Canal: Segurança



Siga a Adrenaline


Brand Channels


Colunas


Artigos


Enquete da vez

Qual game de e-Sport você costuma jogar ou assistir a compeonatos?

League of Legends
33%
DotA 2
25%
Counter-Strike
12%
Counter-Strike: Global Offensive
11%
StarCraft II
10%
Call of Duty: Black Ops II
7%
StarCraft: Brood War
1%
WarCraft III
1%

Ver outras enquetes


geral categoria : geral | 18.10.2010 / 10h43 | comentários : 0


Tamanho do texto:


Cibercriminosos não são "nerds solitários", diz Trend Micro

autor: risastoider

As mentes por trás do desenvolvimento de malwares especializados no crime virtual são “nerds com óculos grossos, tímidos e sem vida social satisfatória”? Errado. De acordo com uma pesquisa da Trend Micro, apesar de 15% das pessoas acreditarem nesse estereótipo, o cibercrime é praticado por empresas grandes, sérias e de natureza cooperativa.


Essas organizações ganham poder por meio do roubo de senhas e propriedade intelectual. As empresas mais técnicas se especializam no desenvolvimento softwares engenhosos, enquanto outras vendem softwares ilegais ou divulgam serviços como distribuição de spam e construção de botnets sofisticados. O valor arrecadado com crimes online varia entre diferentes grupos, em função dos riscos que correm. A Trend Micro apurou que alguns vendem código por 365 a 2.400 euros e programadores do Zeus chegam a ganhar em torno de 610.000 euros por ano, o equivalente a quase US$850 mil.

Uma rede de 150 mil bots pode captar centenas de milhões de dólares por ano somente a partir das buscas em sites populares. Assim que as vítimas clicam no resultado ou em um link patrocinado, são direcionadas a um site no qual os cliques são convertidos em dinheiro. Para isso, os criminosos vendem os cliques fraudados a um corretor de tráfego, que revende o tráfego a partes legítimas, como Yahoo ou Google.

A Trend Micro alerta que essas redes maliciosoas podem incluir mais de cem servidores hospedados em inúmeros datacenters ao redor do mundo e, coletando apenas alguns dólares de cada vítima, acabam lucrando milhões em um ano. Portanto, os usuários precisam estar conscientes suas identidades e informações confidenciais têm um valor monetário real e as consequências de seu roubo não são apenas momentâneas, podendo afetar registros de todo o histórico bancário de pessoas e empresas.






Comentários (0) Assinar







ENVIAR NOTÍCIA POR EMAIL:Fechar
seu nome: seu e-mail:
enviar para: separar os emails por vírgulas
comentários:
Máx. 800 caracteres (restam 800 caracteres).



Facebook
YouTube
Twitter
Fórum
RSS