Canal: Games



Siga a Adrenaline


Brand Channels


Colunas


Artigos


Enquete da vez

Começam a aparecer dispositivos com resolução superior ao FullHD. O que acha destes displays nas telas compactas?

Exagero, não há benefício
39%
Gostaria de ter um aparelho destes
27%
Só serve para gastar mais bateria
26%
Somente em tablets
8%

Ver outras enquetes


games categoria : games | 12.08.2009 / 16h00 | comentários : 0


Tamanho do texto:


Os games no cinema

autor: redacao

Resident Evil


Resident Evil

Resident Evil estreou mundialmente em 2002 sob uma forte pressão de honrar a série de survival-horror mais conhecida e bem-sucedida da indústria de videogames. Milla Jovovich, no papel de Alice, era a protagonista. A outra menção honrosa no elenco fica com Michelle Rodriguez, que depois viria a se tornar conhecida como a Ana Lucia do seriado Lost.

Na trama, a Corporação Umbrella conduz, secretamente, uma série de experimentações genéticas em seu laboratório subterrêno localizado a quilômetros de profundidade e longe dos olhos dos governos mundiais. A empresa, entretanto, não exita e propositalmente sabota uma das pesquisa e contamina todo o conglomerado de pesquisas, fazendo com que pessoas virem zumbis e criando outras criaturas horrendas, como cachorros mutantes. A missão de Alice e sua unidade militar é eliminar as chances do vírus e das bizarras mutações se alastrarem ao mundo exterior. 

A recepção que o filme obteve por parte de críticos e fãs foi, até certo ponto, considerável. Embora tenham havido muitas análises negativas e pouca fidelidade com relação à história presente nos games, foram arrecadados US$ 105 milhões mundialmente, deixando margem para uma sequência.

Uma, não. Duas. Resident Evil: Apocalypse (2004) e Resident Evil: Extinction (2007) foram lançados tendo Milla Jovovich novamente no papel de Alice. As continuações alcançaram resultado financeiro significativamente melhor do que o primeiro filme, com US$ 125 milhões e US$ 147 milhões em bilheteria mundial, respectivamente.  


Doom

Ah, Doom... Com Dwayne “The Rock” Johnson no elenco, e o diretor de Romeu Tem Que Morrer (Andrzej Bartkowaiak), tinha o que era preciso para ser bom. Pena que a única coisa a ver com o game foi uma única cena: A famosa “cena da mãozinha”, que mostra a ação do ponto de vista do protagonista (Karl Urban), andando pelos corredores infestados de inimigos com a arma em punho – uma referência ao estilo de câmera em primeira pessoa que tornou o game famoso.

O filme é uma grande produção, com efeitos especiais razoavelmente bons e tudo mais. Houve críticas com relação às atuações e às cenas de ação, mas o maior problema mesmo é o clássico na adaptação de games: a falta de semelhança com o material original. Enquanto nos games demônios saem direto do inferno para invadir a Terra, no filme temos o velho clichê de vírus que transforma as pessoas em mutantes monstruosos.


Silent Hill

O filme da famosa série de terror e survival-horror da Konami chegou aos cinemas mundiais em agosto de 2006. Embora não seja um série tão popular quanto Resident Evil no gênero, Silent Hill superou a rivalidade nas telonas com uma fidelidade mais aguçada ao transmitir o pesado clima de terror em ambientes bastante característicos e conhecidos por fãs.

A história engloba alguns elementos vistos nos três primeiros games com algumas pequenas mudanças, entre elas nomes de personagens e a sequência de acontecimentos. Sharon é uma menina sonâmbula cuja mãe adotiva se chama Rose. Certa noite, Sharon sai às ruas gritando o nome de Silent Hill, cidade que sequer aparece no mapa. Como não é a primeira vez que a situação acontece, Rose decide viajar com a filha ao local para tentar descobrir qual a relação existente entre ambos. No caminho, a dupla encontra a desconfiada policial Cybil e, prestes a chegar à cidade, algo passa rapidamente em frente ao carro, confundindo Rose ao volante a causando um pequeno acidente.

Quando acorda, a mãe percebe que Sharon não se encontra no carro. Rose, então, sai desesperadamente à procura da filha em Silent Hill e percebe que algo diferente existe naquele lugar: mudanças de realidade constantemente são precedidas por sirenes. Na realidade alternativa, monstros aparecem e atacam quem estiver por perto. No fim, a mãe descobre a importância da filha para uma ceita religiosa fanática. Para poder salvá-la, precisa se livrar dos seguidores e eliminar o mal que impera na cidade deserta. 

Um outro fator que contribui para a fidelidade aos videogames é a trilha sonora. Dos primeiros quatro games da série, as principais músicas foram remasterizadas para encaixar com a ambientação de suspense vista no filme. Por fim, foram arrecadados US$ 100 milhões de dólares de bilheteria em todo o mundo.






Comentários (0) Assinar







ENVIAR NOTÍCIA POR EMAIL:Fechar
seu nome: seu e-mail:
enviar para: separar os emails por vírgulas
comentários:
Máx. 800 caracteres (restam 800 caracteres).



Facebook
YouTube
Twitter
Fórum
RSS