Adrenaline: Fonte de informação sobre Tecnologia e Jogos

GamesXboxPC GamesPlaystatione-Sport

Fugindo da região sudeste, Gamercom reúne fãs de games em Florianópolis

Fugindo da região sudeste, Gamercom reúne fãs de games em Florianópolis





Share on Google+

Foto: Luiz Fernando Menezes 

Enquanto os principais eventos de games acontecem na região sudeste, três apaixonados por jogos eletrônicos resolveram levar a ideia para o sul do país. Diego Oliveira, Juliana Cruz e Wallace Thomaz, de Florianópolis, realizam na cidade a Gamercom. A feira apresenta ao público as principais novidades de games e, em sua primeira edição, traz produtoras como a Sony, Warner Bros e Ubisoft. Lá, os visitantes podem experimentar os jogos mais recentes dessas desenvolvedoras e conhecer alguns títulos de produção independente, criados por desenvolvedores da capital catarinense.

Mas o amor por jogos não foi o único motivo que fez os amigos criarem a feira na cidade. Diego acredita que falta oferta para a demanda do mercado na região. Ele cita uma pesquisa da CGames, em parceria com a ESPM, que mostra que a região sul representa entre 20% e 25% do mercado nacional de games. “A gente ficou um tempo ganhando XP, melhorando as skills, para poder voltar a ter condições de fazer um evento que conseguisse reunir quatro dos principais segmentos do mundo dos games”, disse. Voltar, porque em 2008 e 2009 a mesma equipe realizou outro evento de games em Florianópolis que não deu muito certo. Diego diz que a indústria já estava crescendo, porém faltava investimento em e-sport, e os games indies, por exemplo, não eram tão conhecidos. Principalmente na região.

Agora o cenário é outro e ele se mostra confiante com o resultado da Gamercom. No primeiro dia da feira, que iniciou sábado, dia 13, passaram pelo Centro de Convenções Centrosul mais de 3 mil pessoas. Até às 20h de hoje, dia 14, quando o evento acaba, a estimativa é que o número dobre. Ouça a entrevista completa com o organizador Diego Oliveira.

O jornalista Marcos Giraldi levou a família até lá. Ele acha importante que seus filhos fiquem por dentro do que há de novo no mercado dos jogos eletrônicos. Principalmente porque o filho mais velho, além de fã dos games, já faz curso na área de design de jogos. O mais novo tem apenas 5 anos, mas já é bem entendido. Antes da entrevista, jogava Fifa com o pai. Além de jogos de futebol, gosta de Mortal Kombat e de clássicos do Nintendo, como Super Mario e Sonic.


Marcos e os filhos João, de 12 anos, e Luis Felipe, de 5.

Uma novidade que chamou bastante a atenção do público e muitos quiseram experimentar, foi o óculos de realidade virtual Rift. O dispositivo está presente em dois estandes na Gamercom. Em um deles, o usuário utiliza os óculos para entrar em uma história e controla como ela vai ser contada olhando para detalhes do ambiente. O software foi desenvolvido por uma empresa suíça e está sendo apresentado na América Latina pela primeira vez durante a feira. Em outro estande, o Oculus Rift está conectado a um simulador de montanha russa e mostra mais uma possibilidade do gadget. Criado por uma empresa catarinense, a ideia é utilizar o simulador para o entretenimento em festas infantis e shopping centers.

E a experiência com os games vai além do digital. Caminhando pela feira, você pode esbarrar na Princesa Peach, do Super Mario, no Link, de Legend of Zelda, ou no Ezio, de Assassin’s Creed, por exemplo. São os famosos cosplays. Uma delas é a formada em moda Aline Moré, de 27 anos. Natural de Florianópolis, ela faz cosplay há 17 anos e já participou de mais de 50 eventos vestida como uma de suas personagens favoritas. Na Gamercom, a escolhida foi a versão Fênix Negra da Jean Grey, de X-Men.




Os cosplays também estiveram em ação no palco da feira com um live action de Mortal Kombat. Nesse mesmo palco estão sendo realizados os torneios de jogos de League of Legends e StarCraft II, que vão dar premiação em dinheiro às equipes vencedoras. Durante as partidas, é grande o número de pessoas assistindo aos duelos. Outras apresentações e exposições também estão acontecendo por lá. Os ingressos para conhecer a feira custam R$30,00.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Adrenaline. Se achar algo que viole nossas condições de uso, denuncie através do link de report de erro do conteúdo.

Comentários que não são pertinentes a discussão, com caráter ofensivo, com xingamentos etc., serão deletados sem aviso prévio e os usuários serão BANIDOS. Não iremos fazer análises de reclamações sobre banimentos, então pedimos a colaboração para evitar inconvenientes.

* Esse é um espaço de troca de conhecimentos e opiniões, use-o para esses propósitos *