone fica "frouxo na cabeça", o que pode lhe fazer inadequado especialmente para crianças, ainda mais por este ser um fone sem fio.

É muito complicada esta questão de conforto, pois justamente o que faz o Corsair Void Pro Wireless ser um dos fones mais confortáveis que já usei, para outra pessoa é um ponto negativo... O que posso garantir é que mesmo se você tiver uma cabeça anormalmente grande e use óculos, não terá problema algum com este headset, o que para mim já é um tremendo diferencial.

Além deste detalhe, o Corsair Void Pro Wireless é um dos únicos fones que vi até hoje que mesmo com design de conchas giráveis, não passa qualquer impressão de fragilidade nesta estrutura, já que ela é feita em metal:

Porém, ser feita de metal não quer dizer que ela seja "indestrutível", pois se você não tiver cuidado ao armazenar o fone, pode acabar deixando algumas marcas nestas hastes:

Para ajustar o volume do headset, há um controle de volume digital, o qual envia comandos para o seu computador diminuir/aumentar o volume quando você mexe nele, e é mais durável que "controles de volume analógicos" que muitos de seus concorrentes utilizam.

Por último, mas não menos importante, o Void Pro Wireless acompanha poucos acessórios, um extensor USB estilizado e um cabo para recarregar de 1.5 metros. Este fone não possui entradas analógicas, então não é compatível com celulares ou com o Xbox One.

Também, este fone não funciona apenas pela USB, você precisa ter o receptor ligado no seu computador/PS4 para ele funcionar, e ele irá ocupar duas conexões USB se você tentar usar e recarregar ao mesmo tempo.


Aliás, a base da extensão pode ser usada como mouse bungee se você passar o cabo pela canaleta, um extra bem simples mas legal.

Enfim, a construção do Corsair Void Pro Wireless é excepcional e exemplar, minha única crítica ao projeto do fone é por ele não possuir uma entrada de áudio analógica para ser usado em celulares ou no Xbox One, o que lhe tornaria ainda mais versátil e aumentaria seu público. Mesmo assim, ele gabarita este segmento.

Qualidade Sonora

Primeiro de tudo, o áudio do Corsair Void Pro Wireless supostamente é superior ao seu antecessor Corsair Void Wireless, mas algumas de suas características parecem estar similares pelo que andei lendo sobre seu antecessor.

Para início de conversa, em uma análise publicada há alguns anos atrás, a PC Gamer deu ao Corsair Void Wireless a nota 3/10 no quesito de áudio, utilizando equipamento profissional para análise e colocando ele bastante atrás de dois fones que já analisei, o HyperX Cloud Revolver (8/10) e Logitech G933 (6.5/10).


Fonte: Testes de headsets da www.pcgamer.com

Agora, a minha opinião quanto ao áudio do novo Corsair Void Pro Wireless? Algumas destas críticas continuam sendo válidas, a extensão dos graves do Corsair Void Pro Wireless não é a mesma que alguns outros concorrentes mais caros (ex: Logitech G933) ou concorrentes com fio (ex: HyperX Cloud Alpha), mas sendo bem sincero?

Achei o áudio bastante aceitável, os graves podem não ser tão presentes, mas estão lá, os agudos podem não ser extremamente nítidos, mas fazem seu serviço e os médios são bons. É um fone bem aceitável e quando combinamos isto com a estrutura excepcional, o extremo conforto, a excelente bateria e seu preço, tenho que admitir que é de fato um bom fone. Provavelmente a Corsair melhorou alguns aspectos no novo modelo, mas não tenho certeza.

O Corsair Void Pro Wireless possui graves, mas são focados na área de graves-médios para gerar impacto, sem muita extensão e controle em cima deles, e se você tentar "aumentar os graves" equalizando, eles acabam ficando embolados. O palco sonoro do fone é limitado, bem menor que o concorrente Logitech G933, mas dentro do que se espera de um fone de acústica fechada.

Claro, não é um fone com áudio para agradar qualquer audiófilo, mas se você quer o máximo de qualidade de áudio possível, em primeiro lugar não deveria estar cogitando em comprar um fone sem fio. Em segundo, você pode esperar o novo Corsair HS70 (US$ 135) ou então comprar o SteelSeries Arctis Pro Wireless (US$ 350), mas ainda assim haverá fones com fio superiores, é normal isso.

O Corsair Void Pro Wireless, assim como quase qualquer outro headset USB ou que tenha um receptor USB, é compatível com o PS4, mas ele não menciona isto na sua caixa, pois infelizmente o controle de volume não funciona no PS4.

Isto não quer dizer que você não possa regular o volume no console, mas terá que fazer isto através do Quick Menu e embora fique alto, não chega nos mesmos volumes ensurdecedores que alcança no PC.

Mas, de resto funciona muito bem, fora que a estrutura e conforto fazem o concorrente Sony Platinum Wireless parecer um brinquedo de R$ 1,99, em comparação, e considero o Void Pro Wireless uma opção muito superior, mesmo que não tenha o "Áudio 3D" que só funciona em meia-dúzia de jogos.

Minha experiência com mais de 70 horas em Yakuza 0 foi muito boa, até melhor que o concorrente Logitech G933 graças ao melhor conforto, além de ser muito superior à porcaria da direita em diversos aspectos.


Logitech G933, SteelSeries Arctis 5, Corsair Void Pro Wireless, Sony Platinum Wireless

Ou seja, realmente recomendo este headset para o PS4, embora o usuário deve saber que infelizmente não poderá usar todos os seus recursos no console.

Já no Xbox One, infelizmente este headset não irá funcionar de forma alguma, pois ele não possui saída analógica para ser conectada ao controle, e a Microsoft ainda não lançou um driver de áudio genérico para dispositivos USB, algo que o concorrente e até o Windows Vista possuem...

Bateria e Wireless

O Corsair Void Pro Wireless possui uma bateria com duração de 16 horas, isto sendo referente ao fone com os LEDs desligados. Infelizmente a Corsair não informa quantas horas o fone é capaz de durar com a iluminação ligada, mas parece girar entre 12-14 horas pelos nossos testes.

Um problema é que o Void Pro Wireless não possui memória interna, então a única forma de fazer ele parar de ficar piscando igual árvore de Natal, é instalar o software da Corsair e desativar a iluminação ou escolher uma cor fixa. Não há como fazer isso no PS4, então você perde algumas horas de uso utilizando ele no console graças aos LEDs.

Uma crítica fica pela questão de usar "porcentagem" no software da Corsair e a duração ficar meio escondido nas configurações. Uma aba que mostrasse quantas horas restantes e o quanto cada configuração afeta a duração da bateria, igual ao que há no software da Logitech, seria algo muito melhor e é uma sugestão para adicionar em uma futura atualização do software.


Segundo a Corsair, o Void Pro Wireless possui um alcance de 12 metros, mas vale lembrar que isto é o alcance em um ambiente artificial de testes e sem qualquer obstáculo. Quando colocado o receptor atrás do seu gabinete, este alcance diminui consideravelmente.

Mesmo assim, é um alcance de respeito, diferente do Sony Platinum (eu não canso de bater nesse fone, ele realmente é mal feito) que apresenta problemas a apenas alguns metros de distância, e não é inferior ao alcance do Logitech G933.

Enfim, tanto na bateria quanto na estabilidade e alcance do wireless, o Corsair Void Pro Wireless é muito superior aos fones da Sony e é capaz de peitar a Logitech sem medo, tendo uma duração maior que o G933 e similar ao G533, o que já é um excelente resultado. Acima dele, só o HyperX Cloud Flight e suas supostas "30 horas".

Microfone

Microfones são o aspecto mais complicado de headsets sem fio, variando entre "mais ou menos" (Logitech G933), "meu Deus, que coisa horrível" (Logitech G533) e "é sério que esse lixo custa R$ 700?" (Sony Platinum).

Há muitas críticas na internet quanto ao microfone do primeiro Corsair Void Wireless e de seus antecessores Corsair Vengeance, mas como então o novo Corsair Void Pro Wireless vai se sair no teste?

Pois bem, está dentro do que eu esperava para um fone wireless. Realmente não é um áudio bom o suficiente para fazer gravações, mas é adequado para jogos e não haverá problemas para entender a voz, embora seja um tanto abafada.

Não é melhor e nem pior que o concorrente Logitech G933, mas é superior ao Logitech G533 e ao Sony Platinum, então para um microfone wireless está aceitável. Para quem quer algo superior a isto, sugiro abandonar a ideia de comprar um fone sem fio, pois um simples headset com fio Sharkoon B1 de R$ 200 já é melhor no microfone.

AVALIAÇÃO:

Construção

10

Conforto

10

Qualidade Sonora

7

Microfone

7

Bateria e Wireless - 16 horas

9

Preço - R$ 500

8
Conclusão

O Corsair Void Pro Wireless é simplesmente um exemplo de como fazer um bom projeto de headset.

Uma estrutura ridiculamente bem feita e rígida, mesmo tendo ear-cups giráveis, um peso sem exagero e muito bem distribuído, ajustes para fazer pessoas com QUALQUER tamanho de cabeça se sentirem confortáveis, além de almofadas de tecido de alta qualidade, similares às que a SteelSeries utiliza e muito superior em ventilação e durabilidade a almofadas de courino.

Além disto, o Corsair Void Pro Wireless possui 16 horas de bateria, acima das 12 horas do Logitech G933 e o dobro que as 8 horas do Sony Platinum. Além disso, o alcance de 12 metros também é muito bom.

Acaba sendo uma pena que o áudio do Corsair Void Pro Wireless é bom, mas não impressiona. Claro, para quem nunca teve um fone high-end previamente, vai se surpreender, mas o Void Pro possui um áudio similar ao HyperX Cloud Stinger de R$250, e não consegue brigar com fones com fio de sua faixa de preço como o HyperX Cloud Alpha ou então seus concorrentes Logitech G933 e SteelSeries Arctis 7, que possuem maior extensão em seus graves e melhor detalhamento nos agudos.

Mas, talvez nem seja muito justo comparar o Corsair Void Pro Wireless com estes dois, pois ele custa na faixa de R$ 500, contra R$ 700 do Logitech G933 e R$ 950 do SteelSeries Arctis 7. Eles podem realmente ser melhores na qualidade de áudio, mas esta diferença de preço coloca o Void Pro Wireless em vantagem, fora que ele é muito superior em durabilidade a estes dois.

Enfim, para quem procura praticidade, conforto e durabilidade em um headset, e não se importa em não ter o "melhor do melhor" em termos de áudio, o Corsair Void Pro Wireless atende muito bem. E para quem realmente quer algo superior em áudio, mesmo que tenha que pagar mais por isto, talvez valha a pena esperar pelo novo Corsair HS70 Wireless chegar no Brasil:

Até mesmo para usuários do PS4 que gostariam de um bom fone de ouvido sem fio, embora o Corsair Void Pro Wireless não tenha os recursos que funcionam apenas em meia-dúzia de jogos igual o Sony Platinum, em qualquer outro aspecto acaba humilhando ele, seja na estrutura, conforto, alcance, duração da bateria (o dobro)... É superior em coisas que realmente importam, embora infelizmente o controle de volume não funcione no console.

Seu maior concorrente é o Logitech G533, o qual seria uma melhor escolha devido à qualidade de áudio superior, mas infelizmente o Logitech G533 possui um dos piores microfones do mercado, então fica a critério do leitor escolher entre estes dois.

PRÓS
  • Alcance de 12 metros (sem obstáculos)
  • Construção externa simplesmente exemplar, um fone ridiculamente bem construído
  • Excelente duração de bateria, 16 horas contínuas, bem mais que alguns concorrentes
  • Extremo conforto graças ao uso de almofadas em malha esportiva e a pouca força que o fone exerce na cabeça
  • Um dos pouquíssimos fones do mercado realmente projetado para serem confortáveis com pessoas que possuem uma cabeça "XGG"
CONTRAS
  • Áudio e Microfone não impressionam e são inferiores a opções com fio da mesma faixa de preço
  • Não possui entrada analógica e portanto não é compatível com celulares ou com o Xbox One
  • Pessoas com cabeças pequenas e especialmente crianças, podem achar ele "frouxo" até mesmo na menor configuração