Roccat é uma marca que já esteve presente no Brasil no passado, mas que por razões de falta de mercado (e preços abusivos) acabou abandonando nossas terras em 2013. Mas hoje, após ter evoluído em seus produtos, está de volta.

A Roccat pode não ser tão conhecida em nossas terras, assim como a concorrente Mionix também não é muito conhecida por aqui, mas para entusiastas do ramo de periféricos sempre foi uma marca muito interessante.

O Roccat Kone Pure Owl-Eye, o qual eu chamarei durante esta análise de apenas "Kone Pure OE", é a mais nova entrada na linha Kone Pure, tendo um sensor superior a seus antecessores e supostamente melhorias em seus componentes.

Mas o que os mouses da Roccat trazem de diferente de outras marcas? Por que esta marca é tão conhecida entre entusiastas? Como se compara com mouses de outras marcas?

É o que veremos a seguir

Ergonomia e Construção Externa

É importante lembrar que existem formas diferentes que usuários podem manusear seus mouses, o que chamamos de pegadas. As três principais são:

Primeiro de tudo, confesso que já tive um Roccat Kone Pure (Laser) e foi um dos únicos mouses que me arrependia de ter me desfeito, pois a construção externa dos mouses da Roccat é fenomenal.

É difícil colocar em palavras, ou pior ainda, fazer com que não pareça um "exagero", mas a qualidade do próprio plástico e do emborrachamento que é visto nos mouses da Roccat é algo fora do normal, que não é visto em outros mouses.

Colocar a mão no Roccat Kone Pure OE após análises de mouses como o Motospeed V20, Infinity MXT-753H e Sharkoon SGM1, é a mesma sensação que alguém sentiria após anos usando controles piratas de PS2 feitos em plástico barato, finalmente colocasse as mãos em um controle original de PS2.


Minha reação ao usar o Roccat Kone Pure OE

Os mouses da Roccat no geral são extremamente agradáveis ao tato e sinceramente queria que mais marcas tivessem esse mesmo nível de capricho, algumas até chegam perto, mas a Roccat é realmente excepcional.

O Roccat Kone Pure Owl-Eye pesa exatamente 88g (sem o cabo) o que faz dele um mouse leve. Mas, mesmo sendo leve, ele não passa nenhuma impressão de fragilidade, pelo contrário, o plástico de alta qualidade dá a impressão ao tato de ser melhor construído que muitos outros mouses bem mais pesados, e realmente é.

Também, ele é um mouse de tamanho mediano, feito apenas para destros e consideravelmente menor do que concorrentes como o Logitech G403 ou Razer Deathadder Elite, mas sendo um pouco maior que o Logitech G Pro.


Quanto à ergonomia, a pegada Palm só pode ser usada por pessoas com mãos pequenas (principalmente mulheres e crianças), já quem tiver uma mão média ou grande, tal como o autor, não conseguirá usar esta pegada no Kone Pure OE:

Agora, o que realmente combina muito bem com este mouse é a pegada claw:

E a pegada fingertip encaixa extremamente bem, especialmente devido ao seu baixo peso, fazendo dele um dos meus mouses favoritos.

"Mas wetto, e para quem tem a pegada Palm?"

Para isso existe o Roccat Kone EMP, que é maior, um tanto mais pesado e possui alguns recursos a mais, mas em qualidade são quase idênticos e maioria das pessoas preferem o Kone Pure ao invés de seu irmão maior, eu incluso.

Embaixo do Kone Pure OE encontramos alguns dos melhores pés de teflon do mercado. Sério, ele desliza igual sabão não importa a superfície, o atrito é ridiculamente baixo e isso só torna ele ainda melhor.

Os botões laterais do Roccat Kone OE estão bem posicionados e possuem uma excelente resposta, não sendo duros e nem leves demais para serem pressionados acidentalmente:

Enquanto seu scroll é extremamente confortável, bastante preciso e o clique tem a resistência na medida perfeita, nem pesado, nem leve demais ao ponto de ser pressionado acidentalmente.

Eu sei que parece um exagero esta chuva de elogios em cima do acabamento do Roccat Kone Pure Owl-Eye, mas ele realmente merece tudo isso. Se eu pudesse mudar completamente o Kone Pure OE, a única mudança que faria seria colocar os LEDs como underglow, pois o resto está simplesmente perfeito.

Foi utilizado plástico da mais alta qualidade, o melhor emborrachamento, alguns dos melhores pés de teflon da indústria, um cabo de nylon resistente e ao mesmo tempo altamente flexível, similar ao que a Razer usa, e não há nada de errado em sua ergonomia ou estética, sendo um mouse extremamente leve e perfeito para pegadas claw e fingertip.

A Roccat já era há um bom tempo referência em "como fazer um mouse bem feito" (pelo menos por fora), e continua sendo assim até hoje.

Construção Interna

A Construção Interna é a principal responsável pela durabilidade de um mouse. Se forem utilizados componentes de alta qualidade, podemos dizer que o mouse foi projetado para durar. Se forem utilizados componentes de baixa qualidade, as expectativas para o mouse não serão boas.

A construção interna do Roccat Kone Pure Owl-Eye é simplesmente excepcional.

São usados os melhores switches para mouses, os OMRON D2FC-F-K(50M)-RT nos botões esquerdo e direito, um codificador de alta qualidade da ALPS no scroll e switches de alta qualidade da TTC nos botões do meio e laterais.

E ao contrário de uma certa marca chinesa sem vergonha, duvido muito que a Roccat vá trocar estes componentes por modelos inferiores após feita a análise.

A única forma que eu vejo para melhorar a construção interna deste mouse seria utilizando switches OMRON nos outros botões (o que vai melhorar, mas não muito pois são botões pouco usados em comparação com os principais), ou então acrescentando um sistema para trocar os switches sem precisar solda (algo que apenas a ASUS ROG possui), mas isto não o faz deixar de ser um dos mouses melhor construídos do mercado.

Desempenho

O Roccat Kone Pure Owl-Eye utiliza o sensor Pixart PMW 3361, que é uma modificação do Pixart PMW 3360, o melhor sensor disponível comercialmente no mercado:

Começando, todos os testes foram realizados utilizando um mousepad Rise M4A1, o qual possui estampas e tem um nível de qualidade similar ao Razer Goliathus Speed.

Primeiro, temos o teste de consistência de rastreio. Basicamente, ele testa o que o nome diz, mostrando se por acaso há distorções no rastreio do mouse. Para realizar ele, é usado uma ferramenta chamada MouseTester.

E estes foram os resultados mousepad RISE M4A1, em 1000 Hz:

Resultados perfeitos, ele possui algumas contagens que "parecem" estar fora da média, assim como ocorre em tantos outros mouses com sensores topo de linha em 1000 Hz, mas isto ocorre pois o mouse tenta se comunicar o mais rápido possível com o computador enviando dados brutos, sem tentar maquiar eles.

O importante é que a média está bastante concisa. Se você diminuir a taxa de atualização para 500 Hz, estes eventos irão sumir, mas como já falei, não é um problema ou algo do tipo.

Agora, o próximo teste, é o teste de aceleração. O ideal sempre é que se o mouse for movido rapidamente 10cm para a direita, ele tenha o mesmo resultado que teria se fosse deslocado lentamente a mesma distância. 

Caso o mouse for mais longe do que o necessário no movimento rápido, é dito que o mesmo tem aceleração positiva. Caso a distância que ele percorreu seja menor no movimento rápido, ele tem aceleração negativa.

E se o mouse parou no mesmo lugar que antes, ele não tem aceleração nenhuma, o que caracteriza um resultado perfeito.

Sendo que este foi o resultado do Roccat Kone Pure Owl-Eye usando o mousepad RISE M4A1, em 1000 Hz:

Um resultado perfeito, digno de um mouse que se diz topo de linha, não há aceleração nenhuma.

Vamos então partir agora para o software.

Resumindo tudo, o software da Roccat é excelente. Agora, adentrando mais nele, na tela inicial temos um conjunto de configurações, estas configurações que podem ser customizadas pelo usuário, para deixar apenas aquilo que você mais precisa nesta tela inicial, sem ter que ficar navegando entre cada uma das abas. Show de bola.

Dentro da próxima aba, settings, temos as configurações de sensibilidade, velocidades e DPIs do mouse, todas bem intuitivas, com um ícone representando a função e também uma explicação ao colocar o mouse sobre um pequeno ícone "i" em cada função, assim como ocorre no software da Steelseries.

Prosseguindo, temos a aba "Button Assignment", onde podemos configurar a função de cada um de seus botões e de seu scroll, assim como também usar o "Easy-Shift[+]", onde ao segurar um certo botão do mouse, a função de todos os outros botões e até do scroll muda, permitindo que você tenha acesso a um número muito maior de atalhos, macros e funções no mouse.

Se você não entendeu o conceito disso, pense em "combos" de jogos de luta, onde ao segurar um certo botão você tem acesso a "combos" diferentes.

Também, a lista de funções que podem ser definidas para cada um dos botões é bastante extensa e mais completa do que muitas outras marcas, desde funções básicas, atalhos para aplicativos, páginas, funções do próprio programa, controles do sistema e várias outras funções:

E claro, é possível criar macros, este sistema sendo extremamente similar ao utilizado pela Steelseries, sendo bastante simples e intuitivo para criar ou modificar macros já existentes.

Há algumas binds pré-prontas para alguns jogos assim como o Logitech Gaming Software também possui, mas a quantia de jogos suportados pelo software da Roccat é minuscula perto do que há no da Logitech, mas pelo menos a interface de macros é mais fácil de lidar.

Por último, temos a aba "Advanced Settings", onde temos a taxa de atualização, controle de iluminação, configuração de sons, controle de LOD e um botão para resetar o mouse.

O controle de iluminação é mais simples do que outros mouses, mas também mais fácil e mais rápido para configurar, nada de ter que ficar escolhendo a cor de 12 LEDs diferentes só pra deixar ele na cor laranja ou coisas idiotas do tipo.

E para terminar, há cinco perfis internos no mouse, cada um tendo configurações individuais de DPIs, botões, iluminação, macros... A única crítica que eu tenho ao software, é que infelizmente só há a opção para Inglês ou Português de Portugal. São poucos os softwares no mercado que estão traduzidos para PT-BR, e este não é um deles.

Enfim, depois do trauma que periféricos da Motospeed me causaram, poder utilizar um software tão bom quanto o da Roccat é algo fenomenal. Ele pode não ser tão completo em efeitos de iluminação como o Razer Synapse e pode não ter tantas configurações pré-prontas como o Logitech Gaming Software, mas ele é bonito, simples, completo e fácil de usar, sendo por isto um dos melhores softwares do mercado.

Só é uma pena que tiraram o sistema de "Troféus" do software (ex: troféu de 10 pontos ao clicar 500 mil vezes), por mais bobagem que isso era no antigo Kone Pure Laser, eu achava aquilo divertido.

AVALIAÇÃO:

Construção Externa

11

Construção Interna

10

Desempenho

10

Preço - US$ 60

8.5

Preço - R$ 419

5
Conclusão

Não é exagero dizer que a Roccat é referência em termos de qualidade e design, muitas empresas se inspiram nela para fazer seus produtos, incluindo a Motospeed e até a Razer.

O Roccat Kone Pure Owl-Eye tem tudo do melhor que a indústria pode oferecer. Uma das melhores construções externas, internas, um dos melhores sensores do mercado e um excelente software, fazendo dele um dos melhores mouses para claw/fingertip que existem.

Olhando apenas para ele e para seus componentes, realmente não consigo achar pontos onde eu possa fazer críticas consideráveis contra este mouse, tamanho o nível de capricho.

Agora, se tirarmos os olhos de cima do mouse e olharmos para o seu preço... R$ 419 no Brasil, que balde de água fria...

No exterior, o Roccat Kone Pure Owl-Eye pode ser encontrado na faixa dos US$ 60, o que é realmente justo para seu nível de qualidade. Com certeza não é um mouse "Custo x Benefício", mas é um mouse topo de linha que vale o seu preço.

Enfim, entramos mais uma vez em uma situação similar ao que ocorre com outros mouses topo de linha que chegaram muito perto do selo diamante, tal como o Logitech G900 e o Razer Deathadder Elite, onde eu como reviewer não tenho certeza como prosseguir e julgar o mouse.

Com base no preço justo do exterior, ou no exagerado e volátil preço brasileiro, que pode mudar qualquer hora?

Afirmo que o Roccat Kone Pure Owl-Eye é um dos melhores mouses do mercado, mas será que ele realmente vale mais que o triplo do preço de fortes concorrentes como o CM MasterMouse S e Logitech G203? A resposta é não.

Até quando que o mercado brasileiro irá continuar aceitando preços como este e de outros mouses custarem na faixa dos R$ 450, quando deveriam estar no máximo na faixa dos R$ 200~300?

O Roccat Kone Pure Owl-Eye é um mouse extremamente caprichado e que deve servir de exemplo para a indústria, por isso dou a ele o selo diamante. Agora, para o mercado brasileiro, dou apenas o selo vergonha.

Nota: Este mouse foi enviado pela Rocketz.


PRÓS
  • Construção externa excepcional
  • Excelente construção interna
  • Excelente software com diversos recursos e ótima interface gráfica
  • Excelente precisão graças ao sensor Pixart PMW 3361
  • Possivelmente os melhores pés de teflon do mercado
CONTRAS
  • Preço exagerado no Brasil