Canal: Games



Siga a Adrenaline


Brand Channels


Colunas


Artigos


Enquete da vez

Começaram a aparecer os novos smartwatches. Qual te interessou?
Ver outras enquetes





Tamanho do texto:


2008 - Crise no MIBR

autor: redacao

O Made in Brazil, melhor equipe de Counter-Strike do Brasil, nunca foi tão criticada como neste ano de 2008. A equipe foi bastante cobrada pela sua torcida no primeiro semestre, que exigia a volta da line-up campeã do mundo em 2006, convidada pelo Rio Sinistro em 2007 para fazer parte da Championship Gaming Series jogando Counter-Strike Source.

No primeiro semestre, a equipe usou a base da extinta equipe g3nerationX, tendo Alexandre "Gaules" Bochi como responsável técnico. Mas após o fim da temporada 2008 da CGS, esta line-up acabou sendo dispensada para dar lugar aos jogadores que estavam no CS:S.

Em outubro, os cinco jogadores deixaram o Brasil para passarem dois meses viajando pelo mundo. Começaram pela Suécia, onde se prepararam na Inferno-Online para a maratona de competições que viria logo em seguida. A primeira parada foi em Los Angeles para participar da primeira etapa da ESL - Extreme Masters. Lá terminaram na segunda colocação, dando esperanças ao povo brasileiro de que bons resultados viriam nas próximas competições. Em Montreal, segunda etapa da ESL, ficaram com a terceira colocação. Em Dubai, a equipe não conseguiu manter o ritmo forte e terminou apenas na 5-6 colocação.

No início de Novembro, a crise chegou no MIBR: a eliminação precoce na WCG 2008 fez com que tanto a torcida quanto a própria direção da equipe se manifestassem de forma negativa em relação aos resultados obtidos. Uma nota oficial no site da equipe, feita por Paulo Velloso, diretor do mibr, pegou todos de surpresa, inclusive os próprios jogadores, dizendo claramente que estava insatisfeito com os resultados e que queria vitórias na Extreme Masters Philadelphia e Dreamhack Winter 2008, ambas as competições marcadas também para Novembro.

Como se isso não bastasse, Carlos Henrique "KIKOOOO" Segal, responsável técnico da equipe, anunciou logo depois que estaria na Brasil Cup 3 observando jogadores para montar uma espécie de Equipe B do mibr, que serviria como base para possíveis mudanças na equipe principal.

Com toda esta pressão, os jogadores viajaram para a Philadelphia para participar da Extreme Masters Continental, e assim que chegaram tiveram problemas com as bagagens no aeroporto, o que fez com que eles jogassem o primeiro dia de competição sem seus equipamentos. Mesmo assim, a equipe conseguiu ficar com o título de forma incontestável. O que achavam que iria espantar a crise da equipe acabou virando "não fizeram mais que a obrigação" por parte da torcida. Na Dreamhack, a equipe caiu logo nas Quartas de Finais e terminou na 5-8 colocação. Era a última competição internacional de 2008 para o mibr.

De volta ao Brasil, restava apenas esperar até o início de Dezembro para participar da Brasil Cup 3. Sem perder uma partida no país desde 2007, o mibr caiu diante do Firegamers na Final Upper, aumentando ainda mais a crise que rondava a equipe. No segundo dia de competição, a equipe deu a volta por cima e conquistou a competição.

No dia 19, veio a notícia no site oficial da equipe, pegando todos de surpresa: MIBR em 2009 - KIKOOOO no lugar de bit. O capitão da ESWC 2006 estava de volta para substituir uma das grandes promessas do Counter-Strike mundial, que durante muito tempo também desempenhou a função de capitão. Vale lembrar que ele estava na equipe desde Janeiro de 2007, quando entrou para substituir KIKOOOO, que na época havia anunciado sua aposentadoria.

Segundo a direção da equipe, o principal motivo desta mudança foi a ausência de um líder na equipe dentro do jogo. A função de capitão chegou a passar por três jogadores desde a saída de KIKOOOO.

Muito se espera do desempenho deste "novo" capitão, que após dois anos parado, volta para tentar resolver todos os problemas da equipe. O mibr terá logo no início do ano a KODE5 Brasil, em São Paulo, que classificará uma equipe para a final mundial. Mas o grande desafio da equipe será entre os dias 3 e 8 de Março, data da Final Mundial da ESL Extreme Masters, na Alemanha.

---

Leandro Loiola, mais conhecido como chataum, é manager do Made in Brazil, uma das melhores equipes de Counter-Strike 1.6 do mundo. É o administrador do site oficial da sua equipe e responsável pela área de e-Sports do portal Adrenaline, no qual está desde meados de 2008. Já escreveu sobre e-sports para os sites ESBR e Misterape.






Comentários () Assinar







ENVIAR NOTÍCIA POR EMAIL:Fechar
seu nome: seu e-mail:
enviar para: separar os emails por vírgulas
comentários:
Máx. 800 caracteres (restam 800 caracteres).



Facebook
YouTube
Twitter
Fórum
RSS