Antes de comprar a Motorola, em outubro de 2014, a Lenovo nunca tinha se arriscado a lançar um smartphone no Brasil. Pouco mais de um ano depois de oficializar a aquisição, a empresa resolveu fazer sua estreia no país com o bom smartphone intermediário Lenovo Vibe A7010, que analisamos no fim do ano passado. Agora, a empresa lançou mais um aparelho para concorrer no mercado de intermediários, onde a sua própria subsidiária Motorola já faz bastante sucesso.

Trata-se do Lenovo Vibe K5, um dispositivo que aposta num belo design, um SoC pouco melhor que o de seus adversários e em alto-falantes estéreo com tecnologia Dolby Atmos. Mas será que chegar com o preço mais camarada de R$ 999 – vale lembrar, o valor não demora para cair após o lançamento – é o suficiente para torná-lo uma opção competitiva?

Desenvolvedor Lenovo LG Motorola Sony
Distribuidor Lenovo LG Motorola Sony
Plataformas Smartphone Android Smartphone Android Smartphone Android Smartphone Android
Site oficial Link Link Link
Preço no lançamento R$ 999,00 R$ 1.199,00 R$ 900,00 R$ 1.399,00
Preço atualizado R$ 900,00 (em 03/01/2017 ) R$ 700,00 (em 09/02/2017 ) R$ 850,00 (em 03/11/2016 ) R$ 1.299 (em 09/05/2016 )
Especificações
Sistema Operacional Android 5.1 Android 6.0 Android 5.1 Android 5.0
Update disponível para o sistema Android 5.1 Não informado Android 5.0
Número de núcleos 8 8 4 8
Memória RAM 2GB 1GB 2GB 2GB
Armazenamento interno |16GB| |16GB| |8GB||16GB| |8GB||16GB|
Cartão microSD até 32GB até 32GB até 32GB
Portas de conexão |Micro-USB| |Micro-USB| |Micro-USB|
Processador Snapdragon 616 MediaTek MT6753 Qualcomm Snapdragon 410 Snapdragon 615
Clock 1.5 GHz 1.1 GHz 1.4 GHz 1.5 GHz
GPU Adreno 405 Mali-T720MP3 Adreno 306 Adreno 405
Bateria 2750 mAh 2.220 mAh 2.470 mAh 2400 mAh
Dimensões 142 x 71 x 8.2 mm 146,6 x 74,8 x 8,8 mm 142.1 x 72.4 x 6.1~11.6 mm 145.5 x 72.6 x 7.3 mm
Peso 142 g 153 g 155 g 136 g
Recursos
LTE Sim Sim Sim Sim
Tipo de cartão SIM Micro SIM Nano SIM Micro SIM Nano SIM
Número de cartões SIM 2 2 2 1
TV Digital Não Sim Sim
Leitor de Digital Não Não Não
NFC Não Não Não Sim
Radio Sim Sim Sim Sim
GPS Sim Sim Sim Sim
Bluetooth 4.1 4.0 4.0 4.1
Extras Alto-falantes estéreo com Dolby Atmos Certificação IPx7 Resistência a água IP68
Display
Tamanho 5 polegadas 5.3 polegadas 5 polegadas 5 polegadas
Resolução 1080 x 1920 720 x 1280 720 x 1280 720 x 1280
Tecnologia TFT LCD IPS IPS IPS
Proteção Corning Gorilla Glass 3 Vidro resistente a riscos
Câmera
Vídeos 1080p 30 fps 1080p 30 fps 1080p 30 fps 1080p 30 fps
Traseira 13 13 13 13 MP
Frontal 5 8 5 5 MP

Design e Tela

Belo Design e único display Full HD do segmento

Nos últimos tempos, não é raro ver as empresas tirando ideias de design de uma ou outra concorrente no segmento dos topo de linha – o que resulta em dispositivos belíssimos, de excelente construção. Porém, no mundo dos smartphones intermediários, onde as empresas têm que economizar mais, isso não é tão comum. Por isso, é uma grata surpresa ver a Lenovo investindo pesado nessa parte do Vibe K5, que em muitos aspectos lembra um topo de linha. Isso é verdade especialmente quando falamos da traseira do aparelho, que possui duas demarcações bem claras, delimitando as áreas onde ficam câmera e alto-falantes.

Por ter apenas 8 mm de espessura, o smartphone não incomoda no bolso e até tem uma boa pegada – mesmo não sendo tão bom de segurar quanto o Moto G 3ª geração, por exemplo. Apesar de sua beleza, o Vibe K5 passa um pouco a sensação de ser um dispositivo mais barato, especialmente pelo plástico utilizado, e por sua traseira não ser texturizada, como é o caso de alguns dos seus principais concorrentes. Mas não é nada que vá atrapalhar a experiência de uso – e inclusive é até esperado dos aparelhos dessa categoria.

O que não é normal ver em aparelhos intermediários dessa faixa de preço é um belo display em Full HD. E é aí que está o outro grande diferencial do aparelho. O display de LCD IPS tem 5 polegadas, o que resulta numa excelente densidade de 441 pixels por polegadas, mais que o suficiente para todas as tarefas do dia a dia. As cores são bem vívidas e o display possui uma boa faixa de luminosidade, sendo tranquilo de usá-lo sob Sol forte, desde que você deixe o brilho no máximo. Só é uma pena que o vidro da tela não tenha nenhum tipo de proteção específica – não há Gorilla Glass nem nenhum marca conhecida por trás da solução empregada pela Lenovo.

Tem apenas duas coisas que considerei bem diferentes no design do dispositivo, e que demorou um tempo para me acostumar. A primeira é que a porta microUSB que é utilizada para carregar o dispositivo e transferir dados para o PC fica na parte de cima, junto da porta para fones de ouvido. Imagino que seja uma saída de engenharia para proporcionar o máximo de espaço possível para os excelentes alto-falantes estéreo, que ficam na parte inferior do Vibe K5. Outro detalhe é que o botão capacitivo de "voltar" está na direita, e que o botão de "gerenciador de tarefas" está na esquerda. Essa é a mesma saída que a Samsung usa, por exemplo, mas que pode deixar alguém acostumado com aparelhos de Asus e Motorola (meu caso) meio perdido no começo.

Lenovo Vibe K5

Câmera

O que se espera de um intermediário, com a adição de v-selfies

O Lenovo Vibe K5 tem uma câmera traseira de 13 MP que não foge muito do que vemos na maioria dos smartphones intermediários. O sensor é bom o suficiente para tirar fotos decentes em cenas com boa iluminação e pouco movimento, mas não se sai muito bem com pouca luz – e ainda pior na hora de capturar objetos em movimento.O LED-Flash cumpre bem o seu papel, e também não se diferencia muito dos outros flashs do mercado. O grande "diferencial", se é que podermos chamar assim, do Lenovo Vibe é que ele possui câmera frontal de 5 MP com a função v-selfie, que tira uma selfie quando você faz um "v" com os dedos. E também tem um recurso de embelezamento, para quem estiver interessado nesse tipo de coisa.

  

  

  

Confira o comparativo de fotos abaixo:

Boa Luz

   
Lenovo Vibe K5, Moto G 3ª Geração, Samsung Galaxy A5 4G Duos e Asus Zenfone 2

Pouca Luz

   
Lenovo Vibe K5, Moto G 3ª Geração, Samsung Galaxy A5 4G Duos e Asus Zenfone 2

Flash

   
Lenovo Vibe K5, Moto G 3ª Geração, Samsung Galaxy A5 4G Duos e Asus Zenfone 2

Desempenho e Autonomia

Tela Full HD é muito pesada para especificações intermediárias

A experiência de uso do smartphone está dentro do que se espera de um aparelho intermediário. Ou seja: não tem nada que comprometa o uso cotidiano, que envolve acessar redes sociais, assistir vídeos, enviar e-mails, navegar na internet, entre outras coisas mais leves. Em termos do SoC utilizado, o Qualcomm Snapdragon 616, o Lenovo Vibe K5 está apenas um pequeno passo à frente dos concorrentes Sony Xperia M4 Aqua e Moto G de 3ª Geração Turbo, que trazem o semelhante Snapdragon 615 – mas também custam um pouco mais caro. Já outros competidores diretos, que são Samsung Galaxy J5, LG K10 e a versão tradicional do Moto G de 3ª Geração, utilizam o Snapdragon 410, que tem desempenho comprometido em aplicativos que exijam mais potência, especialmente games.

Apesar de ter um processador superior, o smartphone da Lenovo não se sai melhor que os concorrentes em muitos dos benchmarks. A explicação para isso está na sua tela de resolução Full HD, que demanda mais potência do que os displays HD dos outros dispositivos. Mesmo assim, o aparelho se saiu bem em performance gráfica, com resultado até melhor que o do Lenovo Vibe A7010 no 3D Mark. Isso mostra como ele é uma boa opção para quem quiser jogar games mais pesados. A presença do Asus Zenfone 2 nos comparativos pode até estranhar a princípio, mas ele aparece como um lembrete de que, por apenas R$ 200 a mais, é possível comprar um aparelho que tem basicamente o dobro do desempenho gráfico.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Modo Padrão

[ Antutu | Lenovo Vibe K5 ] Hardwares Comparados: 7

ASUS Zenfone 2
46101

ASUS Zenfone 2
46101

Motorola Moto X Play
36125

Motorola Moto X Play
36125

Lenovo Vibe K5
35337

Lenovo Vibe K5
35337

Quantum GO (32-bit)
29311

Quantum GO (32-bit)
29311

Positivo Octa X800
27755

Positivo Octa X800
27755

Motorola Moto G 2015 (3ª geração)
24009

Motorola Moto G 2015 (3ª geração)
24009

Asus Zenfone Selfie
22630

Asus Zenfone Selfie
22630



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Modo padrão

OBS.:

  • Teste baseado na engine Unity 4.2
  • Resultado em pontos, definido pelo aplicativo

[ Basemark OS II | Lenovo Vibe K5 ] Hardwares Comparados: 9

ASUS Zenfone 2
1247

ASUS Zenfone 2
1247

Quantum GO
871

Quantum GO
871

Lenovo Vibe A7010
772

Lenovo Vibe A7010
772

Motorola Moto G 2015 (3ª geração)
544

Motorola Moto G 2015 (3ª geração)
544

Samsung Galaxy On7
518

Samsung Galaxy On7
518

Quantum GO (32-bit)
511

Quantum GO (32-bit)
511

Positivo Octa X800
456

Positivo Octa X800
456

Asus Zenfone Selfie
313

Asus Zenfone Selfie
313

Lenovo Vibe K5
310

Lenovo Vibe K5
310



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Ice Storm Unlimited

OBS.:

  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ 3DMark | Lenovo Vibe K5 ] Hardwares Comparados: 9

ASUS Zenfone 2
18355

ASUS Zenfone 2
18355

Motorola Moto X Play
8001

Motorola Moto X Play
8001

Lenovo Vibe K5
7751

Lenovo Vibe K5
7751

Asus Zenfone Selfie
7412

Asus Zenfone Selfie
7412

Lenovo Vibe A7010
6811

Lenovo Vibe A7010
6811

Positivo Octa X800
4499

Positivo Octa X800
4499

Motorola Moto G 2015 (3ª geração)
4420

Motorola Moto G 2015 (3ª geração)
4420

Quantum GO (32-bit)
4392

Quantum GO (32-bit)
4392

Samsung Galaxy On7
4313

Samsung Galaxy On7
4313



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Performance

OBS.:

  • Pontução gerada pelo aplicativo
  • MAIS é melhor

[ PCMark for Android | Lenovo Vibe K5 ] Hardwares Comparados: 6

Asus Zenfone 2
5722

Asus Zenfone 2
5722

Lenovo Vibe A7010
4278

Lenovo Vibe A7010
4278

Motorola Moto X Play
4019

Motorola Moto X Play
4019

Samsung Galaxy On7
4014

Samsung Galaxy On7
4014

Lenovo Vibe K5
3469

Lenovo Vibe K5
3469

Asus Zenfone Selfie
3038

Asus Zenfone Selfie
3038



Na parte da autonomia, a escolha por uma tela de resolução maior acaba atrapalhando ainda mais o dispositivo. Afinal, um dos principais pontos de venda que a Lenovo tem anunciado é a bateria de 2750 mAh – maior que as da maioria dos dispositivos intermediários. Porém, essa bateria extra acaba não se refletindo em autonomia extra, e o Vibe K5 não se saiu muito bem em nossos testes. Tanto no teste do PCMark quanto em nosso próprio teste de Alto Consumo, o Lenovo acabou ficando lá atrás – só ganhando do Positivo Octa X800, que é um desastre nesse aspecto. E, realmente, trazendo para o meu uso diário, foi bastante difícil levar a bateria até o final do dia. Nesse caso, para quem se importa muito com a autonomia, a dica é ir para a Motorola, que oferece excelente duração de bateria tanto no Moto G de 3ª geração quanto no Moto X Play.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Bateria

OBS.:

  • Duração de bateria realizando ciclos de atividades
  • Autonomia estimada em minutos

[ PCMark for Android | Lenovo Vibe K5 ] Hardwares Comparados: 7

Motorola Moto X Play
666

Motorola Moto X Play
666

Samsung Galaxy On7
515

Samsung Galaxy On7
515

Asus Zenfone Selfie
466

Asus Zenfone Selfie
466

Lenovo Vibe A7010
456

Lenovo Vibe A7010
456

Asus Zenfone Go
415

Asus Zenfone Go
415

Asus Zenfone 2
414

Asus Zenfone 2
414

Lenovo Vibe K5
366

Lenovo Vibe K5
366



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Alto consumo

OBS.:

  • Consumo de bateria após 3 horas de execução de vídeo
  • Vídeo por streaming do app do YouTube em FullHD
  • Brilho de tela e volume em 50%

[ Autonomia de bateria | Lenovo Vibe K5 ] Hardwares Comparados: 8

Samsung Galaxy On7
74

Samsung Galaxy On7
74

Motorola Moto X Play
71

Motorola Moto X Play
71

Motorola Moto G 2015 (3ª geração)
67

Motorola Moto G 2015 (3ª geração)
67

Lenovo Vibe A7010
60

Lenovo Vibe A7010
60

ASUS Zenfone 2
47

ASUS Zenfone 2
47

Quantum GO
45

Quantum GO
45

Lenovo Vibe K5
42

Lenovo Vibe K5
42

Positivo Octa X800
24

Positivo Octa X800
24



Funcionalidades

Modificações questionáveis no Android e excelentes alto-falantes com Dolby Atmos

O Lenovo Vibe K5 é dual-chip, e ambos os slots possuem suporte a internet 4G. O aparelho traz Android 5.1.1 e vem com um launcher customizado da Lenovo, que, assim como acontece no iOS, não possui uma tela dedicada para aplicativos. Ao invés disso, todos seus apps ficam espalhados pela home, o que pessoalmente não me agrada pela desorganização – e pela minha preferência por uso de widgets. Por sorte, o smartphone dá a opção de utilizar o launcher padrão da Google, que deixa o sistema operacional com cara de stock. Infelizmente, a barra de notificações da Lenovo, que também não me agrada, não é alterada por isso. Também dá para escolher diferentes temas visuais, então no final das contas fica tudo por conta da preferência do usuário. A única coisa que considero indiscutível é que os botões de "fechar todos os aplicativos" e de "gerenciador de tarefas" são horríveis e me lembram da interface do Windows 95.

O principal diferencial do aparelho em termos de recursos está nos seus excelentes alto-falantes. É verdade que a maioria de nós utiliza o smartphone, na maior parte do tempo, quando estamos na rua – ou ao menos com outras pessoas em volta. Até por isso, nunca vi muita utilidade em focar muito no som estéreo do dispositivo. Mas não tem como negar: quando você está sozinho em casa, pode ser bem legal jogar a todo volume e com um som bem claro. Não tem como negar também que cada vez mais gente assiste conteúdos multimídia nos seus dispositivos móveis, e o som claro – e bastante potente para um smartphone – com equalizador Dolby Atmos não decepeciona na hora de ver vídeos no YouTube ou assistir séries. Claro que ele não fica pra trás na hora de tocar músicas também.

AVALIAÇÃO:

Design

9.5

Câmera

7.0

Desempenho

8.5

Autonomia

6.0

Recursos

7.0

Preço

8.0
Conclusão

A Lenovo conhece muito bem o mercado onde está entrando, e até por isso teve que dar um jeito de se distanciar do que a sua subsidiária, a Motorola, estava fazendo. Por isso mesmo, o Vibe K5 aposta num foco totalmente diferente do que o Moto G de 3ª geração. Enquanto o Motorola traz design, som e tela apenas medianos, o Lenovo investe forte nessas áreas. Porém, como acontece com todo dispositivo intermediário, foi preciso comprometer em outras áreas. Por isso, o Vibe K5 fica para trás em questão de câmera e de recursos – e até mesmo o seu melhor desempenho acaba sendo prejudicado por sua tela Full HD.

E no final das contas, o segmento está tão cheio de boas opções – Moto G, LG K10, Xperia M4, Quantum Go – que fica difícil para o Lenovo Vibe K5 conquistar seu espaço. O aparelho vem buscar o pequeno nicho dos consumidores que querem ter o design e a tela de smartphones mais caros, só que pagando menos de R$ 1 mil por isso. E, claro, quem se importar muito com os alto-falantes de seu aparelho, já que o som Dolby Atmos do Lenovo Vibe K5 é de fato excelente. Mas a verdade é que a maioria dos usuários vai querer uma maior autonomia ou um melhor desempenho. E, nesse caso, há ainda a ameaça de dois smartphones que custam apenas R$ 200 a mais: o Moto X Play com sua monstruosa bateria e o Zenfone 2 com seu ótimo processador Intel Atom Z3580 e 4 GB de RAM.