Canal: Tecnologia



Siga a Adrenaline


Brand Channels


Colunas


Artigos


Enquete da vez

Qual jogo você está mais ansioso para testar na Brasil Game Show 2014?
Ver outras enquetes


softwares categoria : softwares | 26.11.2011 / 08h40 | comentários : 16


Tamanho do texto:


Microlins é acusada de pirataria e pode ter que pagar mais de R$1 bilhão

autor: risastoider

A Microlins, escola de cursos profissionalizantes com mais de 750 franquias em 22 estados brasileiros, sofre um processo na justiça após ser acusada de utilizar durante cerca de 10 anos um software sem ter pago um centavo ao seu desenvolvedor.

A ação, movida pela The Best Media Software Informática LTDA. contra a Multi Brasil Franqueadora e Participações LTDA., dona da escola, foi motivada por violação de direito autoral referente ao software “Curso de Digitação”.



O programa é de propriedade de Cláudia Cruz, que possui Registro de Propriedade em cartório de Títulos e Documentos, além de todos os códigos-fonte do sistema que comprovam a autoria do software. “Descobri a pirataria por acaso, através de uma ligação telefônica recebida em nossa empresa, de uma aluna da Microlins, querendo mais detalhes a respeito da venda do produto”, conta Cláudia. “Ela estava interessada em adquiri-lo por já ter realizado o curso lá e tinha intenção de ensinar a técnica, em casa, a seus familiares.”

Após o telefonema, Cláudia questionou a existência do curso entre 122 filiais da rede, e todas confirmaram a informação. Assim, ela decidiu se matricular no Curso de Digitação oferecido pela Microlins na unidade Barueri e comprovou pessoalmente a violação dos seus direitos autorais.

 “São cerca de 10 anos de utilização indevida do programa sendo que, neste período, a ré já profissionalizou mais de 3,5 milhões de alunos em mais de 750 unidades franqueadas espalhadas por aproximadamente 500 cidades do país”, revela Alexandre Rohlf Morais, advogado responsável pela ação. Na esfera cível, que corre em segredo de justiça, a causa passa de R$ 1 bilhão.

O advogado acredita que esta ação mudará a forma como a pirataria é encarada no Brasil. “Todas as provas são contundentes, bem como a perícia realizada pela Polícia Científica de São Paulo, que concluiu de forma positiva sobre a execução de pirataria por parte da Microlins.” Ele diz que a Microlins sequer possui notas fiscais da compra do produto, o que seria a única forma de provar inocência.






Comentários (16) Assinar


TesagiChan
Postado
20/06/2012
10:57
citação do post de freodnan

citação do post de Tony Montana

Eu já estudei lá, acho que foi em 2003, não manjava nada de PC e tal, aí minha mãe na época me pagou um curso de informática. Honestamente, essa mulher está correta em processá-los, pois o Curso de Digitação (que eu nem sabia que era dela) contido no módulo Básico da Microlins, é a única coisa que presta lá (excetuando-se as pessoas, pois os professores são de muita boa-vontade e conhecimento, não vou negar) a nível de software.
Eu mesmo, aprendi a digitar mais de 300 toques/minuto sem olhar pro teclado com a ajuda desse cursinho que é um programa leve e intuitivo. Eles até salvaram num disquete (old school rules) na época e deixaram eu trazer o mesmo pra casa pra estudar mais. Interessante como se desenrolou a história.


cara se é burro de falar isso no fórum, pois vc esta assumindo que participou da pirataria.

Ele pode dizer muito bem que não havia conhecimento que o produto em si era pago, e que recebeu sem nenhum questionamento do professor... Enfim.

@topic: Pode ser exagero, mas com a frequente queda de esmtudantes nessa empresa, creio que ela teria somente 1/3 do que está pedindo, mas ela foi bem esperta e sabe o valor que está pedindo.

freodnan
Postado
28/11/2011
08:31
citação do post de Tony Montana

Eu já estudei lá, acho que foi em 2003, não manjava nada de PC e tal, aí minha mãe na época me pagou um curso de informática. Honestamente, essa mulher está correta em processá-los, pois o Curso de Digitação (que eu nem sabia que era dela) contido no módulo Básico da Microlins, é a única coisa que presta lá (excetuando-se as pessoas, pois os professores são de muita boa-vontade e conhecimento, não vou negar) a nível de software.
Eu mesmo, aprendi a digitar mais de 300 toques/minuto sem olhar pro teclado com a ajuda desse cursinho que é um programa leve e intuitivo. Eles até salvaram num disquete (old school rules) na época e deixaram eu trazer o mesmo pra casa pra estudar mais. Interessante como se desenrolou a história.


cara se é burro de falar isso no fórum, pois vc esta assumindo que participou da pirataria.

Vhann
Postado
28/11/2011
06:41
Quero só ver que fim vai ter esse processo.

DHX
Postado
27/11/2011
14:29
citação do post de Leopard02

Menos pessoal...
Qual escola de informática que não usa software pirata??

Achei sem noção essa ação de 1Bi, a escola não vale nem 300Mi ahahahhaha


Eu em 2005 fiz um curso no SENAC e ali não usava-se software pirata até mesmo o professor incentivava ao uso de softwares \'freeware" ou open, tanto que nos computadores trabalhados eram ainda Win98 para tarefa que iriamos fazer (mas todos funcionando 100%) e quem fosse fazer cursos de Corel ou etc... lembro do próprio professor mostrando a planilha com os custos dos softwares para o SENAC.

Se a escola não cria nenhum laço com que ensina ? Fechar esses embustes ao consumidor!

tccalixto
Postado
27/11/2011
06:33
escola de merda...fiz um curso de técnico de informática nessa escola, só tem nome mesmo, computadores obsoleto, estava incluso no curso de redes, nem roteadores ele tinha pra configurar uma rede wireless.
Pelo que eu vir lá no curso todos os software que eles usam lá é pirata.

fredericci
Postado
26/11/2011
20:42
O processo é contra o grupo Multi Brasil dona da franquia Microlins, People, Wizard Idiomas, Skill Idiomas e outras...

realmente, uma empresa dessas deveria levar pirataria mais a sério.

http://www.mh1.com.br/marcas.asp

laureanoleme
Postado
26/11/2011
15:24
Essa estimativa sem dúvida alguma baseia-se na falta de caráter na interpretação da lei. Como é bom ver advogados sem índole inflando valores na espera de sua "gorjeta"!

poisonmaniac
Postado
26/11/2011
14:58
citação do post de Leopard02

Menos pessoal...
Qual escola de informática que não usa software pirata??

Achei sem noção essa ação de 1Bi, a escola não vale nem 300Mi ahahahhaha


Cada vez mais quem usa software prata está sendo a exceção. Hoje em dia, qualquer curso de médio ou grande porte consegue fechar uma parceria com empresas grandes de software, como Microsoft, para utilização dos softwares originais pagando um valor bem abaixo do mercado.

Se for pensar no que a Microlins já ganhou de dinheiro nesses 10 anos por causa deste curso de digitação, o valor está bem justo.

Achei aqui em um site um comentário sobre este valor: "Para chegar ao valor, a empresa considerou que a Microlins já formou 3,5 milhões de alunos."

Fonte: http://www.haasadvogados.com.br/pagina.php

Leopard02
Postado
26/11/2011
13:48
Menos pessoal...
Qual escola de informática que não usa software pirata??

Achei sem noção essa ação de 1Bi, a escola não vale nem 300Mi ahahahhaha

Cristino.Fagner
Postado
26/11/2011
13:16
Nunca confiei na microlins, empresinha lixo......¬¬






ENVIAR NOTÍCIA POR EMAIL:Fechar
seu nome: seu e-mail:
enviar para: separar os emails por vírgulas
comentários:
Máx. 800 caracteres (restam 800 caracteres).



Facebook
YouTube
Twitter
Fórum
RSS