A HAVIT é uma empresa nova no mercado brasileiro, que não possui muita fama no mercado internacional, mas que surpreendeu com seu teclado HAVIT HV-KB366L RGB (não dava pra pensar em um nome pior pra escrever, não?).

O KB366L é um teclado mecânico cujo principal diferencial é o seu preço. Por apenas R$ 230 o teclado apresenta um layout Full-Size (completo com numérico), utiliza switches de alta qualidade Outemu e ainda por cima é ABNT2 e RGB, tendo um preço ridiculamente abaixo de diversos concorrentes, alguns que chegam ao triplo do preço:

Mas, qual será a pegadinha? Há algum problema com este teclado para ele estar tão barato?

É o que veremos a seguir.

Construção Externa

Não há muito o que falar sobre a aparência do KB366L pois ele é apenas um teclado com design de "teclas flutuantes" igual tantos outros já vistos por aí. E antes que falem, não, ele não copiou o CK104 e o CK104 não foi nem de longe um dos primeiros teclados com este visual.

De detalhes no teclado, há apenas um símbolo de chamas da HAVIT e as indicações dos LEDs acima do Numpad. Um teclado bastante sóbrio em seu visual, e pessoalmente gosto bastante disso, mas isso é algo subjetivo.

Mas o que realmente é curioso, é que o teclado vendido internacionalmente como HAVIT HV-KB366L é TOTALMENTE DIFERENTE DO MODELO ABNT2:


Fonte: Review Havit KB366L @ Proclockers

O teclado americano possui diferenças na cor da carcaça, não possui teclas multimídia, possui pés de ajuste de menor qualidade, uma fonte diferente... Ou a HAVIT errou ao colocar o nome de KB366L para esse teclado, ou estamos vendo algo histórico, pois pela primeira vez vejo um produto cujo modelo especial dedicado ao mercado brasileiro é superior ao modelo gringo, e não o contrário. Toma essa, LG e Lenovo, criem vergonha na cara.

No verso do teclado há quatro pés emborrachados e os dois ajustes de altura, também emborrachados. O interessante é que o teclado já acaba sendo um pouco inclinado devido a suportes de plástico em seu verso, então com os pés ele acaba bastante inclinado.


Suas keycaps (esse plástico com algo escrito em cima) são produzidas a laser e para minha surpresa são mais caprichadas do que achei que seriam, especialmente para o preço. Claro, são inferiores a keycaps Double-Shot, mas não parecem ser inferiores às keycaps usadas por marcas como a Cooler Master, Logitech e Razer em seus teclados mecânicos.

A fonte do teclado é uma fonte "gamer" assim como vários outros, mas certamente é mais legível que a fonte Gamecuben DualSet usada por marcas como a Cooler Master, Motospeed, Redragon e várias outras. O único problema, é que a fonte utilizada no KB366L não possui alguns dos caracteres do Português e por isso acontece isto:


A fonte que a fabricante utilizou na impressão, não possui o Ç, por isso o sistema responsável pela impressão dos caracteres utilizou uma fonte de Fallback (fonte padrão para idiomas estrangeiros) que tivesse o nosso Ç, por isso vemos aqui um belo Ç com a fonte Arial, enquanto outros caracteres do teclado usam outra fonte. O mesmo ocorre com o "Til" (~) ao lado.

Há também pequenos erros de alinhamento no teclado, tal como o alinhamento das teclas "7 e 9" do numérico superior, que deveriam seguir o alinhamento dos 5 primeiros números, que foram deslocados para cima para inclusão do indicadores de perfil, enquanto é bem visível que o caractere do "7" está centralizado.

Claro, estes são erros pequenos e que não chegam perto da quantia e gravidade dos erros que há no concorrente PCYES Nemesis RGB, apenas achamos certo que estes sejam relatados em análise para que tanto o público, quanto a marca tenha conhecimento sobre estes e faça correções em lotes futuros. Não vejo razão para descontar a nota do teclado por isto, embora os leitores possuem o direito de tirarem suas próprias conclusões.

Conforme já expliquei antes, o KB366L é um teclado ABNT2 e ele realmente segue corretamente o nosso padrão, tendo até uma tecla adicional para o "." no numérico, abaixo do "+", ao contrário da Corsair e Cougar, que fazem o numérico de seus teclados ABNT2 fora do padrão:

Por fim, o cabo do teclado é revestido em nylon, enquanto seu conector é apenas um conector padrão sem estar banhado a ouro, algo que não faz tanta diferença quanto o marketing de algumas marcas diz fazer:

A construção do HAVIT HV-KB366L não possui nada de especial, é apenas uma construção mediana para um teclado mecânico, mas que se torna impressionante quando avaliamos que este é um teclado mecânico de apenas R$ 230.

Construção Interna

Assim como acontece com várias outras marcas, não acredito que a HAVIT seja a real fabricante deste teclado. Alguns diriam que a fabricante deste teclado possa ser a Alfawise, já que ele é claramente uma modificação do Alfawise V1, mas não tenho certeza se a Alfawise é realmente a OEM deste teclado ou se ela é apenas uma marca que comercializa ele, assim como a HAVIT parece ser.

Mas enfim, vamos ao que realmente interessa: depenar este teclado.

O que realmente é estranho deste teclado é que simplesmente não há nada de estranho, mesmo com o seu preço. O circuito é bem organizado e com indicações dos componentes, os LEDs são do tipo SMD e ficam posicionados embaixo dos switches, as soldas são muito bem feitas e o conector USB é removível, facilitando seu reparo caso necessário:


A responsável pela iluminação do teclado, é uma controladora BYK816, que supostamente é uma irmã mais nova da BYK870 usada por teclados como o G.Fallen Falcão-Peregrino e Motospeed CK104.

Ela possui uma quantia maior de efeitos e alguns dos efeitos antigos estão melhor trabalhados, mas assim como a BYK870, ela não é compatível com softwares e também possui pouco poder de processamento, limitando diversos de seus recursos e impossibilitando ela de responder a efeitos de iluminação feitos para jogos e músicas.

A utilização de diodos na matriz do teclado, permite que ele tenha um anti-ghosting do tipo NKRO, permitindo que todas as suas 107 teclas sejam pressionadas simultaneamente e todas respondam, algo muito mais avançado do que o anti-ghosting de teclados de membrana, que tende a ser focado apenas no WASD ou nas principais teclas usadas por gamers.

Quanto aos switches, temos os já conhecidos switches da Outemu, que é uma marca que já consagrada no mercado, embora está com um índice de problemas maiores do que no passado, especialmente devido à demanda insana que marcas como a Motospeed estão tendo dela, por isso se torna importante considerar se o teclado possui garantia.

A construção interna do HAVIT HV-KB366L é bem feita, há uma PCB bem organizada, soldas caprichadas e componentes removíveis. Embora a sua controladora BYK816 limite suas funções e o faça não ter software e nem ser capaz de interagir com jogos e músicas, ele chega a custar 1/4 do preço de concorrentes que possuem estes recursos, o que já é uma tremenda vantagem.

Recursos e Extras

Antes de ligar o seu HAVIT HV-KB366L, a primeira coisa que você precisa fazer é tampar os LEDs Indicadores das funções Num/Caps/Scroll Lock com fita adesiva escura:

A razão? Essa:


Brincadeiras à parte, os LEDs indicadores do KB366L são fortes demais ao ponto de incomodarem e ainda por cima piscam ao mexer nos efeitos de iluminação do teclado, então embora isto possa ser facilmente resolvido pelo usuário, sugiro para a marca que resolva este problema no futuro.

Quanto à iluminação e efeitos, até fiquei surpreso ao ver que ele possui mais efeitos e vários efeitos estão mais trabalhados do que o concorrente Motospeed CK104:

Mas, assim como o Motospeed CK104 e diversos outros teclados chineses de baixo custo, maioria dos efeitos do KB366L trabalham com iluminação 3 bits devido ao baixo poder de processamento de sua controladora. Alguns efeitos até conseguem trabalhar com um número maior de cores, embora estes efeitos sejam bem limitados.


Lista de Cores 3bits

Há cinco perfis customizáveis, os quais podem ser modificados pressionando "FN + Home", o que permite também fazer a bandeira brasileira que fazemos em diversos outros teclados.

Outros recursos adicionais do teclado além do controle da iluminação, são as teclas multimídia no topo, uma tecla para desligar a iluminação via "FN + Print Screen" e uma tecla para bloquear o teclado via "FN + F12", algo que alguns podem apreciar muito.

Outro recurso do teclado, é o bloqueio da tecla Windows, ativado através de "FN + Windows". Aqui temos uma curiosidade, pois ao invés da iluminação desligar quando Winlock está ativo, assim como acontece em vários concorrentes, o LED fica ligado na cor vermelha.

E quando a tecla Windows está ativa, o LED fica desligado, sendo que em ambos os modos ele é incapaz de interagir com os efeitos de iluminação do teclado, algo que alguns podem não gostar.


A princípio eu não tenho problema em deixar o LED da tecla Windows desligado o tempo todo, só desejo boa sorte ao suporte técnico da HAVIT, pois vão receber muitas ligações de gente reclamando que o teclado veio com um LED queimado...

Enfim, a iluminação do HAVIT HV-KB366L surpreende por ter efeitos mais trabalhados que alguns concorrentes como o Motospeed CK104 e isso se deve à controladora mais recente. Porém, ele não é nem de longe um dos teclados mais completos em recursos e iluminação, mas para a sua faixa de preço, o que ele consegue é mais do que o que o necessário.

AVALIAÇÃO:

Construção Externa

8

Construção Interna

9

Recursos e Extras

8.5

Preço

10
Conclusão

Sempre é interessante quando uma marca lança um produto que consegue movimentar um mercado que parecia estagnado. E a surpresa é ainda maior quando isso vêm de uma marca que não tinha presença alguma.

Por muito tempo, a Motospeed tem sido a "Rainha do Custo x Benefício", mas parece que a HAVIT veio para tirar a coroa dela.

HAVIT HV-KB366L é um teclado mecânico de qualidade mediana, com switches de alta qualidade da Outemu e uma iluminação RGB bem feita e com mais efeitos que alguns concorrentes, embora não tenha software.

Ele é bom, mas não há nada de "impressionante" em suas especificações técnicas ou recursos.

Agora, o que realmente é impressionante, é o fato deste teclado custar na faixa dos R$ 230 aqui mesmo no Brasil e estar no formato ABNT2, custando 1/3 do que concorrentes como o G.Fallen Falcão-Peregrino e tendo qualidade similar:

HAVIT HV-KB366L RGB aparenta ser uma versão mais caprichada do Alfawise V1, usando as mesmas keycaps e tendo os mesmos LEDs cegantes no Num/Caps/Scroll Lock, mas utilizando switches de alta qualidade Outemu ao invés de switches Jixian, que não possuem reputação alguma e são duvidosos, além de oferecer garantia e pronta-entrega.

HAVIT HV-KB366L RGB vale a diferença de preço? Com certeza.

Só posso palpitar, mas acredito que a razão para o KB366L estar com um preço tão baixo no Brasil é justamente para trazer a marca aos holofotes, pois nem mesmo no exterior ele possui um preço tão baixo, custando na faixa dos US$ 70.

Ele está mais barato no Brasil do que fora dele, por isso não veria problema algum caso a marca acabe aumentando o preço deste teclado alguns meses após seu lançamento, mesmo se custasse R$ 300 esse teclado ainda valeria a pena (embora ganharia selo ouro e não diamante).

Nunca pensei que algum dia iria dizer isso, mas temos agora um teclado que consegue valer mais a pena que o Motospeed CK104 aqui mesmo, no Brasil. Agora só falta algo similar ao Motospeed V30 por menos de R$ 80.


PRÓS
  • ABNT2
  • Anti-ghosting NKRO
  • Boa construção externa
  • Boa gama de efeitos de iluminação
  • Ótima construção interna
  • O melhor Custo x Benefício que já vi em um teclado no Brasil
  • Switches de alta qualidade Outemu
CONTRAS
  • Pequenos erros de grafia em algumas de suas teclas.