Canal: Games



Siga a Adrenaline


Brand Channels


Colunas


Artigos


Enquete da vez

Começaram a aparecer os novos smartwatches. Qual te interessou?
Ver outras enquetes


games categoria : games | 12.08.2009 / 16h00 | comentários : 0


Tamanho do texto:


Os games no cinema

autor: redacao

*** Texto por Mauro Barreto e Andrei Longen

Desde o início dos anos 90, Hollywood percebeu o potencial que os videogames tinham para o cinema, e começou a produzir filmes baseados em games de sucesso. A honra de inaugurar esse novo filão cinematográfico ficou por conta de um título já consagrado nos games: Super Mario Bros. O filme, no entanto, foi muito mal recebido e as críticas foram pesadas, mas nem por isso os produtores de cinema desistiram, e tivemos uma série de novas produções desde então. O problema é que a maioria delas não é o que se pode chamar de pérola do cinema, mas vamos lá... Fizemos um apanhado de todas as adaptações em live action já feitas de games para a telona. Divirta-se!


Super Mario Bros.

Lançado em maio de 1993 como o pioneiro ocidental na conversão de games para os cinemas. O filme de Super Mario Bros. tinha a proposta de transformar as cartunescas aventuras em 2D dos videogames em algo realista, contando a rotina dos irmãos encanadores Mario e Luigi (Bob Hoskins e John Leguizamo, que devem se envergonhar dessa pérola hoje em dia) que vivem no Brooklyn, em Nova York.

Durante um de seus serviços diários, a dupla conhece Daisy (a princesa Peach, no videogame), que logo é capturada por dois estranhos indivíduos que a levam para uma dimensão paralela em que o Rei Bowser Koopa, de forma ditatorial, comanda uma sociedade afundada em crise, pobreza e violência. Luigi, já apaixonado, parte em busca da moça junto com Mario. No fim, Bowser é derrotado por Mario, devolvendo a normalidade e o progresso ao local. Daisy então decide se juntar aos irmãos para enfrentar novos vilões.

Este filme, além de ter fracassado nas bilheterias, foi recebido muito negativamente na época tanto pela crítica especializada quanto por fãs da franquia Mario Bros. por ser pouco fiel às características dos personagens e suas ações durante as aventuras vistas nos videogames. É considerado um dos piores filmes já baseados em algum jogo. Destaque para o Yoshi que parece ter saído do Jurassic Park.



Double Dragon

Adaptado em novembro de 1994 a partir do famoso game de lutas de rua do estilo "beat 'em up", o filme apresentou a dupla de irmãos Billy e Jimmy Lee na busca pela sabedoria e poder contidos nas duas metades do medalhão do poder, o Double Dragon.

Satori, guia de artes marciais e guardiã de uma das metades do medalhão, deixa uma missão à dupla: prevenir que a segunda metade caia em mãos erradas e liberte o poder maligno nele contido. Antes de partirem na jornada pela destruída e caótica Los Angeles, os irmãos Lee descobrem que o tirano e comandante das gangues locais, Shouk, já se apoderou da outra metade. Cabe a eles agora recuperarem a parte restante e usarem o segredo do poder para limpar a cidade da violência urbana descontrolada. 

Double Dragon é outro filme que não recebeu críticas favoráveis quando lançado. Embora tenha atingido bilheteria bastante razoável pela temática e ótimas vendas de VHS quando lançado nos EUA, o filme era cafona demais para ser levado a sério. No entanto, permanece como um clássico da Sessão da Tarde.


Street Fighter

Sendo certamente um dos mais criticados de todos os filmes já lançados baseados em videogames, Street Fighter estreou em dezembro de 1994 com duas estrelas no elenco: Jean-Claude Van Damme, no papel do capitão Guile, e Raul Julia, como o ditador M. Bison.

A história conta a ascenção do poder da nação ficcional de Shadaloo governada por M. Bison. Nas forças armadas, Guile, junto com a Tenente Cammy, promove a invasão da base operacional da Shadaloo, onde Bison se esconde e pessoas são mantidas reféns. Neste meio tempo, negociações na Tailândia de armas a comando de Bison são lideradas pelos comparsas Sagat e Vega, que logo são presos pela polícia local junto com os golpistas (???) Ken e Ryu, que passam para o lado das forças militares e ajudam na invasão do forte de Bison. A solução foi a invasão da base e o a morte do tirano, extinguindo o contrabando ilegal de armas e a formação de possíveis grupos terroristas.

Mais personagens conhecidos também aparecem no filme. É o caso de Blanka, Balrog, E-Honda, T. Hawk, Dee Jay, Zangief e Chun-li, no papel de uma repórter vingativa. Mas número de personagens não é documento, e a maioria só estava lá mesmo para constar. O resultado ficou um tanto aquém do que os fãs esperavam, mas até hoje o filme é lembrado pelo seu senso de humor (às vezes não-intencional) e pela extrema galhofa.

No ano passado, outro filme baseado na série de luta ainda foi lançado: The Legend of Chun-Li, que além de ter fracassado nas bilheterias mundiais, renovou o sentimento de que adaptações cinematográficas vindas de games tendem a falhar. Leia nossa análise deste filme aqui.

{ }






Comentários (0) Assinar







ENVIAR NOTÍCIA POR EMAIL:Fechar
seu nome: seu e-mail:
enviar para: separar os emails por vírgulas
comentários:
Máx. 800 caracteres (restam 800 caracteres).



Facebook
YouTube
Twitter
Fórum
RSS