O Dell Inspirton 15 Gaming 7000 é um notebook gamer de entrada, voltado ao consumidor que deseja um balanço entre portabilidade e performance. Por conta disso, possui um conjunto de peças que trazem performance para games, porém sem utilizar componentes mais potentes para evitar se tornar um produto muito grande e pesado.

O notebook chega equipado com processadores Core i5 e i7 e, na parte da placa de vídeo, o chip gráfico é o GeForce GTX 1050 Ti, uma GPU do segmento de entrada que, junto com a 1050, são boas opções para notebooks com bom desempenho para jogos que não ficam "trambolhos".

Samsung Odyssey (Core i7) - Empresa estreia com um belo notebook gamer

O mercado de notebooks gamers nesse perfil está bem movimentado, com a Acer na disputa com o VX5 e até mesmo a Samsung, que esse ano estreou nessa disputa com o Odyssey. Será que o Dell terá diferenciais para ganhar seu espaço nessa disputa? Vejamos no resto da análise!

Especificações principais do modelo de testes:

- Processador Intel Core i7-7700HQ
- Placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 1050 Ti 4GB
- Memória RAM 16GB
- Armazenamento HD 1TB e 128GB SSD M.2
- Tela 15.6 polegadas LED Backlight (1920 x 1080)
- Dimensões 38.4 x 27,4 x 2.5 cm
- Bateria 74 Wh
- Peso 2.62 kg
- Custo dessa configuração: R$ 6.400

Análise em vídeo

Design
Visual arrojado, mas um pouco mais pesado

O 15 Gaming ganhou um visual bem diferente daquele usado na edição do ano passado. O visual continua usando um sóbreo preto com poucos detalhes em vermelho, porém seu porte aumentou um pouco, tanto na espessura quanto no peso. Suas linhas agora são mais retas, com ângulos que passam uma ideia de robustez.

O detalhe que mais chama a atenção em seu visual são as saídas de ar na parte traseira. A estrutura de dissipação de calor em metal é grande e fica visível do lado de fora, o que dá ao modelo uma aparência mais agressiva, junto com as linhas triangulares na parte da frente. Tirando esses dois detalhes, o restante do design do notebook é discreto, com uso de um acabamento emborrachado em toda a carcaça do computador.

Dell Inspiron 15 Gaming 2017

A tela com resolução FullHD utiliza um acabamento fosco, o que ajuda na hora de usar o notebook em locais com excesso de claridade. O LED backlight tem boas cores, porém como é comum acontecer com essa tecnologia, as cores distorcem bastante se você não mexer corretamente no ângulo da tela. 

Esse não é um aparelho leve ou compacto, já que possui bordas largas em torno da tela e peso de 2.7 quilos. Apesar de não ser dos menores, ainda não atingiu proporções como as vistas em modelos topo de linha, com mais de 3kg, por exemplo. Ele pode ser carregado em uma mochila, porém não é uma boa pedida para quem quer "andar leve" no seu cotidiano.

Um elemento que sempre acho importante em um notebook, especialmente nos mais caros, é seu potencial de upgrades. Peças como processador e placas de vídeo são difíceis de serem mudadas em um notebook, porém é bom ter acesso a alguns componentes. O Dell 15 Gaming em sua edição 2017 "mandou bem" nesse quesito: tirando apenas um parafuso você tem acesso ao HD, bateria, módulo wireless, slot m.2 e dois slots de memória RAM, facilitando muito fazer upgrade nas memórias, adicionar um SSD, trocar uma bateria muito desgastada ou dar uma manutenção básica limpando as ventoinhas.

Meu único porém são os famigerados "dentinhos de plástico" que mantém a tampa fechada. Mesmo usando uma ferramenta flexível e abrindo aos poucos, alguns desses encaixes se partiram. A Dell poderia ter colocado alguns parafusos a mais, ao invés de usar essa frágil forma de fixar a tampa inferior. Felizmente, no nosso caso, não fez falta aquele encaixe, e a tampa continuou bem firme depois de reencaixada novamente.

É fácil abrir e fazer upgrade de RAM ou colocar um SSD nesse modelo

Performance
Excelente CPU com uma boa placa de vídeo

O Dell 15 Gaming ganhou bons upgrades em relação a sua versão anterior. Os processadores Core i5 e i7 da geração Kaby Lake não representam um ganho significativo (culpa da falta de melhorias por parte da Intel em seus novos produtos) porém a serie 10 da Nvidia traz mudanças consideráveis comparada a geração anterior. Como resultado, mesmo tendo "descido um degrau" na família GeForce, a GTX 1050 Ti usada no modelo de 2017 é bastante superior a GTX 960M presente no modelo do ano passado.

A serie 10 da Nvidia traz saltos em desempenho comparada a geração anterior

Como o upgrade, o Dell 15 Gaming é capaz de encarar qualquer jogo com boa qualidade gráfica. Jogos mais intensos, com franquias como The Witcher 3 Wild Hunt e Tom Clancy's The Division, por exemplo, fazem com que o usuário maneire um pouco na qualidade gráfica, porém basta usar um pre-set médio para fazer com que esses games se aproximem bastante da média de 60FPS. Jogos mais leves como Overwatch, League of Legends, CS:GO e Dota 2 vão "voar" nessa configuração, rodando em altíssimas taxas de quadro mesmo em suas configurações gráficas mais pesadas.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Fire Strike (default)

OBS.:

  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ 3DMark | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 5

Avell Titanium G1556 MX (GTX 1070)
12551

Avell Titanium G1556 MX (GTX 1070)
12551

Gigabyte GeForce GTX 1050 Ti G1 Gaming
7052

Gigabyte GeForce GTX 1050 Ti G1 Gaming
7052

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
6826

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
6826

Samsung Odyssey (GTX 1050)
5502

Samsung Odyssey (GTX 1050)
5502

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
4023

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
4023



Rise of Tomb Raider
O mais recente game da franquia de Lara Croft, "Rise of Tomb Raider" trouxe um grande salto na qualidade sobre a versão anterior, prometendo exigir muito das placas de vídeo, mesmo os modelos de alta performance.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

1920x1080, FXAA, DX12, Medium

OBS.:

  • Game baseado em DirectX 11 e 12
  • Resultados em FPS médio
  • Quanto MAIOR, melhor

[ Rise of Tomb Raider | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 4

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
63.00

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
63.00

Alienware 15 (GTX 970M)
61.85

Alienware 15 (GTX 970M)
61.85

Samsung Odyssey (Core i7)
48.90

Samsung Odyssey (Core i7)
48.90

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
39.00

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
39.00



Grand Theft Auto V
O game "GTA V" para PC está entre os maiores sucessos dos últimos anos, trazendo entre seus destaques ótima qualidade gráfica. Confiram abaixo o comportamento das placas rodando o game:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

1920x1080, Pass 4 - Medium

OBS.:

  • Game baseado em DirectX 11
  • Resultados em FPS médio
  • Quanto MAIOR, melhor

[ Grand Theft Auto V | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 4

Alienware 15 (GTX 970M)
95.6

Alienware 15 (GTX 970M)
95.6

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
94.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
94.0

Samsung Odyssey (GTX 1050)
73.0

Samsung Odyssey (GTX 1050)
73.0

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
61.0

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
61.0



The Witcher 3 Wild Hunt
O terceiro game da franquia The Witcher é um excelente teste de performance, por conta de seus ótimos gráficos. Por se tratar de um jogo de mundo aberto, assim como GTA, é um teste bastante intenso que só consegue ser rodado com boa fluidez em sistemas mais potentes.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

1920x1080, Medium

OBS.:

  • Quanto maior, melhor
  • Game baseado em DirectX 11
  • Resultado do FPS médio

[ The Witcher 3 | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 3

Avell Titanium G1556 MX
127.0

Avell Titanium G1556 MX
127.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
57.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
57.0

Samsung Odyssey (Core i7)
47.0

Samsung Odyssey (Core i7)
47.0



A realidade da GeForce GTX 1050 são os e-Sports, jogos que são notadamente mais leves. Esse notebook tem desempenho para rodar em qualidade alta ou ultra jogos como Overwatch, DoTA 2, Legue of Legends, Paladins e Counter Strike: Global Ofense em altas taxas de quadros, como podem conferir nos testes abaixo. Quando trazemos para os jogos mais pesados, com franquias como The Witcher 3, ainda é possível jogar, porém é preciso ser um pouco mais comedido nas configurações gráficas. Nesses casos, o ideal é partir para a qualidade média e buscar um gameplay travado na casa dos 30FPS, ou mudar a resolução para os 900p e obter assim patamares acima dos 45FPS.

Esse modelo sobra em e-Sports e roda games mais pesados em qualidade média

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

1920x1080, Ultra

OBS.:

  • Performance no mapa FPS Benchmark

[ Counter Strike: Global Offense | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 4

Avell Titanium G1556 MX (GTX 1070)
265.0

Avell Titanium G1556 MX (GTX 1070)
265.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
132.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
132.0

Samsung Odyssey (Core i7)
129.0

Samsung Odyssey (Core i7)
129.0

Avell B155 Max (GTX 850M)
76.0

Avell B155 Max (GTX 850M)
76.0



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

1920x1080, Ultra

OBS.:

  • Performance média no modo replay

[ DOTA 2 | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 4

Avell Titanium G1556 MX (GTX 1070)
139.0

Avell Titanium G1556 MX (GTX 1070)
139.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
110.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
110.0

Samsung Odyssey (Core i7)
104.0

Samsung Odyssey (Core i7)
104.0

Avell B155 Max (GTX 850M)
64.0

Avell B155 Max (GTX 850M)
64.0



Na parte de CPU também estamos bem servidos, o que torna essa máquina uma potencial plataforma de trabalho para quem deseja editar vídeos ou fotos. Testamos a versão mais potente, equipada com o Core i7-7700HQ. Diferente de outros modelos mais portáteis equipados com Core i7 de baixo consumo, esse modelo de CPU chega com quatro núcleos e oito threads, tornando ele um aparelho muito eficiente na hora de renderizar o processar arquivos pesados. Para quem só deseja jogar, o Core i5 será mais que o suficiente, pois também vem equipado com quatro núcleos, porém sem hyperthreading para oito threads.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

R15: Teste modo CPU (multi)

OBS.:

  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ CineBENCH | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 5

Intel Core i7-7700K
956

Intel Core i7-7700K
956

Samsung Odyssey (Core i7)
736

Samsung Odyssey (Core i7)
736

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
711

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
711

Avell Titanium G1556 MX
684

Avell Titanium G1556 MX
684

Intel Core i5-6400
521

Intel Core i5-6400
521



Seu componente mais lento é o HD. Com uma GPU tão potente e uma CPU ágil, além de uma quantidade respeitável de RAM, o computador não é tão ágil na hora de ligar ou abrir os programas por conta de sua unidade de armazenamento dos dados mais lenta. Um upgrade com SSD na hora da compra é uma excelente pedida.

Aquecimento e autonomia
Excelente autonomia e bom sistema de resfriamento

Um dos grande destaques desse modelo é a presença de uma bateria de 74 Wh, consideravelmente maior que a do Samsung Odyssey (43Wh), por exemplo. Se por um lado essa bateria maior deixou o notebook um tanto mais pesado, na hora de ficar longe da tomada essa característica "trouxe seus préstimos":

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Padrão modo Office - Bateria

OBS.:

  • Tempo medido em minutos

[ PCMark 8 | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 5

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
634

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
634

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
378

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
378

Alienware 15
346

Alienware 15
346

Samsung Odyssey (Core i7)
217

Samsung Odyssey (Core i7)
217

Avell Fullrange G1746 Iron
144

Avell Fullrange G1746 Iron
144



A autonomia do Dell 15 Inspiron Gaming 2017 é consideravelmente superior a do que vemos normalmente em notebooks gamers. Em atividades leves como navegação na internet, edição de texto e uma eventual edição de imagens, dá para ficar mais de 10h sem carregá-lo. Assim ele acaba compensando o peso adicional, comparado a outros notebooks, ao dispensar o carregador em um dia de trabalho. Obviamente games ou edição de vídeos e renderizações intensas em 3D derrubam consideravelmente o tempo fora da tomada, e nem é indicado realizar essas ações sem manter o notebook conectado na energia, pois há perdas significativas de desempenho.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Rodando 3DMark (Fire Strike)

OBS.:

  • Temperatura ambiente ou no máximo 25ºC
  • Medida em graus Celsius
  • Quanto MENOR, melhor

[ Temperatura (GPU) | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 5

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
64

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
64

Samsung Odyssey (Core i7)
65

Samsung Odyssey (Core i7)
65

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
66

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
66

Avell Titanium G1556 MX
70

Avell Titanium G1556 MX
70

Alienware 15
74

Alienware 15
74



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Rodando Fire Strike

OBS.:

  • Ruído gerado pelas ventoinhas durante o teste Fire Strike do 3DMark
  • Sensor posicionado à frente do notebook
  • Intensidade sonora medida em decibéis

[ Nível de Ruído | Dell Inspiron Gaming 15 (2017) ] Hardwares Comparados: 6

Alienware 15
42.5

Alienware 15
42.5

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
43.0

Dell Inspiron 15 Gaming (GTX 960M)
43.0

Avell Titanium G1556 MX
46.0

Avell Titanium G1556 MX
46.0

Avell Fullrange G1746 Iron
48.5

Avell Fullrange G1746 Iron
48.5

Samsung Odyssey (Core i7)
49.0

Samsung Odyssey (Core i7)
49.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
50.0

Dell Inspiron Gaming 15 (2017)
50.0



Seu sistema duplo de resfriamento se saiu muito bem mantendo a temperatura do chip gráfico e do processador em ordem, entregando um dos melhores resultados que já medimos aqui no Adrenaline. Em compensação, ele foi um pouco mais barulhento que outros modelos, porém nada que escape muito da média. Assim como outros modelos, ao rodar games pesados o sistema de resfriamento produz um ruído notável, e pode incomodar se você não jogar de fones.

Recursos adicionais

A Dell equipou seu modelo com alguns adicionais interessantes. Um recurso muito importante para um notebook gamer é um sistema eficiente de dissipação de calor e, assim como diversas fabricantes têm optado, equipou o Dell 15 Gaming 2017 com uma dupla de fans para manter as temperaturas do processador e da placa de vídeo em ordem. 

O áudio ganha um "corpo extra" com o sistema de som Waves MaxxAudio Pro e a presença de um subwoofer na parte frontal, embaixo. Esse conjunto traz um resultado interessante para músicas e games, mas ainda segue imbatível a opção por um bom headset.

AVALIAÇÃO:

Design

9.0

Tela

8.0

Performance

9.0

Autonomia

9.5

Preço

7.5
Conclusão

O Dell Inspiron 15 Gaming ganhou ótimas atualizações em sua versão 2017. A troca pelos chips gráficos da serie 10 da Nvidia trouxeram saltos em desempenho, e hoje a linha consegue entregar o mesmo que um chip mais entusiasta na geração era capaz de fazer, como fica evidente na proximidade de desempenho da GTX 1050 Ti do que vimos na GTX 970M do Alienware 15 (2016). Com esse novo chip é possível jogar qualquer game em FullHD, eventualmente diminuindo a qualidade gráfica para o médio para manter uma média de quadros próxima dos 60FPS nas franquias mais pesadas.

Como vem equipado com boas CPUs Core i5 e Core i7, esse também é um modelo para quem está pensando em comprar uma estação de trabalho, e precisa de um notebook com bom poder de processamento para lidar com softwares como Photoshop e Premiere. Nessas situações o Core i7-7700HQ é uma excelente pedida. Para quem pretende apenas jogar, o Core i5 já da conta do recado.

Esse notebook é capaz de rodar qualquer game em boa qualidade gráfica

Para quem tem foco em games o investimento adicional para a GTX 1050 Ti é mais que justificado. Apesar de encarecer em 800 reais o preço final, a versão com Core i7 e GTX 1050 Ti entrega um ganho de em torno de 25% sobre o que vemos na GTX 1050 (presente no Samsung Odyssey). Esse ganho de desempenho possibilita garantir o que faltou na GTX 1050 para rodar games mais pesados em qualidade média e resolução 1080p com uma média próxima dos 60FPS, e em outros casos aumentar a qualidade para o alto. Se você tem algum "triplo A" em mente, melhor desembolsar um pouco mais. Se vai focar mesmo nos e-Sports e jogos um pouco mais leves, a GTX 1050 dá conta do recado.

O investimento adicional em uma GTX 1050 Ti compensa

A possibilidade de trocas de peça é um diferencial importante, já que mesmo quem adquiriu o modelo mais básico pode no futuro colocar um SSD no lugar do HD ou mesmo aproveitar o slot M.2 para adicionar uma mídia de armazenamento mais rápida. Os 8 GB de RAM já dão conta da maioria dos jogos atuais, mas é sempre bom ter a possibilidade de upgrade disponível sem dificuldades.

A excelente autonomia é o principal diferencial do 15 Gaming 2017

Um dos trunfos do 15 Gaming é sua excelente autonomia, algo bem incomum em notebooks para jogos. Uma pena que ficou um pouco mais pesado para conseguir isso, ao usar uma bateria maior que outros rivais do mercado. Em compensação, em usos leves e usando o modo economia de energia, dá pra ficar mais de 10 horas longe da tomada, ou seja: em um dia de trabalho (se não usar softwares como Premiere) dá até para cogitar não levar o carregador.

Um ponto importante a ser observado é o preço um pouco mais alto dos modelos da Dell comparado a concorrentes. Com um Core i5 e uma GTX 1050, ele é vendido por R$ 4,8 mil (na loja oficial da Dell), quase mil reais a mais do que o valor do Samsung Oydssey na mesma configuração. Na versão com GTX 1050 Ti, com custo de R$ 5,4 mil, um pouco acima do o Acer VX5 que pode ser encontrado por até 500 reais a menos. Como se tratam de concorrentes com características semelhantes, é sempre bom dar uma pesquisada antes de definir por um desses modelos.


PRÓS
  • Excelente autonomia
  • Bom desempenho em games
  • Alta performance da CPU
  • Tela antirreflexo
CONTRAS
  • Insuficiente para qualidades mais altas em games pesados
  • Mais pesado que concorrentes
  • Mais caro que rivais diretos
  • Tela deveria ser melhor